Jogos da Commonwealth de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
XXI Jogos da Commonwealth
Gold Coast 2018
Dados
Países participantes 71
Slogan Share the Dream
(pt: Compartilhe o Sonho)
País anfitrião Austrália Austrália
Eventos 275 em 19 modalidades
Cerimônia de abertura 4 de abril
Cerimônia de encerramento 15 de abril
Abertura oficial Carlos, Príncipe de Gales
Juramento do atleta Karen Murphy
Tocha Sally Pearson
Estádio principal Estádio Carrara
◄◄ Escócia Glasgow 2014 {{{evento}}} Birmingham 2022 Inglaterra ►►

Os Jogos da Commonwealth de 2018, oficialmente denominado como XXI Jogos da Commonwealth, foram um evento multiesportivo para os membros da Commonwealth realizados na cidade de Gold Coast, Queensland, Austrália entre 4 e 15 de abril de 2018, período de outono no hemisfério sul. A candidatura vencedora foi anunciada em Basseterre, São Cristóvão e Névis em 11 de novembro de 2011. Esta foi a quinta vez que a Austrália sediou o evento, após edições anteriores em Sydney, em 1938, Perth, em 1962, Brisbane, em 1982 e Melbourne em 2006.[1] Brisbane exerce a função de subsede com os eventos de ciclismo de pista, juntamente com outra cidade vizinha Belmont, que sedia os eventos de tiro. Os centros regionais Cairns e Townsville dão suporte ao torneio de basquetebol.

Relógio com a contagem regressiva em Surfers Paradise.

Processo de candidatura[editar | editar código-fonte]

Em 22 de agosto de 2008, a Premier de Queensland, Anna Bligh, lançou oficialmente a candidatura da Gold Coast para sediar os Jogos da Commonwealth em 2018.[2]

Em 31 de março de 2010, foi apresentada outra inscrição oficial para sediar os Jogos da Commonwealth de 2018 pela cidade de Hambantota, no Sri Lanka.[3] Hambantota foi devastada pelo tsunami do Oceano Índico em 2004 e estava passando por um grande reformulação. A primeira fase do porto de Hambantota está em fase de conclusão e é financiada pelo governo da China. O Aeroporto Internacional Mattala Rajapaksa, que é o segundo aeroporto internacional do Sri Lanka, localiza-se perto de Hambantota. Também foi construído um novo Estádio Internacional de Críquete, que já recebeu partidas da Copa do Mundo de 2011.[4]

Em 10 de novembro, a candidatura de Hambantota alegaram que haviam conseguido votos suficientes para ganhar os direitos de sediar os jogos. No entanto, em 11 de novembro, foi oficialmente anunciado que Gold Coast havia conquistado esse direito:[5]

Eleição da dede dos Jogos da Commonwealth de 2018
Cidade Membro Votos
Gold Coast Austrália Austrália 43
Hambantota Sri Lanka Sri Lanka 27

As cidades de Auckland, na Nova Zelândia e Abuja, na Nigéria, chegaram a manifestar interesse em sediar os jogos em 2018, mas não chegaram a apresentar uma candidatura oficial.[6][7]

Preparação[editar | editar código-fonte]

Sede de competições[editar | editar código-fonte]

Um dos principais fatores para escolha de Gold Coast foi o fato de que 80% dos locais de competições estavam prontos e em uso. A grande maioria dos locais está a uma distância de 20 minutos para a Vila da Commonwealth, em Parkwood, e estão espalhadas por três zonas geográficas na cidade: Centro, Norte e Sul. Alguns esportes foram realizados fora de Gold Coast, como o ciclismo de pista que foi disputado em Brisbane, o tiro que foi realizado em Belmont, e os centros do norte de Queensland em Townsville e Cairns que sediaram as preliminares do torneio de basquetebol.[8]

Estádio principal[editar | editar código-fonte]

O Estádio Carrara, sede do time de futebol australiano Gold Coast Football Club, está localizado no Gold Coast Sports Precint e sediou o atletismo e as cerimônias.[8]

