Jessica Ennis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jessica Ennis
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade heptatlo, 100 m com barreiras
Nascimento 28 de janeiro de 1986 (29 anos)
Sheffield, Inglaterra
Nacionalidade Reino Unido britânica
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Londres 2012 heptatlo
Campeonatos Mundiais
Ouro Pequim 2015 heptatlo
Ouro Berlim 2009 heptatlo
Prata Daegu 2011 heptatlo

Jessica Ennis-Hill, CBE (Sheffield, 28 de janeiro de 1986) é uma multiatleta, campeã mundial e campeã olímpica britânica, especializada no heptatlo e nos 100 m c/ barreiras.

Início[editar | editar código-fonte]

Filha de pai jamaicano e mãe britânica, começou no atletismo aos onze anos, integrando o Clube de Atletismo de Sheffield, sua cidade natal, sob a direção de seu técnico de toda a vida, Toni Minichiello. Em 2000, aos 14 anos, foi eleita a melhor atleta da cidade no Campeonato Nacional Escolar de Atletismo, depois de vencer o salto em altura. Em 2007, graduou-se em psicologia na Universidade de Sheffield.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Suas vitórias no atletismo começaram desde a adolescência. Entre 1999 e 2002, conquistou vários títulos no heptatlo e no salto em altura em competições nacionais como atleta júnior.[1] Em 2003, estabeleceu-se como uma das melhores atletas júnior do país, vencendo o Campeonato sub-20 do heptatlo em pista coberta e dos 100 m c/ barreiras. Conseguiu proeminência internacional ao vencer o Campeonato Europeu de Atletismo Júnior em 2005, na Lituânia. Seu primeiro campeonato adulto foi disputado na Universíade 2005, onde conseguiu o bronze no heptatlo.[2]

Nos Jogos da Commonwealth de 2006, em Melbourne, Austrália, Jessica conseguiu o bronze e sua melhor marca pessoal, 6269 pontos, melhorando-a em mais de 350 pontos.[3] A marca conseguida no salto em altura, 1,91 m, teria lhe dado a medalha de ouro nesta prova, se a tivesse disputado individualmente. Em 2007 venceu a salto em altura e os 100 m c/ barreiras no Campeonato Britânico de Atletismo. No Mundial de Osaka 2007, ficou em quarto no heptatlo, fazendo as melhores marcas nas provas de pista da modalidade, incluindo o recorde pessoal de 12s97 nos 100 m c/ barreiras. Esperança de medalha para os britânicos em Pequim 2008, pouco antes dos Jogos Ennes retirou-se após o primeiro dia da competição em um torneio na Áustria, reclamando de dor no pé direito, o que uma radiografia posterior identificou com uma fratura de estresse no osso. Com a lesão, ela não pode competir em Pequim e retirou-se das pistas durante o resto do ano.[4]

Ennis no Aviva International Meeting em 2011.

Depois de um ano parada devido à contusão, Ennis voltou em grande forma, conquistando a medalha de ouro no heptatlo do Campeonato Mundial de Atletismo de 2009, em Berlim, com um recorde pessoal de 6731 pontos e na qual liderou a competição desde o primeiro dos sete eventos.[5] No fim do ano, foi eleita 'A Esportista do Ano' pela Associação de Jornalistas Esportivos e por uma votação da revista Cosmopolitan entre o público feminino britânico. A surpresa maior no meio do atletismo veio em 2010, quando ela derrotou a barreirista e campeã mundial em pista coberta LoLo Jones, dos Estados Unidos, na prova dos 60 m c/ barreiras. Lolo ficou em choque ao ser derrotada por uma heptatleta e declarou que precisava recomeçar seus treinamentos de novo para não mais permitir que um atleta de multieventos a derrotasse em sua própria modalidade: "Isso é uma loucura." [6] No mesmo torneio, em Glasgow, Ennis quebrou seu recorde pessoal para o salto em altura, com a marca de 1,94 m. Em 2011, porém, durante o Aviva International Meeting, novamente em Glasgow, ela derrotou Jones pela segunda vez na mesma prova, com a marca de 7s97.[7]

Em 2011, no Campeonato Mundial de Atletismo de Daegu, na Coreia do Sul, ela conquistou a medalha de prata no heptatlo, atrás da russa Tatyana Chernova. Apesar de derrotar Chermova em cinco dos sete eventos da modalidade, ela perdeu por causa de seu fraco desempenho no lançamento do dardo, conseguindo apenas vinte metros a menos que a marca de Chermova. Neste campeonato, ela bateu seus recordes pessoais nos 800 m e no arremesso de peso, igualando sua melhor marca no salto em distância (6,51 m). Em julho ela ganhou uma cópia em cera no Museu de Madame Tussaud [8] e em outubro foi condecorada com a Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II.[9]

Foi premiada com o Laureus World Sports Awards como a melhor desportista feminina do mundo de 2012[10] .

