Burnley Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Burnley
Logotipo do clube
Nome Burnley Football Club
Alcunhas The Clarets[1]
Mascote Bertie Bee (Abelha)[2]
Fundação 1882 (135 anos)
Estádio Turf Moor
Capacidade 22,546 pessoas[3]
Localização Burnley, Lancashire,
 Reino Unido
Presidente Inglaterra Mike Garlick
Treinador Inglaterra Sean Dyche
Patrocinador Filipinas Dafabet
Material (d)esportivo Alemanha Puma[4]
Competição Inglaterra Premier League
2016-17 Premier League, 16º de 20 equipes
Website burnleyfootballclub.com
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Burnley Football Club, apelidado de The Clarets (Os Vinho Tinto) devido a cor de sua camisa, é um clube de futebol profissional situado na cidade de Burnley, no leste de Lancashire, Inglaterra. Foi um dos 12 fundadores da Football League, em 1888,[5] além de ser um dos cinco times que já conquistaram as quatro principais divisões profissionais do país, ao lado de Portsmouth, Wolverhampton Wanderers, Sheffield United e Preston North End.[6] Disputa atualmente a Premier League, a principal divisão do futebol inglês, a qual retornou após conquistar o título da Segunda Divisão na temporada 2015-16. Manda seus jogos no estádio Turf Moor, onde atua desde 17 de Fevereiro de 1883.[7]

Foi campeão inglês em duas oportunidades (temporadas 1920-21 e 1959-60),[8][9] da FA Cup uma vez (1913-14) e da Supercopa da Inglaterra duas vezes (1960 e 1973). Entre seus grandes feitos consta, também, as quartas de final da Copa dos Campeões da Europa, atual UEFA Champions League, em 1960-61, quando foi eliminado pelo alemão Hamburgo.

Primeiros anos (1882-1912)[editar | editar código-fonte]

Time do Burnley em 1889

Em maio de 1882, o Burnley Rovers decidiu mudar sua filiação do rugby union para o futebol. Jogou sua primeira partida oficial em outubro do mesmo ano contra o Astley Bridge, na Lancashire Challenge Cup, em jogo que terminou em derrota por 8 a 0. Nos primeiros meses de 1883, o clube mudou-se para Turf Moor e permaneceu lá até os dias atuais. Apenas seu rival local de Lancashire, o Preston North End, ocupou um mesmo terreno, continuamente, por mais tempo.

O Burnley apareceu pela primeira vez na FA Cup em 1885-86, mas foi derrotado de forma humilhante por 11 a 0, quando as restrições de elegibilidade significavam que os reservas deveria ser colocados contra o Darwen Old Wanderers. Em 13 de outubro de 1886, Turf Moor tornou-se o primeiro campo de futebol a ser visitado por um membro de uma família real britânica[10] Quando foi decidido criar a The Football League a partir da temporada 1888-89, Burnley estave entre os 12 fundadores dessa competição. Foi um jogador seu, chamado William Tait, o primeiro a marcar um hat-trick neste torneio, em partida disputada contra o Bolton em 15 de Setembro de 1888, onde o Burnley alcançou a vitória pelo placar de 4–3.[11] O clube, apelidado como "Turfites", "Moorites" ou "Royalites", terminou em 9º na primeira temporada da liga. No ano seguinte foi ainda pior, concluindo em 11º, apenas um posto acima do rebaixamento, e com uma série de 17 jogos sem vitórias no início do torneio.[12] Foi naquela temporada, no entanto, que o Burnley obteve seu primeiro título, conquistando a Lancashire Cup com uma vitória na final por 2-0 sobre o Blackburn Rovers.

Antes do Burnley ganhar um troféu novamente, ele foi relegado à Segunda Divisão ao final da temporada 1896-97.[13] Eles responderam ao descenso já na temporada seguinte, perdendo apenas 2 de seus 30 jogos ao longo do caminho, antes de ganhar a promoção através de uma série playoff.[14] Burnley e Stoke City chegaram à partida final precisando de um empate para conquistar a vaga na divisão principal (ou, no caso do Stoke, para manter-se na elite). Um 0-0 foi o resultado, segundo relatos, de um "jogo sem um tiro no alvo". A Liga, imediatamente, retirou o sistema de playoff's em favor da promoção e rebaixamento automáticos. Ironicamente, ela também decidiu expandir a divisão superior e outras duas equipes também subiram de patamar para o ano seguinte, anulando o efeito da confusão provocada por Burnley e Stoke City.[15]