Centro da Cidade de Gold Coast[editar | editar código-fonte]

O Centro de Convenções e Exibições de Gold Coast, localizado no subúrbio de Broadbeach, sediou as finais do basquetebol e as preliminares do netball, assim como o Centro de Mídia (MPC) e o Centro de Transmissão (IBC). O Broadbeach Bowls Club sediou a competição de lawn bowls. Devido a sua infraestrutura estar deficiente, o Estádio Indoor de Carrara foi demolido e uma nova arena chamada de Centro de Esportes e Lazer de Carrara foi construída.[8]

O parque onde se localiza a Represa Hinze, no surbúbio de Advancetown, foi a sede do mountain bike. Um novo percurso foi desenhado para se adequar as exigências internacionais do esporte.[8]

Norte da Cidade de Gold Coast[editar | editar código-fonte]

Uma nova arena no subúrbio de Coomera foi construída para sediar os eventos das lutas e as finais do netball. Os estúdios do Village Roadshow no subúrbio de Oxenford sediaram os eventos de boxe e tênis de mesa. Durante os Jogos os estúdios foram convertidos em duas arenas com capacidades para 3 000 (boxe) e 3 200 espectadores (tênis de mesa). O Centro de Esportes da Baía de Runaway foi reformado para sediar os eventos do squash e do levantamento de peso.[8]

O Centro de Hóquei de Gold Coast sediou os dois torneios de hóquei sobre a grama, juntamente com o Centro Aquático de Gold Coast que foi o local dos esportes aquáticos, além do Aterro de Southport que sediará a maratona e o triatlo.[8]

Sul da Cidade de Gold Coast[editar | editar código-fonte]

O Estádio Robina, sede de um dos times de rugby da cidade, foi o local de disputas do rugby sevens. A praia de Currumbin sediou as provas de estrada do ciclismo e de marcha atlética do atletismo, que retornaram ao programa depois da ausência do evento em 2014. A praia de Coolangatta, que está no extremo sul do estado de Queensland, recebeu os torneios de voleibol de praia.[8]

Subsedes[editar | editar código-fonte]

Brisbane e Região Metropolitana[editar | editar código-fonte]

Brisbane, que junto com Gold Coast faz parte da conurbação do sudeste de Queensland, tem um histórico a realização de eventos esportivos e deu suporte a cidade vizinha. O ciclismo de pista foi disputado no Centro Sleeman, no subúrbio de Chandler. A pista sediou o mesmo evento em 1982, quando Brisbane foi a sede dos Jogos. O tiro foi realizado no Centro de Tiro de Belmont, que também teve a mesma função em 1982.[8]

Norte de Queensland[editar | editar código-fonte]

Os dois centros de convenções do norte de Queensland, nas cidades de Townsville e Cairns, sediaram as preliminares do basquetebol.[8]

Transporte[editar | editar código-fonte]

O sistema de monotrilho já existente conectou os já existentes Centro Aquático de Gold Coast, Broadwater Parklands e Centro de Convenções e Exposições de Gold Coast com os centros de Surfers Paradise e Broadbeach e a vila dos atletas em Parklands. Uma expansão foi anunciada em 2015, onde o terminal na frente do Hospital Universitário de Gold Coast foi conectado com Brisbane.[9]

Esportes[editar | editar código-fonte]

A atual lista de esportes obrigatórios consta de atletismo, esportes aquáticos (natação), hóquei sobre a grama, lawn bowls, halterofilismo, netball (feminino), rugby sevens (masculino) e o squash. Três esportes devem adicionar compulsoriamente eventos para portadores de necessidades especiais, no caso o atletismo, a natação e o levantamento de peso. Esta foi a última edição na qual estes esportes constam na lista de esportes obrigatórios. Em cada edição dos Jogos o número mínimo de esportes é dez e o máximo é dezessete. O Comitê Organizador pode solicitar a adição de alguma modalidade, respeitando a lista de esportes reconhecidos pela Federação dos Jogos da Commonwealth ou a tradição desportiva local.

