Gylfi Sigurðsson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gylfi Sigurðsson
Gylfi Sigurðsson
Gylfi pelo Swansea City em 2015
Informações pessoais
Nome completo Gylfi Þór Sigurðsson[1]
Data de nasc. 8 de setembro de 1989 (29 anos)[1]
Local de nasc. Reykjavík, Islândia
Nacionalidade islandês
Altura 1,86 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Everton
Número 10
Posição Meia
Clubes de juventude
2002
2003–2005
2005–2008
FH
Breiðablik
Reading
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2008–2010
2008
2009
2010–2012
2012
2012–2014
2014–2017
2017–
Reading
Shrewsbury Town (emp.)
Crewe Alexandra (emp.)
Hoffenheim
Swansea City (emp.)
Tottenham Hotspur
Swansea City
Everton
0051 000(22)
0006 0000(1)
0015 0000(3)
0039 000(10)
0019 0000(7)
0083 000(13)
0128 000(37)
0074 000(20)
Seleção nacional3
2005
2006–2007
2007–2011
2010–
Islândia Sub-17
Islândia Sub-19
Islândia Sub-21
Islândia
0003 0000(2)
0015 0000(8)
0014 0000(6)
0068 000(20)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 12 de maio de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 11 de junho de 2019.

Gylfi Þór Sigurðsson (Pronúncia em islandês: [ˈcɪlvɪ ˈθou:r̥ ˈsɪ:ɣʏrðsɔn]; Reykjavík, 8 de setembro de 1989) é um futebolista islandês que atua como meia. Atualmente joga pelo Everton e Seleção Islandesa.

Começou sua carreira pelo Reading na Championship, e em 2010 foi vendido ao Hoffenheim no que foi a maior venda do Reading. Foi votado o jogador da temporada por duas temporadas seguidas, pelo Reading na temporada 2009–10 e pelo Hoffenheim em 2010–11.[2][3] Após uma temporada de volta ao futebol inglês com o Swansea, foi contratado pelo Tottenham Hotspur por 8,8 milhões de libras, e em 2014 voltou ao Swansea como parte de uma troca por Ben Davies.

Gylfi fez sua primeira partida pela seleção principal islandesa em 2010 e desde então, já possui mais de 30 convocações em sua carreira profissional.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Começo[editar | editar código-fonte]

Natural de Reykjavík,[1] Gylfi jogou pelo clube local FH antes de se juntar ao Breiðablik e era um jogador da seleção islandesa sub-17. Havia ficado por um tempo em testes com o Preston North End antes de assinar pelo Reading em um contrato de academia no dia 1 de outubro de 2005.[4] Jogou por três anos pelas categorias de base. Antes do começo da temporada 2007–08, ele e mais outros cinco jovens receberam contratos profissionais.[5]

2008–09[editar | editar código-fonte]

Para a temporada 2008–09, Gylfi recebeu a camisa número 34, e foi um substituto não usado na vitória por 2 a 1 contra o Dagenham & Redbridge em agosto de 2008.[6] Duas semanas depois, fez seu début na Copa da Liga Inglesa, entrando como substituto aos 14' do segundo tempo contra o Luton Town.[7] Ele marcou um pênalti na disputa por pênaltis contra o Stoke City na Copa da Liga, após entrar como suplente.[8] Para obter experiência, assinou um contrato de empréstimo de um mês com o Shrewsbury Town,[9] e marcou um gol em sua estreia, contra o Bournemouth em outubro de 2008.[10] Fez um total de seis jogos durante sua estadia no Shrewsbury, marcando um gol. Ele então voltou ao Reading e jogou na derrota por 2 a 0 frente ao Cardiff City pela FA Cup.[11] Em fevereiro de 2009, foi emprestado ao Crewe Alexandra,[12] e fez sua estreia dois dias depois contra o Brighton fora de casa, marcando aos 44' do segundo tempo na vitória por 4 a 0.[13] Em março de 2009, seu empréstimo, antes com duração de um mês, foi estendido até ao fim da temporada.[14] Marcou outros dois gols pelo Crewe, contra Milton Keynes Dons e Cheltenham Town respectivamente,[15][16] mas não conseguiu impedir o rebaixamento da equipe à League Two.[17]

2009–10[editar | editar código-fonte]

