Irmandade Ariana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Irmandade Ariana
Aryan Brotherhood (em inglês)
Fundação 1964
Local de fundação Penitenciária Estadual de San Quentin, California, EUA
Anos ativo 1964-presente
Território (s) Sistema prisional federal estadunidense
Etnia Branca
Atividades Assassinatos, roubos, tráfico de drogas e armas, prostituição, extorsão, luta de cães [1]
Aliados Máfia Mexicana, Nazi Lowriders, Public Enemy No. 1, Hells Angels, Gambino crime family, Philadelphia crime family,Irish Mob, Ku Klux Klan, European Kindred, Juggalos [2][3][4][5][6]
Rivais Black Guerrilla Family Bloods, Crips, Los Leones, Nuestra Familia, Texas Syndicate, Norteños, People Nation, Folk Nation, MS-13, Latin Kings, Ñetas

Irmandade Ariana, também conhecida como A Marca, o AB, Alice Baker, ou o One-Two, é uma quadrilha de supremacia branca e crime organizado dos Estados Unidos com cerca de 20 mil membros dentro e fora dos presídios. [3][7] De acordo com o FBI, ela representa menos de 0,1% da população carcerária, mas é responsável por até 20% dos assassinatos no sistema penitenciário federal. [8][9][10]A AB tem foco sobre as atividades econômicas típicas de entidades do crime organizado, especialmente o narcotráfico, extorsão, assassinatos de aluguel, prostituição e estupro carcerário. [11]

Como a maioria das gangues de prisão, os membros da Irmandade se marcam com tatuagens distintas. Os desenhos geralmente incluem as palavras "Aryan Brotherhood", "AB", "666", simbolismo nazista, como runas Schutzstaffel e suásticas, bem como trevos e iconografia celta. [12]

História[editar | editar código-fonte]

Uma tatuagem num membro da Irmandade Ariana.

Até os anos 60, a maioria das prisões dos EUA eram racialmente segregadas. Após a Lei de Direitos Civis de 1964, que permitia negros gozar dos mesmos direitos legais que os brancos, muitos internos passaram a se organizar à partir das linhas raciais. [10] Acredita-se que a irmandade ariana tenha sido formada à partir de um grupo de motociclistas em 1964, na Penitenciária Estadual de San Quentin [3] podendo também ser inspirada ou derivada da Bluebird Gang. [3][13][14] Decidiram lutar contra os negros que estavam formando seu próprio grupo, o Black Guerrilla Family.[11] Em meados da década de 1970, a irmandade possuía uma ligação com Charles Manson e a Família Manson, porém a relação não durou muito pela AB considerar Manson muito esquerdista. [15]

Na década de 1990, a irmandade havia mudado seu foco de matar por razões estritamente raciais para também ações de crime organizado, como narcotráfico, prostituição e assassinatos marcados, [11] assumindo assim, poderes muito maiores que as famílias italianas dentro do sistema prisional. [11] Por exemplo, quando encarcerado na Penitenciária Federal de Marion, em 1996, após ser atacado, o chefe da Família Gambino, John Gotti teria pedido a irmandade ariana assassinar seu atacante. O plano de retaliação foi abandonado pois o atacante foi imediatamente transferido para prisão preventiva. [9][16]

No final de 2002, 29 líderes da quadrilha foram pegos simultâneamente em prisões em todo país, através do Racketeer Influenced and Corrupt Organizations Act. [11] A intenção da operação era levar à pena de morte de pelo menos 21 deles, destruindo a liderança da quadrilha. O caso produziu 30 condenações, mas nenhum dos mais poderosos recebeu a pena capital. [11][17][18] As condenações ocorreram em março de 2006 para três dos mais poderosos líderes da quadrilha, incluindo Barry Byron Mills e o "tenente" AB Tyler "The Hulk" Bingham, acusados de vários crimes, incluindo assassinato, conspiração, tráfico de drogas, extorsão e ordenar assassinatos e espancamentos de seus celulares. [3][19][20][21] Bingham e Mills foram condenados por assassinato e enviados de volta para a Penitenciária de Segurança Super Máxima ADX Florence, em Florença, Colorado, onde eles estão servindo sentenças de prisão perpétua sem liberdade condicional, escapando da pena de morte. [17][18]

Processar a quadrilha tem sido históricamente difícil, por muitos dos membros já estarem cumprindo sentenças de prisão perpétuas sem a possibilidade de liberdade condicional, por isso os promotores buscavam a pena de morte dos acusados. [22] Em junho de 2005, após 20 meses de investigação, uma força tarefa federal invadiu seis casas no nordeste de Ohio pertencentes a "Ordem de Sangue", organização criminosa controlada pela Irmandade Ariana. Trinta e quatro membros da irmandade ou associados foram presos e mais 10 foram advertidos. [22][23][24][25]

Membros notáveis[editar | editar código-fonte]

Barry Mills, Thomas Silverstein e Tyler Bingham estão entre os três líderes da quadrilha. Os membros de formação incluem Michael Thompson. Thompson foi uma estrela do futebol e um nativo. [11] Foi condenado a várias penas de prisão perpétua sem a possibilidade de condicional e vai passar o resto de sua vida em seções de proteção a custódia em prisões da Califórnia. [21][20]

Representações nos meios de comunicação[editar | editar código-fonte]