Nesta edição, o programa foi composto de 19 modalidades, sendo semelhante ao programa dos Jogos da Commonwealth de 2014 já que apenas o judô foi removido. Este foi substituído pelo basquetebol que estava ausente desde Melbourne 2006. O motivo para a substituição foi a baixa popularidade do esporte na Austrália. Ausentes do programa de Glasgow 2014, as provas de marcha atlética também retornam ao programa, juntamente com os eventos no tênis de mesa para atletas com deficiência.[10] Antes um evento do halterofilismo, o levantamento de peso paralímpico se tornou um esporte independente nesta edição.[11]

Entre os novos eventos disputados pela primeira vez estão a realização de um torneio de rugby sevens feminino e a estreia do voleibol de praia,[12][13] além de duas provas para atletas com deficiência tanto no triatlo quanto no atletismo (esta foi a primeira vez que a maratona em cadeira de rodas foi disputada). Além do levantamento de peso e do tênis de mesa mais quatro esportes realizaram eventos integrados para atletas com deficiência: atletismo, ciclismo, lawn bowls e natação.[14]

A Federação dos Jogos da Commonwealth originalmente planejou a realização de um torneio de críquete nos Jogos. Entretanto, as negociações com o Conselho Internacional de Críquete não avançaram.[15] As negociações com a Associação Internacional de Surfe se iniciaram e também não avançaram, já que o surfe não é um esporte reconhecido pela própria federação. Assim, uma terceira opção foi levantada, o voleibol de praia e após negociações com a Federação Internacional de Voleibol o esporte foi confirmado em 8 de março de 2018.[16]

Em 6 de outubro de 2016, durante a Assembleia Geral da Federação dos Jogos da Commonwealth em Edmonton, no Canadá, foram anunciados a adição de sete novos eventos exclusivos para mulheres. Foram adicionadas as categorias de peso mosca, pena e meio-pesado no boxe, as provas de keirin, velocidade individual e por equipes no ciclismo de pista e uma nova categoria no halterofilismo, a acima de 90 quilos, totalizando 275 finais. Esta foi a primeira vez na história dos eventos multiesportivos em que o número de eventos femininos foi igual ao de masculinos.[17]

Países e territórios participantes[editar | editar código-fonte]

Um total de 71 países e territórios enviaram delegações para os Jogos da Commonwealth de 2018.[18]

As Maldivas desistiram da Commonwealth em outubro de 2016 e não participaram dos Jogos.[19] Ausente da edição de 2014 após suspensão devido a uma tentativa de golpe de estado, Gâmbia foi readmitida na Commonwealth em 7 de fevereiro de 2018 após realizar eleições democráticas,[20] e autorizada a participar pela Federação dos Jogos da Commonwealth em 31 de março de 2018, a menos de uma semana para a abertura da competição.[21]

As 71 associações que enviaram delegações a Gold Coast.

Calendário[editar | editar código-fonte]

Este é o calendário oficial dos Jogos:[22]

   ●    Cerimônia de abertura         Eventos    ●    Cerimônia de encerramento
Abril 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Finais Local
Cerimônia de Abertura Estádio Cararra
Cerimônia de Encerramento Estádio Cararra
Atletismo 58 Estádio Cararra / Southport Broadwater Parklands / Praia de Currumbin
Badminton 6 Centro de Esportes e Lazer de Carrara
Basquetebol 2 Centro de Convenções e Exibições de Gold Coast / Centro de Convenções de Cairns /
Centro de Convenções e Entretenimento de Townsville
Boxe 16 Oxenford Studios
Ciclismo 26 Praia de Currumbin / Velódromo Anna Mears / Trilhas de Mountain Bike Nerang
Ginástica 20 Centro de Esportes Indoor Coomera
Halterofilismo 20 Centro de Esportes e Lazer de Carrara
Hóquei sobre a grama 2 Centro de Hóquei de Gold Coast
Lawn bowls 10 Broadbeach Bowls Club
Levantamento de peso 4 Centro de Esportes e Lazer de Carrara
Lutas 12 Centro de Esportes e Lazer de Carrara
Natação 50 Centro Aquático Optus
Netball 1 Centro de Convenções e Exibições de Gold Coast / Centro de Esportes Indoor Coomera
Rugby sevens 2 Estádio Robina
Saltos ornamentais 10 Centro Aquático Optus
Squash 5 Oxenford Studios
Tênis de mesa 9 Oxenford Studios
Tiro 19 Centro de Tiro de Belmont
Triatlo 5 Southport Broadwater Parklands
Voleibol de praia 2 Praia de Coolangatta
Finais 19 17 21 33 35 26 17 23 26 44 14 275