Gylfi marcou seu primeiro gol pelo Reading contra o Burton Albion na primeira ronda da Copa da Liga Inglesa em casa, no dia 11 de agosto de 2009.[18] Fez seu primeiro gol da liga na derrota por 3 a 2 contra o Peterborough United em 19 de setembro de 2009.[19] Gylfi contribuiu bastante na brilhante campanha do Reading da FA Cup de 2009–10 que incluiu vitórias sobre Liverpool, Burnley e West Bromwich Albion. Contra o Liverpool, na terceira ronda, marcou um gol de pênalti nos acréscimos para selar o empate e forçar a prorrogação. O Reading veio a vencer o jogo por 2 a 1.[20] Contra o Burnley, na quarta, marcou o gol da vitória aos 42' do segundo tempo.[21] Na quinta ronda, contra o West Brom, marcou novamente o gol da vitória por 3 a 2 no tempo extra.[22] Em abril de 2010, recebeu o Prêmio de Jogador do Mês de março, vencendo Peter Løvenkrands do Newcastle United, Graham Dorrans do West Brom e Adel Taarabt do Queens Park Rangers ao título, e tendo marcado cinco gols em seis jogos no mês.[23] Gylfi marcou contra o Preston North End no último jogo da temporada.[24] Antes do jogo, Gylfi recebeu o título de Jogador da Temporada pelo Reading vencendo Jimmy Kébé e Ryan Bertrand, que terminaram em segundo e terceiro, respectivamente.

Gylfi terminou a temporada com 21 gols em 44 jogos considerando todas as competições.[25] Suas performances e sua idade despertaram o interesse de vários clubes da Premier League, mas ele acordou seu futuro com o Reading quando renovou seu contrato por mais três anos em maio de 2010.[26]

2010–11[editar | editar código-fonte]

Gylfi marcou seu primeiro gol da temporada no primeiro jogo da liga, contra o Scunthorpe, que terminou com derrota por 2 a 1.[27] Também marcou no jogo seguinte em 28 de agosto, contra o Leicester City. Na noite após o jogo, a mídia islandesa reportou que Gylfi estava para viajar à Alemanha na segunda seguinte para exames médicos no Hoffenheim.[28] Gylfi se juntou ao Hoffenheim em 31 de agosto de 2010. O Reading reportou que o lucro da venda excedeu o recorde anterior de 6,5 milhões de libras, que era de Kevin Doyle ao Wolverhampton.[29]

Hoffenheim[editar | editar código-fonte]

Gylfi fez sua estreia pelo Hoffenheim em 10 de setembro de 2010, como substituto aos 35' do segundo tempo na vitória por 2 a 0 contra o Schalke 04. Uma semana depois, marcou seu primeiro gol pelo clube no empate por 2 a 2 contra o Kaiserslautern após entrar como suplente aos 32' da segunda etapa.[30] Seu segundo gol foi contra o Mainz, numa derrota por 4 a 2 fora de casa.[31] Veio a marcar outros dois gols contra o Hannover, sendo um deles de pênalti.

Em 25 de maio de 2011, Gylfi foi votado como o Jogador da Temporada pelos fãs do Hoffenheim, mesmo que tivesse jogado apenas 13 jogos como titular. Terminou a temporada com dez gols e duas assistências. Durante a primeira metade da temporada 2011–12, acabou perdendo a preferência do treinador, fazendo apenas sete partidas da liga e foi alvo de rumores sobre sua saída do clube.

Empréstimo ao Swansea City[editar | editar código-fonte]

Em 1 de janeiro de 2012, foi-se anunciado que Gylfi jogaria o resto da temporada pelo Swansea City por empréstimo.[32] Fez sua estreia pelo clube em 15 de janeiro, entrando no intervalo e assistindo o gol da vitória por 3 a 2 contra o Arsenal.[33] Em 4 de fevereiro, marcou seu primeiro gol pelo clube na vitória por 2 a 1 contra o West Brom.[34] Também fez a assistência para o gol de Danny Graham. Em 3 de março, marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 contra o Wigan, seu segundo sendo de falta.[35] Duas semanas depois, marcou novamente dois gols numa vitória por 3 a 0 contra o Fulham.[36] Fez mais um gol na derrota contra o Tottenham por 3 a 1, em 1 de abril.[37]