Documentários
Ano Título Notas
2013 Aryan Brotherhood National Geographic [26]
2004 Ross Kemp on Gangs
2007 Gangland "Aryan Brotherhood" (History Channel) [27][28]
2012 Outlaw Empires 1 episódio, 2012 [29]
2009 Markedness— no History Channel (27 de agosto de 2009)
2013 Real crime - America's Deadliest Prison Gang (Aryan brotherhood) [30][31]
2010 Inside The Aryan Brotherhood Of Texas (Discovery Channel) [32][33]
Filmes
Ano Título Notas
2013 Snitch
2012 Fire with Fire
2010 The Experiment
2010 Once Fallen
2008 Felon
2008 Corrida Mortal
2007 Big Stan
2007 The Death and Life of Bobby Z
2006 Miami Vice
2000 Lockdown
2000 Animal Factory
1998 American History X
1995 Dead Man Walking
1995 Higher Learning
1993 Blood in Blood out
1992 American Me
1992 South Central
1991 Ricochet
1989 An Innocent Man
Séries de TV
Ano Título Notas
2012-2013 Breaking Bad 5ª temporada
2012 Person of interest 2ª temporada, episódio 1: "The Contingency"
2010 Explorer [34]
2009 American Gangs [35]
2008 Sons of Anarchy
2007 Raines
2005-2009 Prison Break Recorrente
2004 Law & Order
1997-2003 Oz Recorrente

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. John Lee Brook. «Blood In, Blood Out: The Violent Empire of the Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  2. College Times (6 de dezembro de 2009). «Prison Gangs: The Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  3. a b c d e Laura Coverson (15 de março de 2006). «Aryan Brotherhood Tried for 40 Years of Prison Mayhem» (em inglês). ABC News. Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  4. Brian Kates (3 de novembro de 2002). «ARYAN PRISON GANG LINKS WITH MAFIA Drugs, money & the Gambinos» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  5. Sara Stroud (31 de janeiro de 2008). «Alleged shooter had gang ties» (em inglês). Times Herald. Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  6. Juggalos: Emerging Gang Trends and Criminal Activity Intelligence Report". National Gang Information Center. 2011-02-15. p. 5 and 7.
  7. Roy Godson, John J. Bailey (2000). Organized Crime & Democratic Governability. [S.l.]: University of Pittsburgh Pre. ISBN 0822972298 
  8. National Geographic (4 de março de 2013). «Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 15 de maio de 2013 
  9. a b Duersten, Matthew (3 de fevereiro de 2005). «Who'll Stop the Reign?» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  10. a b Holthouse, David (2005). «Smashing the Shamrock» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  11. a b c d e f g David Grann (16 de fevereiro de 2004). «The Devil and Sherlock Holmes» (em inglês). The New Yorker. Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  12. Matthew Duersten (5 de fevereiro de 2005). «Who'll Stop the Reign?» (em inglês). LA Weekly News. Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  13. Inside Prision. «Aryan Brotherhood: Prison Gang Profile» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  14. Tracy Barnhart (12 de novembro de 2009). «We Must Secure The Existence Of Our Race And The Future For White Children» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  15. Sanders, Ed (1971). The Family. [S.l.: s.n.] p. 255. ISBN 1560253967 
  16. Jim Hughes (24 de novembro de 2002). «Aryan Brotherhood makes home in state» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  17. a b Amy Clark (28 de julho de 2006). «4 Aryan Brotherhood Leaders Convicted» (em inglês). The Associated Press. Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  18. a b David Holthouse (2012). «Former 'Commissioner' John Greschner Discusses Life and Death in the Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  19. BBC News (5 de dezembro de 2002). «Divided by bars and colour» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  20. a b People v. Price (1991) 1 C4th 324. «THE PEOPLE, Plaintiff and Respondent, v. CURTIS FLOYD PRICE, Defendant and Appellant.» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  21. a b [fl1.findlaw.com/news.findlaw.com/hdocs/docs/crim/usmills101702ind.pdf «"United States v. Barry Byron Mills, et al."»] Verifique valor |url= (ajuda) (PDF). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  22. a b David Holthouse (2005). «Leaders of Racist Prison Gang Aryan Brotherhood Face Federal Indictment» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  23. Nick Ryan (2005). «Hammering The Rock» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  24. The Los Angeles Times (20 de novembro de 2013). «Aryan Brotherhood inmate's death is latest at Victorville prison» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  25. Bill Morlin (13 de novembro de 2012). «Indictment Deals 'Devastating Blow' to Aryan Brotherhood of Texas» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  26. «Aryan Brotherhood». Tvsquad.com. Consultado em 13 de julho de 2011 
  27. IMDB (2007). «Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  28. TC.com. «Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  29. IMDB. «Outlaw Empires: Season 1, Episode 6» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  30. «The Aryan Circle of Texas - White Supremacist Gang (Crime Documentary)» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  31. documentaryaddict.com. «Gangland: Circle of Death» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  32. Discovery Press Web. «Inside the Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  33. Charlie Brooker (26 de junho de 2010). «Charlie Brooker's Screen burn: Inside The Aryan Brotherhood» (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2013 
  34. USA. «National Geographic TV Series: Explorer». Channel.nationalgeographic.com. Consultado em 13 de julho de 2011 
  35. «Discovery Channel TV Series: American Gangs». Dsc.discovery.com. Consultado em 13 de julho de 2011. Cópia arquivada em 28 de junho de 2011