Ivam Cabral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ivam Cabral
Ivam Cabral em abril de 2020
Nascimento 25 de junho de 1963 (56 anos)
Ribeirão Claro, Paraná, Brasil
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação ator

Ivam Cabral (Ribeirão Claro, Paraná, 25 de junho de 1963) é um ator brasileiro de teatro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na cidade de Ribeirão Claro, interior do estado do Paraná, em 1963. Formou-se em Artes Cênicas pela PUC de Curitiba.

Em São Paulo, em 1989, conheceu Rodolfo García Vázquez, com quem fundou a Cia. de Teatro Os Satyros. Primeiro ator da companhia, impôs-se como intérprete em trabalhos como A Filosofia na Alcova, "Killer Disney", "Os Cantos de Maldoror", "Kaspar", "De Profundis", "Transex", "A Vida na Praça Roosevelt", entre outros.

Criou eventos marcantes, como as Satyrianas, projeto anual que durante 78 horas ininterruptas agrupa espetáculos, debates, shows, palestras, performances.

Ivam é doutorando em Pedagogia Teatral, com mestrado em Prática Teatral pela Escola de Comunicações e Artes da USP, com tese sobre o "teatro veloz", metodologia de trabalho desenvolvida pela cia. Os Satyros.

Manteve, de 1997 a 2012, na rádio Paraná Educativa, de Curitiba, o programa “Os Cantos de Portugal”, sobre música e poesia portuguesas.

Dramaturgo, é autor de obras como "De Profundis", "A Herança do Teatro". Em 2006 lançou pela Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, o livro "O Teatro de Ivam Cabral - Quatro Textos para um Teatro Veloz".

Também compositor, foi gravado por grandes nomes da música brasileira, como Zeca Baleiro, Alaíde Costa, Gero Camilo e Vanessa Bumagny, entre outros.

O Ator[editar | editar código-fonte]

Como ator, participou do elenco de vários espetáculos; recebeu inúmeros prêmios; atuou em diversos países europeus; e foi apontadado por Paulo Autran como um dos mais talentosos atores de sua geração.

  • 1986 - Qualquer Semelhança é Mera Coincidência
  • 1986 - O Bruxo Marcofo e sua Esposa Borrasca
  • 1986 - Os Pequenos Burgueses, de Gorki, direção de Hugo Mengarelli
  • 1988 - O Amor de Dom Perlimplim com Belisa em seu Jardim, de Federico García Lorca, direção de Paulinho Maia
  • 2006 - O Anjo do Pavilhão Cinco, de Aimar Labaki, direção de Emílio Di Biasi
  • 2006 - Inocência, de Dea Loher, direção de Rodolfo García Vázquez - Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA, Melhor Espetáculo de 2007
  • 2006 - Desde o Fim até o Começo' (curta-metragem), de Jarbas Capusso Filho
  • 2007 - El Truco, texto e direção de Roberto Áudio
  • 2007 - Divinas Palavras, de Ramón del Valle-Inclán, direção de Rodolfo García Vázquez
  • 2007 - O Vento nas Janelas' (tele-teatro para a TV Cultura de São Paulo), de Rodolfo García Vázquez

O Dramaturgo[editar | editar código-fonte]

Como dramaturgo, escreveu dezenas de textos; foi indicado a importantes prêmios (APETESP e Mambembe, entre outros); foi encenado em Portugal e Espanha; e em 2006 lançou pela coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, o livro "O Teatro de Ivam Cabral - Quatro Textos para um Teatro Veloz". Sua obra foi tema de análise na Universidade de Aveiro, Portugal, onde o professor António Manuel Ferreira escreveu a monografia "De Profundis, de Ivam Cabral: teatro veloz com Oscar Wilde", publicado no livro Forma Breve Revista de Literatura 5, Teatro Mínimo, em 2007. Na televisão, assinou o roteiro do telefilme "A Noiva" e da minissérie "Além do Horizonte".

  • 1985 - Qualquer Semelhança é Mera Coincidência
  • 1986 - O Bruxo Marcofo e sua Esposa Borrasca, com Darson Ribeiro
  • 1989 - Arlequim, com Rodolfo García Vázquez - indicado ao Troféu Mambembe, categoria Melhor Texto
  • 1991 - Saló, Salomé, com Rodolfo García Vázquez - indicado ao Prêmio APETESP, categoria Melhor Texto
  • 1991 - A Proposta, inspirada em obra de Anton Tchekhov, com Rodolfo García Vázquez
  • 1991 - Uma Arquitetura para a Morte
  • 1993 - De Profundis, a partir da obra de Oscar Wilde
  • 1994 - Os Cantos de Maldoror, inspirado na obra de Lautréamont
  • 1994 - Sappho de Lesbos, com Patrícia Aguille
  • 1994 - Gerard, a Tragédia
  • 1997 - Electra
  • 1997- Os Cantos de Maldoror
  • 1998 - Medea, com Ana Fabrício
  • 2003 - Faz de Conta que tem Sol lá Fora, selecionado no Projeto Ágora Metrópolis
  • 2003 - A Herança do Teatro
  • 2007 - De quem sois?'"
  • 2008 - A Noiva, telefilme, para a TV Cultura de São Paulo
  • 2008 - Além do Horizonte (minissérie), minissérie em 4 episódios, para a TV Cultura de São Paulo
  • 2009 - Outonos, longa-metragem em fase de produção
  • 2009 - Safo
  • 2010 - Sobre Todos Nós, série para TV em 13 episódios
  • 2010 - Hipóteses para o Amor e a Verdade
  • 2011 - O Último Stand Up
  • 2011 - Amores Vãos
  • 2014 - Pessoas Perfeitas, com Rodolfo García Vázquez, Prêmio Shell de Melhor Texto, Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Texto e Prêmio APCA de Melhor Espetáculo

O Diretor[editar | editar código-fonte]

  • 1991 - Uma Arquitetura para a Morte, de sua própria autoria
  • 2007 - O Dia das Crianças, de Sérgio Roveri
  • 2007 - Cidadão de Papel, de Sérgio Roveri - indicado ao Prêmio Femsa de Melhor Espetáculo de 2007
  • 2007 - O Santo Parto, de Lauro César Muniz, direção de Bárbara Bruno, assistente de direção
  • 2008 - Esse Rio é Minha Rua, de sua própria autoria
  • 2011 - Azul Doce Azul, de Gustavo Aragão

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Os primeiros espetáculos de sua companhia, Os Satyros, especialmente Sades e Saló, Salomé exploravam cenas de sexo e escatologia, que dividiam a crítica e o público da época;
  • Apresenta, desde 1997, pela Rádio Paraná Educativa, o programa "Os Cantos de Portugal";
  • Compositor musical, criou em 2007 a trilha de "O Vento nas Janelas", produzido pela TV Cultura de São Paulo, uma obra sinfônica para cordas e orquestra. Também compositor de canções, foi gravado por Alaíde Costa, Zeca Baleiro, Gero Camilo e Vanessa Bumagny.
  • É autor do blog Terras de Cabral.
  • É diretor Executivo da SP Escola de Teatro - Centro de Formação das Artes do Palco.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]