King's Cross St. Pancras (Metropolitano de Londres)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
King's Cross St. Pancras
King's Cross St Pancras tube stn Euston Rd NE entrance.JPG
Entrada da estação na esquina da Euston Road com a Pancras Road
Transportes Metropolitano de Londres
Linha Circle line flag box.png Circle line
Hammersmith & City line flag box.png Hammersmith & City line
Metropolitan line flag box.png Metropolitan line
Northern line flag box.png Northern line
Piccadilly line flag box.png Piccadilly line
Victoria line flag box.png Victoria line
Estação anterior Euston Square
Euston
Russell Square
Estação posterior Farringdon
Angel
Caledonian Road
Highbury & Islington
Zona tarifária Travelcard Zone 1
Plataformas 8
Passageiros/ano
Localização King's Cross
Inauguração 1863 (Metropolitan Railway)
Parte de uma série de artigos do
The Tube
Underground.svg

Visão geral

História

Infra-estrutura

Linhas

Estações

Carruagens

Cultura Popular

Mapa

A estação de King's Cross St. Pancras é a maior estação de metropolitano de Londres, com seis linhas diferentes: Circle line, Hammersmith & City line, Metropolitan line, Northern line, Piccadilly line e Victoria line. É uma das estações mais usadas, com geralmente 80 milhões de passageiros anualmente. A estação de King's Cross St. Pancras insere-se na Estação de King's Cross, uma estação de comboios importante no Reino Unido. Próxima também é a Estação de St. Pancras, outra estação de comboios importante no país. Atualmente pode-se viajar de Londres até Paris partindo da Estação de St. Pancras, usando o túnel do Canal da Mancha. A transferência do percurso para esta estação economizou 30 minutos de viagem, diminuindo o tempo deste percurso para 2 horas, pelos novos trilhos de alta velocidade na Inglaterra.

Incêndio em 1987[editar | editar código-fonte]

Em 18 de novembro de 1987, houve um incêndio na estação de metropolitano. Um cigarro aceso foi descartado em uma das escadas rolantes da estação, fabricada de madeira, uma conflagração resultada. 31 pessoas faleceram. As consequências do incêndio foram a proibição de fumar em todo o metropolitano de Londres e a substituição da madeira por metal na produção das escadas rolantes.[1]

Atentados de 2005 em Londres[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de julho de 2005, em um atentado ao metrô de Londres, uma explosão ocorreu num trem viajando entre a estação de King's Cross St. Pancras e a estação Russell Square, e resultou na morte de 26 pessoas. Essa foi a última bomba de uma série de ataques nos túneis do Metropolitano de Londres. Mais tarde, outra bomba explodiria num ônibus.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. BBC News. King's Cross Fire - 25 Years On. Página visitada em 6 de agosto 2013.


Ícone de esboço Este artigo sobre Metropolitano de Londres é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.