Como resultado de sua boa forma, Gylfi conseguiu o prêmio de Jogador do Mês da Premier League de março, sendo o primeiro islandês a receber tal título. Seu gol seguinte veio na vitória por 3 a 0 contra o Blackburn Rovers, que levou o clube a 42 pontos na tabela.[38]

Em 28 de maio, o Swansea conseguiu um acordo de 6,8 milhões de libras com o Hoffenheim para a transferência permanente do jogador, sujeito a exames médicos, mas por causa de Brendan Rodgers ter se mudado para o Liverpool, tal acordo falhou.[39] Nos 18 jogos em que participou durante seu período de empréstimo, Gylfi marcou sete gols e fez quatro assistências.[40]

Tottenham Hotspur[editar | editar código-fonte]

Em 4 de julho de 2012, Gylfi foi transferido ao Tottenham Hotspur por um preço de 8,8 milhões de libras.[41] Foi a primeira contratação do recém-contratado treinador André Villas-Boas. Marcou seu primeiro gol pelo clube num amistoso contra o Stevenage, após entrar como substituto no segundo tempo.

Brian McDermott confirmou que o Reading havia feito três ofertas sem sucesso para levar Gylfi de volta a seu antigo clube durante a janela de transferências de janeiro de 2013, incluindo uma oferta recorde no último dia de transferências de 10 milhões de libras, de acordo com a BBC Sport.[42] Em 25 de fevereiro, marcou seu primeiro gol da liga pelo Tottenham na vitória por 3 a 2 contra o West Ham United. No jogo seguinte, fez a assistência para o gol de Gareth Bale, na vitória por 2 a 1 contra o Arsenal.[43]

Na temporada 2013–14, marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 contra o Norwich City em 14 de setembro de 2013. O triunfo levou o Tottenham ao segundo lugar na tabela. Marcou novamente em 28 de setembro, no empate em 1 a 1 contra o Chelsea.[44]

Retorno ao Swansea[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2014, o Tottenham anunciou que houve um acordo para a transferência de Gylfi de volta ao Swansea City, enquanto Ben Davies se juntaria aos Spurs.[45] Na primeira partida da Premier League de 2014–15, assistiu o primeiro gol e marcou o segundo da vitória do Swansea sobre o Manchester United fora de casa, sendo esta a primeira derrota do Manchester United no jogo de estreia desde 1972.[46] Gylfi fez mais três assistências nos dois jogos seguintes, continuando com sua boa forma.[47] No jogo contra o Arsenal em 9 de novembro de 2014, marcou um gol de falta na vitória por 2 a 1.[48] Marcou novamente na derrota por 4 a 1 contra o Liverpool em 29 de dezembro.[49]

Em 17 de janeiro de 2015, um passe errado de Gylfi permitiu a Oscar, do Chelsea, marcar após 50 segundos de jogo na eventual derrota por 5 a 0.[50] Uma semana depois, foi expulso nos acréscimos na derrota por 3 a 1 fora de casa frente o Blackburn Rovers na quarta ronda da FA Cup, com o Swansea já estando com 10 em campo após a anterior expulsão de Kyle Bartley.[51]

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Gylfi jogou pelas eliminatórias do Campeonato Europeu Sub-19 de 2008, marcando quatro gols. Em novembro de 2007, fez seu début pelo sub-21, jogando por 30 minutos contra a Alemanha.[52] Fez seu primeiro jogo pelas eliminatórias para o Campeonato Europeu Sub-21 de 2009 quatro dias depois, com substituto nos acréscimos, e jogou nas partidas restantes. Na última partida da seleção islandesa, marcou o gol do empate em 1 a 1 contra a Eslováquia.[53] Em 2011, jogou contra San Marino na campanha desse ano e fez dois gols em 16 minutos na vitória por 6 a 0.[54]

Em maio de 2010, fez sua estreia pela seleção principal na vitória por 4 a 0 contra Andorra e fez a assistência para o segundo gol a partir de uma cobrança de falta. Gylfi também ajudou a seleção sub-21 a poder disputar o Campeonato Europeu de Futebol Sub-21 de 2011, jogando as duas partidas dos playoffs contra a Escócia, em que a Islândia venceu por 4 a 2 no agregado.[55][56] Na segunda partida, marcou os dois gols da vitória por 2 a 1.[56]