Medalhas[editar | editar código-fonte]

A primeira medalha de ouro foi conquistada por Flora Duffy, de Bermudas, na prova feminina do triatlo com o tempo de 1h58min58s. A medalha de prata foi para a inglesa Jessica Learmonth e o bronze para a canadense Joanna Brown.[23]

Já o primeiro ouro do país anfitrião foi conquistado por Mack Horton na prova dos 400 metros livres masculino da natação. A medalha de prata foi para o seu compatriota Jack McLoughlin e o bronze para o inglês James Guy.[24]

     País sede destacado.[25]

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Austrália 80 59 59 198
2  Inglaterra 45 45 46 136
3  Índia 25 20 20 65
4  Canadá 15 40 27 82
5  Nova Zelândia 15 16 15 46
6  África do Sul 13 11 13 37
7  País de Gales 10 12 14 36
8  Escócia 9 13 22 44
9  Nigéria 9 9 6 24
10  Chipre 8 1 5 14
11  Jamaica 7 9 11 27
12  Malásia 7 5 12 24
13  Singapura 5 2 2 9
14  Quénia 4 7 6 17
15  Uganda 3 1 2 6
16  Botswana 3 1 1 5
17  Samoa 2 3   5
18  Trinidad e Tobago 2 1   3
19  Namíbia 2     2
20  Irlanda do Norte 1 7 4 12
21  Bahamas 1 3   4
22  Papua-Nova Guiné 1 2   3
24  Fiji 1 1 2 4
23  Paquistão 1   4 5
25  Granada 1   1 2
26  Bermudas 1     1
 Guiana 1     1
 Ilhas Virgens Britânicas 1     1
 Santa Lúcia 1     1
30  Bangladesh   2   2
31  Sri Lanka   1 5 6
32  Camarões   1 2 3
33  Domínica   1 1 2
34  Ilha de Man   1   1
 Maurícia   1   1
 Nauru   1   1
37  Malta     2 2
 Vanuatu     2 2
39  Gana     1 1
 Ilha Norfolk     1 1
 Ilhas Cook     1 1
 Ilhas Salomão     1 1
 Seychelles     1 1
TOTAL 274 276 289 839

Doping[editar | editar código-fonte]

O primeiro caso de doping foi registrado no halterofilismo. A indiana Khumukcham Sanjita Chanu testou positivo para testosterona e agentes mascarados no evento da categoria abaixo de 53 kg e foi desqualificada da prova.[26][27] Com a confirmação do doping ela foi desclassificada e perdeu a medalha de ouro, que deverá ser remanejada para Dika Toua, de Papua-Nova Guiné. Nos Jogos da Commonwealth de 2014 Toua também herdou a medalha de ouro, após a desclassificação da nigeriana Chika Amalaha também por doping.[28]