Londres 2012[editar | editar código-fonte]

Ennes competiu nos Jogos Olímpicos em seu próprio país debaixo da pressão para a conquista de uma medalha de ouro em casa. No primeiro dia de competição, em que quatro - arremesso de peso, 200 m rasos, 100 m c/ barreiras e salto em altura - das sete modalidades são disputadas, ela terminou em primeiro lugar, com 4158 pontos, sua melhor pontuação da vida e conseguindo dois recordes pessoais nos 100 m c/ barreiras e nos 200 m rasos. Seu tempo nas barreiras, recorde britânico e o melhor já corrido durante um heptatlo, 12s54, igualou o tempo da campeã olímpica nesta prova individual em Pequim 2008, a norte-americana Dawn Harper.

No dia seguinte, na disputa das três últimas provas - lançamento do dardo, salto em distância e 800 m - ela estabeleceu seu novo recorde pessoal (6955 pontos) e venceu a prova de meio-fundo, tornando-se campeão olímpica à frente da alemã Lilli Schwarzkopf e a da campeã mundial em Daegu 2011, Tatyana Chernova.[11] A noite da vitória de Jessica Ennis nos Jogos Olímpicos de Londres – num período inferior a uma hora ela venceu o heptatlo, Mo Farah venceu os 10000 m e Greg Rutherford venceu o salto em distância, com a conquista de três medalhas de ouro olímpicas para a Grã-Bretanha – foi considerada a maior do atletismo britânico em toda sua história.[12] Depois dos grande feitos, ela foi eleita a melhor atleta europeia do ano de 2012. [13]

Posterior[editar | editar código-fonte]

Depois do título olímpico Ennis sofreu uma lesão no tornozelo que a afastou das competições e do Mundial de Moscou 2013.[14] Em seguida, uma gravidez e o posterior nascimento do filho a fizeram se afastar de toda a temporada de 2014, retornando aos treinos apenas no fim do ano. No começo de 2015 voltou a competir em seu primeiro heptatlo desde a vitória olímpica, ficando em quarto lugar num meeting em Götzis, na Áustria, onde se qualificou para os Jogos do Rio 2016.[15] Voltando à forma treze meses depois de dar a luz, disputou o Campeonato Mundial de Atletismo de Pequim em agosto, onde conquistou a medalha de ouro e o segundo título mundial.[16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 1999 English Schools AAA (1).
  2. Jessica Ennes thepowerof10.info. Visitado em 05/08/2012.
  3. Medal Winners for England Melbourne 2006. Visitado em 05/08/2012.
  4. ENNIS OUT OF BEIJING United Kingdom Athtletics. Visitado em 05/08/2012.
  5. Ennis Jessica IAAF. Visitado em 05/08/2012.
  6. Hart, Simon. "British hurdles record falls to red hot Jessica Ennis in Glasgow", The Daily Telegraph, 30 January 2010.
  7. Athletics Weekly Glasgow meeting report January 2011.
  8. "Jessica Ennis represented in wax at Madame Tussaud's, July 2011", BBC News, 21 July 2011.
  9. "MBE award, 2011 Queen's Birthday Honours", BBC News.
  10. Terra (11/03/2013). Jessica Ennis recebe prêmio de melhor atleta feminina do ano no Laureus 21h02. Visitado em 12/03/2013.
  11. Women's Heptathlon london2012.com. Visitado em 05/08/2012.
  12. London 2012: 'A gold rush for eternity' – how the world saw Super Saturday The Guardian. Visitado em 05/08/2012.
  13. Atleta-Digital (14/10/2012). Gala anual da EAA sem Farah e Ennis (em português).
  14. Jessica Ennis-Hill to miss World Championships in Moscow BBC Sports. Visitado em 23 August 2015.
  15. Jessica Ennis-Hill finishes fourth in Gotzis heptathlon to qualify for Rio BBC Sports. Visitado em 23 August 2015.
  16. REPORT: WOMEN’S HEPTATHLON 800M – IAAF WORLD CHAMPIONSHIPS, BEIJING 2015 IAAF. Visitado em 23 August 2015.