Em 13 de outubro de 2014, marcou dois gols, um deles de pênalti, na vitória contra a Holanda num jogo das eliminatórias para a UEFA Euro 2016.[57]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Hugman, Barry J. (2010). The PFA Footballers' Who's Who 2010–11.. Edimburgo: Mainstream Publishing. p. 378. ISBN 9781845966010 
  2. «"Player of the Season 2010/11 – Gylfi Sigurdsson"» (em inglês). TSG 1899 Hoffenheim. 27 de maio de 2011. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  3. Cadden, Phil (30 de junho de 2012). «"Destination unknown for Sigurdsson family as in-demand Gylfi plots his next move"» (em inglês). Independent. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  4. «"Royals sign Iceland youngster"» (em inglês). Reading FC. 14 de outubro de 2005. Consultado em 19 de novembro de 2015. Arquivado do original em 5 de agosto de 2012 
  5. «"Royals make six Academy signings"» (em inglês). Reading FC. 6 de julho de 2007. Consultado em 19 de novembro de 2015. Arquivado do original em 7 de agosto de 2011 
  6. «"Dagenham & Redbridge 1-2 Reading"» (em inglês). BBC Sport. 12 de agosto de 2008. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  7. «"Reading vs Luton Town"» (em inglês). Reading FC. Consultado em 19 de novembro de 2015. Arquivado do original em 3 de junho de 2012 
  8. «"Stoke 2-2 Reading (aet)"» (em inglês). BBC Sport. 23 de setembro de 2008. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  9. «"Sigurdsson signs for Shrewsbury"» (em inglês). BBC Sport. 16 de outubro de 2008. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  10. «"Shrewsbury 4-1 Bournemouth"» (em inglês). BBC Sport. 18 de outubro de 2008. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  11. «"Cardiff 2-0 Reading"» (em inglês). BBC Sport. 3 de janeiro de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  12. «"Sigurdsson makes Crewe loan move"». BBC Sport. 27 de fevereiro de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  13. «"Brighton 0-4 Crewe"» (em inglês). BBC Sport. 28 de fevereiro de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  14. «"Crewe extend Sigurdsson loan deal"» (em inglês). BBC Sport. 24 de março de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  15. «"MK Dons 2-2 Crewe"» (em inglês). BBC Sport. 24 de março de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  16. «"Crewe 1-2 Cheltenham"» (em inglês). BBC Sport. 18 de abril de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  17. «"Crewe 0-3 Leicester"» (em inglês). BBC Sport. 2 de maio de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  18. «"Reading 5 - 1 Burton Albion"» (em inglês). BBC Sport. 11 de agosto de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  19. «"Peterborough 3 - 2 Reading"» (em inglês). BBC Sport. 19 de setembro de 2009. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  20. «"Liverpool 1 - 2 Reading"» (em inglês). BBC Sport. 13 de janeiro de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  21. Lacey, David (25 de janeiro de 2010). «"Gylfi Sigurdsson goal keeps Reading in FA Cup at expense of Burnley"» (em inglês). The Guardian. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  22. «"West Brom 2 - 3 Reading"» (em inglês). BBC Sport. 24 de fevereiro de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  23. «"Sigurdsson named Player of the Month"» (em inglês). The Football League. 3 de abril de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  24. «"Reading 4 - 1 Preston"» (em inglês). BBC Sport. 2 de maio de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  25. «"ESPN Soccernet Gylfi Sigurdsson profile"» (em inglês). ESPN Soccernet. 7 de agosto de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  26. «"Sigurdsson signs new three year deal at Reading FC"» (em inglês). GetReading. 27 de maio de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  27. «"Reading 1 - 2 Scunthorpe"» (em inglês). BBC Sport. 7 de agosto de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  28. Hilmarsson, Guðmundur (28 de agosto de 2010). «"Gylfi Þór á leið til Hof­fen­heim - Fer í lækn­is­skoðun á mánu­dag­inn"» (em islandês). mbl.is. Consultado em 19 de novembro de 2015  soft hyphen character character in |título= at position 26 (ajuda)
  29. «"Hoffenheim sign Reading's Sigurdsson for at least £6.5m"» (em inglês). BBC Sport. 31 de agosto de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  30. «"Kaiserslautern vs. Hoffenheim 2 - 2"». Soccerway. 18 de setembro de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  31. «"Mainz 05 vs. Hoffenheim 4 - 2"». Soccerway. 2 de outubro de 2010. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  32. Hilmarsson, Guðmundur (1 de janeiro de 2012). «"Gylfi Þór til Sw­an­sea"» (em islandês). mbl.is. Consultado em 19 de novembro de 2015  soft hyphen character character in |título= at position 18 (ajuda)