Referências

  1. Gold Coast. «Livro de Candidatura de Gold Coast 2018» (PDF) (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2011 
  2. «GC gets sole right to bid for 2018 C'wealth Games» (em inglês). Brisbane Times. 3 de junho de 2009. Consultado em 28 de março de 2018 
  3. «Hambantota and Gold Coast would both stage great 2018 CWG: Games Chief» (em inglês). Daily FT. 26 de outubro de 2011. Consultado em 28 de março de 2018 
  4. «Hambantota 2018 would show Sri Lanka has emerged from tsunami horror» (em inglês). Inside the Games. 14 de junho de 2011. Consultado em 28 de março de 2018 
  5. «Gold Coast wins Oceania's bid to host the 2018 Commonwealth Games» (em inglês). Organisation of Sports Federations of Oceania. Consultado em 28 de março de 2018 
  6. «Auckland Won't Bid For 2018 Commonwealth Games» (em inglês). Games Bids. 16 de março de 2010 
  7. «Shock as Abuja do not bid for 2018 Commonwealth Games but Sri Lanka does» (em inglês). Inside The Games. 1 de abril de 2010 
  8. a b c d e f g h i gc2018.com. «Venues» (em inglês). Consultado em 21 de janeiro de 2017 
  9. «Stage two of Gold Coast light rail on track for Commonwealth Games». Queensland Government. 11 de outubro de 2015 
  10. gc2018.com. «Gold Coast 2018» (em inglês). Consultado em 12 de junho de 2016 
  11. «Gold Coast 2018 to host largest Commonwealth para-sport programme» (em inglês). Comitê Paralímpico Internacional. 3 de março de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  12. «Athletics – Gold Coast 2018 Commonwealth Games» (em inglês). gc2018.com. Consultado em 28 de março de 2018 
  13. «Beach volleyball added to 2018 Commonwealth Games» (em inglês). FIVB. 9 de março de 2016. Consultado em 12 de junho de 2016 
  14. «Gold Coast 2018 to host largest Commonwealth para-sport programme» (em inglês). Comitê Paralímpico Internacional. 3 de março de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  15. «Exclusive: Cricket could feature at 2018 Commonwealth Games | Gold Coast 2018» (em inglês). insidethegames.biz. 21 de abril 2012. Consultado em 26 de outubro de 2012 
  16. «Exclusive: Beach volleyball to be played at the 2018 Gold Coast Commonwealth Games» (em inglês). Gold Coast Bulletin. 8 de março de 2016. Consultado em 7 de abril de 2016 
  17. «Gold Coast 2018 to offer same amount of medals for men and women after seven events added» (em inglês). Inside The Games. 6 de outubro de 2016. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  18. «Nation Schedule» (em inglês). gc2018.com. Consultado em 30 de março de 2018 
  19. «Maldives set to miss Gold Coast 2018 after resigning from Commonwealth» (em inglês). Inside the Games. 14 de outubro de 2016. Consultado em 30 de março de 2018 
  20. «Gambia rejoins the Commonwealth after democratic election» (em inglês). The Telegraph. 8 de fevereiro de 2018. Consultado em 5 de abril de 2018 
  21. «Gambia to compete at Gold Coast 2018 after readmitted as CGF member» (em inglês). Inside the Games. 31 de março de 2018. Consultado em 1 de abril de 2018 
  22. gc2018.com. «Tickets» (em inglês). Consultado em 13 de março de 2018 
  23. «Flora Duffy of Bermuda wins 1st Commonwealth Games gold» (em inglês). Fox Sports. 4 de abril de 2018. Consultado em 6 de abril de 2018 
  24. «Mack Horton beats fellow Aussie Jack McLoughlin to win gold in 400m freestyle» (em inglês). Gold Coast Bulletin. 5 de abril de 2018. Consultado em 6 de abril de 2018 
  25. «Medal Standings» (em inglês). gc2018.com. Consultado em 6 de abril de 2018 
  26. The Times of India. «CWG gold medallist weightlifter Sanjita Chanu fails dope test: IWF» (em inglês). Consultado em 31 de maio de 2018 
  27. Inside the Games. «Indian gold medallist and Spaniard among new weightlifting positives» (em inglês). Consultado em 31 de maio de 2018 
  28. Inside the Games. «Nigerian weightlifter stripped of gold medal after positive doping test confirmed» (em inglês). Consultado em 1 de agosto de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]