Grande Prêmio do Brasil de 1992

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grande Prêmio do Brasil
de Fórmula 1 de 1992
Interlagos 1990.jpg
11º GP do Brasil realizado em Interlagos
Detalhes da corrida
Data 5 de abril de 1992
Nome oficial XXI Grande Prêmio do Brasil
Local Autódromo de Interlagos, São Paulo, São Paulo, Brasil
Total 71 voltas / 307.075 km
Condições do tempo Seco
Pole
Piloto
Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault
Tempo 1:15.703
Volta mais rápida
Piloto
Itália Riccardo Patrese Williams-Renault
Tempo 1:19.490 (na volta 34)
Pódio
Primeiro
Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault
Segundo
Itália Riccardo Patrese Williams-Renault
Terceiro
Alemanha Michael Schumacher Benetton-Ford

Resultados do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 realizado em Interlagos em 5 de abril de 1992. Terceira etapa da temporada, teve como vencedor o britânico Nigel Mansell, que subiu ao pódio junto a Riccardo Patrese numa dobradinha da Williams-Renault, com Michael Schumacher em terceiro pela Benetton-Ford.[1][2][nota 1]

Classificação da prova[editar | editar código-fonte]

Pos Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 5 Reino Unido Nigel Mansell Williams-Renault 71 1:36'51"856 1 10
2 6 Itália Riccardo Patrese Williams-Renault 71 + 29"330 2 6
3 19 Alemanha Michael Schumacher Benetton-Ford 70 + 1 volta 5 4
4 27 França Jean Alesi Ferrari 70 + 1 volta 6 3
5 28 Itália Ivan Capelli Ferrari 70 + 1 volta 11 2
6 9 Itália Michele Alboreto Footwork-Mugen/Honda 70 + 1 volta 14 1
7 24 Itália Gianni Morbidelli Minardi-Lamborghini 69 + 2 voltas 23
8 21 Finlândia J. J. Lehto Scuderia Italia-Ferrari 69 + 2 voltas 16
9 30 Japão Ukyo Katayama Larrousse-Lamborghini 68 + 3 voltas 25
10 11 Finlândia Mika Häkkinen Lotus-Ford 67 + 4 voltas 24
Ret 15 Itália Gabriele Tarquini Fondmetal-Ford 62 Motor 19
Ret 16 Áustria Karl Wendlinger March-Ilmor 55 Embreagem 9
Ret 23 Brasil Christian Fittipaldi Minardi Lamborghini 54 Câmbio 20
Ret 3 França Olivier Grouillard Tyrrell-Ilmor 52 Motor 17
Ret 26 França Erik Comas Ligier-Renault 42 Embreagem 15
Ret 12 Reino Unido Johnny Herbert Lotus-Ford 36 Rodada 26
Ret 25 Bélgica Thierry Boutsen Ligier-Renault 36 Colisão 10
Ret 33 Brasil Mauricio Gugelmin Jordan-Yamaha 36 Câmbio 21
Ret 20 Reino Unido Martin Brundle Benetton-Ford 30 Colisão 7
Ret 22 Itália Pierluigi Martini Scuderia Italia-Ferrari 24 Embreagem 8
Ret 29 Bélgica Bertrand Gachot Larrousse-Lamborghini 23 Suspensão 18
Ret 4 Itália Andrea de Cesaris Tyrrell-Ilmor 21 Motor 13
Ret 1 Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda 17 Motor 3
Ret 2 Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda 4 Pane elétrica 4
Ret 10 Japão Aguri Suzuki Footwork-Mugen/Honda 2 Motor 22
Ret 32 Itália Stefano Modena Jordan-Yamaha 1 Câmbio 12
DNQ 14 Suíça Andrea Chiesa Fondmetal-Ford
DNQ 17 França Paul Belmondo March-Ilmor
DNQ 7 Bélgica Eric van de Poele Brabham-Judd
DNQ 8 Itália Giovanna Amati Brabham-Judd
DNPQ 34 Brasil Roberto Moreno Andrea Moda-Judd

Tabela de campeonato após a corrida[editar | editar código-fonte]

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas.

Notas

  1. Voltas na liderança: Riccardo Patrese 31 voltas (1–31), Nigel Mansell 40 voltas (32–71).

Referências

  1. «1992 Brazilian Grand Prix - race result». Consultado em 5 de abril de 2019 
  2. Fred Sabino (5 de abril de 2019). «"As Williams estão num outro planeta", desabafou Ayrton Senna após abandono em Interlagos». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 13 de julho de 2019 
Precedido por
Grande Prêmio do México de 1992
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1992
Sucedido por
Grande Prêmio da Espanha de 1992
Precedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1991
Grande Prêmio do Brasil
21ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1993