  33. Kennedy, Andrew (15 de janeiro de 2012). «"Swansea City 3-2 Arsenal: Quickfire Danny Graham winner downs Arsene Wenger's side"» (em inglês). Goal.com. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  34. Shuttleworth, Peter (4 de fevereiro de 2012). «"West Brom 1 - 2 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  35. Shuttleworh, Peter (3 de março de 2012). «"Wigan 0 - 2 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  36. Hughes, Dewi (17 de março de 2012). «"Fulham 0 - 3 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  37. Shuttleworth, Peter (1 de abril de 2012). «"Tottenham 3 - 1 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  38. Osborne, Chris (14 de abril de 2012). «"Swansea 3 - 0 Blackburn"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  39. «"Swans strike Sigurdsson deal"» (em inglês). ESPN FC. 28 de maio de 2012. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  40. Lynch, David (28 de maio de 2012). «"Swansea City agree club-record £6.8m fee for Sigurdsson"» (em inglês). Goal UK. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  41. «"Sigurdsson to jon Club"» (em inglês). Tottenham News. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  42. «"Gylfi Sigurdsson: Reading failed with bid for Tottenham player"» (em inglês). BBC Sport. 1 de fevereiro de 2013. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  43. «"Gylfi Sigurdsson believes he was right to join Tottenham instead of Liverpool"» (em inglês). Sky Sports. 10 de março de 2013. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  44. Draper, Rob (28 de setembro de 2013). «"Tottenham 1 Chelsea 1: Terry cancels out Sigurdsson opener before Torres sees red"» (em inglês). Mail Online. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  45. «"Spurs add Davies, Vorm from Swansea"» (em inglês). ESPN FC. 23 de julho de 2014. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  46. «"Man Utd 1 - 2 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. 16 de agosto de 2014. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  47. «"On hand again"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  48. «"Bafetimbi Gomis heads home Swansea winner as Arsenal throw away late lead"» (em inglês). ESPN FC. 9 de novembro de 2015. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  49. Dawkes, Phil (29 de dezembro de 2014). «"Liverpool 4 - 1 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  50. Rawlings, Owen (17 de janeiro de 2015). «"Swansea 0 - 5 Chelsea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  51. Sanghera, Mandeep (24 de janeiro de 2015). «"Blackburn 3 - 1 Swansea"» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  52. «"Under 21s boost for Sigurdsson"» (em inglês). Reading FC. 7 de novembro de 2007. Consultado em 20 de novembro de 2015 [ligação inativa]
  53. «"Jafntefli við Slóvaka hjá U21 karla"» (em inglês). KSI.is. 9 de setembro de 2008. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  54. Pellicconi, Luca (13 de novembro de 2009). «"Goal glut continues for resurgent Iceland"» (em inglês). UEFA.com. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  55. «"Iceland U21 2-1 Scotland U21"» (em inglês). BBC Sport. 7 de outubro de 2010. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  56. a b «"Scotland U21 1-2 Iceland U21 (2-4 on agg)"» (em inglês). BBC Sport. 11 de outubro de 2010. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  57. «"Iceland 2 - 0 Netherlands"» (em inglês). BBC Sport. 13 de outubro de 2014. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  58. «"Gylfi Sigurdsson wins Premier League player award"» (em inglês). BBC Sport. 4 de abril de 2012. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  59. «"Reading boss Brian McDermott named manager of the month"» (em inglês). BBC Sport. 3 de abril de 2010. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  60. «"Games, goals, players of the season"» (em inglês). Reading FC. Consultado em 20 de novembro de 2015. Arquivado do original em 5 de março de 2011 
  61. Wildhagen, Niklas (31 de maio de 2011). «"Season review 2010/11: TSG 1899 Hoffenheim"» (em inglês). BundesligaFanatic. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  62. «"Aguero and Sanchez lead line in team of the season"» (em inglês). Premier League. 9 de junho de 2015. Consultado em 20 de novembro de 2015 
  63. «Gylfi Sigurdsson» (em espanhol). Marca 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]