O Burnley acabou sendo novamente rebaixado na temporada 18991900[16] e viu-se no meio de uma controvérsia quando seu goleiro, Jack Hillman, foi acusado de tentar subornar os adversários da última partida, a equipe do Nottingham Forest, resultando na suspensão do atleta para toda a temporada seguinte. A equipe precisava de uma vitória neste confronto para evitar o rebaixamento. Este é o caso mais antigo que se tem notícia de combinação de resultados no futebol. Durante a primeira década do século XX, a equipe seguiu disputando a Segunda Divisão, mesmo terminando em último lugar em uma temporada. O sucesso parecia próximo em 191112, mas uma derrota no último jogo da temporada evitou a promoção do clube.

Primeiras glórias (1912-1930)[editar | editar código-fonte]

Equipe campeã inglesa da temporada 1920-21

Para a temporada 1910-11, o Burnley mudou suas cores do verde para o vinho tinto e azul-celeste do Aston Villa, o clube de maior sucesso no país naquela época. A temporada 191213 viu-os ganhar a promoção da Primeira Divisão mais uma vez, além de chegar à semifinal da FA Cup, ocasião em que acabaram derrotados pelo Sunderland. A próxima temporada foi de consolidação na divisão principal mas, mais importante ainda, a que trouxe sua primeira grande conquista, a FA Cup, vinda com uma vitória por 1-0 sobre o Liverpool, em partida disputada no Crystal Palace. Foi a última decisão do torneio a ser disputada neste estádio, que recebia o evento desde 1895. Esta final foi especialmente histórica na medida em que o rei George V se tornou o primeiro monarca reinante a apresentar uma taça ao capitão vencedor.[17] A equipe vencedora também recebeu medalhas especiais com a inscrição "English Cup Winners" (Vencedores da Copa Inglesa), em vez da habitual "FA Cup Winners" (Vencedores da FA Cup).[17][18] A Primeira Guerra Mundial impactou a temporada 1914-15, onde o Burnley terminou em 4º lugar, antes do futebol inglês se reorganizar e dar lugar para as necessidades do conflito. Após a retomada do futebol em tempo integral em 1919-20, Burnley sagrou-se vice-campeão, em torneio conquistado pelo West Bromwich Albion. No entanto este não foi o ápice, mas sim uma amostra do que viria no ano seguinte. Burnley perdeu suas três primeiras partidas na temporada, antes de iniciar uma série invicta de 30 jogos. Este recorde de jogos invictos em uma única temporada durou até que o Arsenal passasse invicto por toda a temporada 2003–04. Burnley terminou em 3º lugar na temporada seguinte, mas depois seguiu-se uma deterioração constante em seu posicionamento, com apenas 5º lugar em 192627, seguindo até culminar com a queda de divisão em 192930.

Baixo desempenho durante o período pré-Segunda Guerra Mundial (1930-1945)[editar | editar código-fonte]

O Burnley lutou no segundo nível do futebol inglês, evitando um novo rebaixamento em 193132 por apenas dois pontos. Os anos até o início da Segunda Guerra Mundial foram caracterizados por finais de temporada sem inspiração, quebrados apenas por uma aparição na semi-final da FA Cup em 193435 e o surgimento (e, igualmente, a partida rápida) de Tommy Lawton. Burnley participou das diferentes ligas que continuaram durante a guerra, mas somente para a temporada 1946-47 é que o futebol da liga principal foi restaurado.

Cores do clube[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros anos, vários modelos e cores foram usadas pelo Burnley. Ao longo de seus primeiros 8 anos eram diferentes permutações de azul e branco. Após 3 anos de laranja e roxo com listras pretas curtas, durante grande parte da década de 1890 uma combinação de preto com listras âmbar foi usado, embora o clube usava uma camisa rosa com listras brancas durante 1894-95. Entre 1897 e 1900 o clube utilizou uma simples camisa vermelha e de 1900 até 1910 o clube mudou para um conjunto camisa branca com calções verdes. Em 1910, foi decidido adaptar o clarete e o azul do campeão da liga de futebol Aston Villa.

