Imperador Kameyama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imperador Kameyama
Imperador Kameyama
Imperador de Flag of Japan.svg Japão
Período 1260 até 1274
Antecessor(a) Imperador Go-Fukakusa
Sucessor(a) Imperador Go-Uda
Vida
Nascimento 9 de julho de 1249
Morte 4 de outubro de 1305 (56 anos)
linkWP:PPO#Japão

Imperador Kameyama (亀山天皇, 12491305?) foi o 90º imperador do Japão, na lista tradicional de sucessão [1] .


Vida[editar | editar código-fonte]

Antes de sua ascensão ao Trono do Crisântemo seu nome pessoal era Tsunehito. Foi o sétimo filho do Imperador Go-Saga e irmão de seu antecessor o Imperador Go-Fukakusa [2] , sua mãe foi a Saionji Kitsushi.

Em 1258, Tsunehito se tornou príncipe herdeiro aos 9 anos. Em 1260, no 14º ano do reinado de Go-Fukakusa, por pressão de seu pai, o Imperador em Clausura Go-Saga, abdicou; e a sucessão foi recebida por seu irmão mais novo Tsunehito. que se tornaria o Imperador Kameyama [2] .

Em 1263, durante a rebelião Kamakura, a 6º Shōgun , Príncipe Munetaka (filho mais velho de Go-Saga ) foi chamado de Kamakura para ser substituído por seu filho Príncipe Koreyasu (então com 2 anos de idade) [2] .

Em 1265 uma delegação do Império Mongol a mando de Kublai Khan chega a capital. Em seu caminho para o Japão, a delegação saqueou várias ilhas. Os mongóis convidaram o Japão a enviar uma delegação à Kublai. O Imperador e a Corte Imperial pretendiam enviar a delegação, mas o Shōgun em Kamakura os ignorou e a delegação foi enviada de volta [2] .

Em 1274, Kameyama abdica em favor de seu filho, o Imperador Go-Uda e como seu pai já havia falecido se autoproclama Imperador em Clausura, durante esta época os mongóis invadiram duas vezes o Japão. Kameyama pessoalmente foi ao Grande Santuário de Ise orar pedindo a intervenção de Amaterasu em nome do Japão [2] .

Pouco depois, justamente quando o Kaneyama tinha reorganizado seu governo, um boato se espalhou de que ele estava tramando contra o Bakufu. O boato se originou dos partidários do Go-Fukakusa na Corte ou do próprio Bakufu temendo o potencial poder do ex-imperador [3] .

Com a ascensão de Go-Uda , Go-Fukakusa ficou decepcionado, pois esperava que seu próprio filho o Príncipe Hiroito ascendesse ao trono [4] . Por isso procurou através da intervenção de Saionji Sanekane recorrer ao Bakufu e conseguiu fazer com que Hiroito fosse nomeado príncipe herdeiro. Vem dessa época o costume de alternar o reinado entre a linhagem dos descendentes de Go-Fukakusa (Jimyō-in) e dos descendentes de Kameyama (Daikaku-in) [5] .

De qualquer forma, em 1287 Kamakura exigiu a ascensão de Hiroito como Imperador Fushimi o filho de Go-Fukakusa. Embora Kameyama implorasse contra isto, o Imperador Go-Uda foi forçado a abdicar e foi substituído por Fushimi, com isso Go-Fukakusa se tornou Imperador em Clausura, pois o Bakufu suspendeu a Regra de clausura de Kameyama, passando-a a Go-Fukakusa [3] .

Em 1289 Kameyama tomou outro duro golpe quando o Príncipe Koreyasu (filho do ex-shogun Munetaka, ele próprio filho de Go-Saga), foi acusado de conspirar contra o Bakufu e foi enviado de volta para Kyoto [3] . Com isso o sétimo filho de Go-Fukakusa, Príncipe Imperial Hisaaki tornou-se o oitavo shogun de Kamakura, aos treze anos de idade, fortalecendo a posição de sua linhagem [6] . Nessa época, um membro de uma casa samurai exilado durante o Incidente Shimotsuki atacou a residência imperial e tentou assassinar Fushimi. Kameyama, foi responsabilizado por esta intriga, e quase foi confinado em Rokuhara, como ocorrera no Incidente Jōkyu. Apenas um apelo especial permitiu-lhe escapar a esse destino [3] . Isso fez com que Kameyama abandonasse tudo e se tornasse um monge budista, juntando-se a seita Zen, o que facilitou a penetração do zen-budismo na Corte, ajudando em 1291, o estabelecimento do budista Nanzen-ji em Quioto [2] .

Kameyama morreu em 1305. Ele é tradicionalmente venerado em um memorial no santuário xintoísta em Quioto. A Agência da Casa Imperial designa este local como Mausoléu de Go-Fukakusa. E que é oficialmente chamado Kameyama no Misasagi [1] .

Daijō-kan[editar | editar código-fonte]




Precedido por
Go-Fukakusa
Japanese Imperial Seal.svg -- 90º Imperador do Japão
1260 - 1274
Sucedido por
Go-Uda




Referências

  1. a b Agência da Casa Imperial: Kameyama-tennō (90) (em japonês)
  2. a b c d e f Isaac Titsingh, Annales des empereurs du japon, (em francês) Paris: Royal Asiatic Society, Oriental Translation Fund of Great Britain and Ireland pp. 253 - 261 OCLC 5850691.
  3. a b c d Kozo Yamamura, The Cambridge History of Japan, Volume 3 (em inglês) Cambridge University Press, 1988 pp. 164-165 ISBN 9780521223546
  4. Helen Craig McCullough Classical Japanese Prose: An Anthology (em inglês) Stanford University Press, 1990 p. 289 ISBN 9780804719605
  5. Louis-Frédéric Nussbaum "O Japão: Dicionário e Civilização" (em português) Rio de Janeiro: Globo Livros, 2008. p. 338. ISBN 9788525046161
  6. Sir George Bailey Sansom A History of Japan to 1334, Volume 1 (em inglês) Stanford University Press, 1958 pp 464-465 ISBN 9780804705233

Ver também[editar | editar código-fonte]