No dia 4 de Junho de 2007 o novo kit de casa para a temporada 2007/08 foi lançado, todo uniforme com um grená e mangas azuis. Para o jogo contra o Stoke City em 24 de novembro de 2007, o Burnley usava uma camisa comemorativa 125° aniversário baseando-se em seu primeiro uniforme, camisa azul e branco com listras pretas, calções e meias brancas.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º - Camisa grená com mangas azuis, calção e meias brancas;
  • 2º - Camisa azul-celeste, calção e meias azuis.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2015-16
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
  • 2014-15
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro Uniforme
  • 2013-14
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
  • 2012-13
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro Uniforme
  • 2011-12
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Premier league trophy icon.png Campeonato Inglês 2 1920-21 e 1959-60
FA Cup.png Copa da Inglaterra 1 1913-14
CommunityShield.png Supercopa da Inglaterra 2 1960* e 1973
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Anglo-Scottish Cup 1 197879
Liga.png Segunda Divisão 3 189798, 197273, 2015-16
Liga.png Terceira Divisão 1 198182
Liga.png Quarta Divisão 1 199192

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 08 de agosto de 2017.[19][20]

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Lesionado: Jogador lesionado/contundido


Goleiros
Jogador
1 Inglaterra Tom Heaton Capitão
29 Inglaterra Nick Pope
30 Inglaterra Adam Legzdins
Defensores
Jogador Pos.
5 Inglaterra James Tarkowski Z
6 Inglaterra Ben Mee Z
28 República da Irlanda Kevin Long Z
2 Inglaterra Matthew Lowton LD
26 Escócia Phil Bardsley LD
3 Inglaterra Charlie Taylor LE
23 República da Irlanda Stephen Ward LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
4 Inglaterra Jack Cork V
8 Inglaterra Dean Marney V
13 República da Irlanda Jeff Hendrick V
16 Bélgica Steven Defour V
18 Inglaterra Ashley Westwood V
20 Noruega Fredrik Ulvestad V
12 República da Irlanda Robbie Brady M
17 Islândia Jóhann Berg Guðmundsson M
37 Canadá Scott Arfield M
Atacantes
Jogador
9 País de Gales Sam Vokes
10 Inglaterra Ashley Barnes
11 Nova Zelândia Chris Wood
19 República da Irlanda Jonathan Walters
21 Bermudas Nahki Wells
Comissão técnica
Nome Pos.
Inglaterra Sean Dyche T
Inglaterra Ian Woan AS
República da Irlanda Tony Loughlan AS
Inglaterra Billy Mercer TG
Inglaterra Alasdair Beattie FT
Inglaterra Mark Howard CE

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «"Burnley"» (em inglês). The Beautiful History. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  2. Scholes, Tony (1 de dezembro de 2000). «"Bertie Bee"» (em inglês). Clarets Mad. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  3. «"Turf Moor"» (em inglês). The Stadium Guide. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  4. «"Burnley 15-16 Kits Released"» (em inglês). Footy Headlines. 21 de julho de 2015. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  5. Metcalf, Mark (2013). The Origins of the Football League: The First Season 1888/89. Gloucestershire: Amberley Publishing. ISBN 9781445618814 
  6. «Champions» 
  7. Simpson, Ray (2007). The Clarets Chronicles: The Definitive History of Burnley Football Club 1882-2007. Lancashire: Burnley Football Club. ISBN 9780955746802 
  8. England 1920–21 Arquivado em 5 de Fevereiro de 2010 no Wayback Machine. Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  9. England 1959–60 Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  10. «A royal celebration at Turf Moor». www.burnleyexpress.net 
  11. When Saturday Comes: The Half Decent Football Book. p 134.
  12. England 1889–90 Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  13. England 1896–97 Arquivado em 5 de Fevereiro de 2010 no Wayback Machine. Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  14. England 1897–98 Arquivado em 5 de Fevereiro de 2010 no Wayback Machine. Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  15. England 1898–99 Arquivado em 5 de Fevereiro de 2010 no Wayback Machine. Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  16. England 1899-00 Arquivado em 5 de Fevereiro de 2010 no Wayback Machine. Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation
  17. a b Smith, Mike. The Road to Glory: Burnley's FA Cup Triumph in 1914. Grosvenor House Publishing Limited, 2014.
  18. «Burnley player's 1914 FA Cup medal up for grabs». Lancashire Telegraph 
  19. «Player Profiles» (em inglês). Burnley Football Club. Consultado em 27 de agosto de 2016 
  20. «"Burnley FC Management Staff Profiles"» (em inglês). Burnley Football Club. Consultado em 27 de agosto de 2016