LET L-410

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Let L-410 Turbolet
Avião
Descrição
Tipo / Missão Avião comercial
País de origem  República Checa
Fabricante Let Kunovice
Período de produção 1971 - presente
Quantidade produzida 1200
Custo unitário L-410UVP-E20: €2.4 milhões
Com glass cockpit: €2.6 milhões (2012)
Desenvolvido em L-410NG
Primeiro voo em 16 de abril de 1969 (50 anos)
Introduzido em 1970
Tripulação 2
Passageiros 15-19
Carga útil 1 800 kg (3 970 lb)
Especificações (Modelo: L 410 UVP-E20)
Dimensões
Comprimento 14,42 m (47,3 ft)
Envergadura 19,98 m (65,6 ft)
Altura 5,97 m (19,6 ft)
Área das asas 34,86  (375 ft²)
Alongamento 11.5
Peso(s)
Peso vazio 4 200 kg (9 260 lb)
Peso carregado 6 000 kg (13 200 lb)
Peso máx. de decolagem 6 600 kg (14 600 lb)
Propulsão
Motor(es) 2× General Electric H80-200
Potência (por motor) 800 hp (597 kW)
Performance
Velocidade de cruzeiro 315 km/h (170 kn)
Alcance (MTOW) 1 240 km (771 mi)
Autonomia 5.1 h(s)
Teto máximo 8 382 m (27 500 ft)
Razão de subida 8.5 m/s
Notas
Fontes[1][2]

O Let L-410 Turbolet é um avião bimotor para transporte de curto alcance, produzido pela fabricante de aeronaves checa LET, comumente utilizado na aviação comercial. É capaz de pousar em pistas curtas e não pavimentadas, operando sob condições extremas, entre -50 °C e +50 °C. Até 2016, 1.200 unidades haviam sido construídas, passando de 350 os que estavam em serviço em mais de 50 países.[2]

A sua configuração de asas altas permite operações em pistas curtas. Com capacidade para 19 passageiros, o modelo é largamente utilizado em todo o mundo, principalmente nas rotas regionais.

Projeto[editar | editar código-fonte]

Motor Walter M601
Cabine de um L-410 em configuração para passageiros

O desenvolvimento do L-410 foi iniciado nos anos 1960 pela fabricante Let Kunovice, estabelecida à época na Checoslováquia. A companhia aérea soviética Aeroflot estava procurando por uma aeronave turboélice que substituísse o Antonov An-2. Após estudos preliminares de um modelo chamado L-400, uma nova versão foi introduzida e denominada L-410 Turbolet. O primeiro protótipo, designado XL-410, voou em 16 de Abril de 1969. Devido a atrasos no desenvolvimento de do motor checo Walter M601, o protótipo e a primeira versão de produção foi equipada com os Pratt & Whitney Canada PT6-27, que foi substituído pelo M601, assim que estes entraram em produção. Suas hélices eram tri-pá, modelo Avia V508. A versão seguinte foi apresentada como L-410M.

Uma outra derivação produzida para a Aeroflot foi o L-410 UVP. Este possuía um melhor desempenho em decolagens e pousos devido a maior área de asa e cauda, com características STOL. Entretanto, devido a um aumento de seur peso vazio e uma alteração no centro de gravidade, este tipo pode carregar apenas 15 passageiros.

O L-410UVP-E (a versão mais comum do L-410) possui um maior Peso Máximo de Decolagem (PMD), de 6.400 kg, motores M601E com mais potência, uma nova hélice penta-pá, designada V 510, e tanques na ponta das asas para um maior alcance. O primeiro voo desta versão ocorreu em 1984 e a produção iniciada em 1986.

As versões L-410UVP-E9 e UVP-E20 variam entre uma e outra por pequenas mudanças devido a regulamentos de certificação. O último membro da família L-410 é o L-420 que usa uma nova versão do motor Walter, o M601F. Os L-410 UVP-E20 produzidos hoje são motorizados pelo motor derivado do M601, designado GE H80-200 e uma nova hélice penta-pá Avia AV-725.

O L-420 foi aprovado pela Federal Aviation Administration em 11 de Março de 1998 e então o L-410 UVP-E20 em 30 de Junho de 2015.[3] O L-410 UVP-E20 foi certificado pela EASA em 4 de Fevereiro de 2005 e as outras versões em 28 de Março de 2007.[4]

Em 3 de Setembro de 2013 a empresa russa UGMK (Iskander Machmudov) se tornou a dona da LET. Eles anunciaram que produziriam o L-410 também na Rússia no mesmo ano.[5] No dia 7 de Julho de 2015 UGMK demonstrou o primeiro L-410NG fabricado na Rússia.[6]

Design[editar | editar código-fonte]

Pouso na neve

O L-410 UVP-E é um avião de passageiros não pressurizado de asa alta e construído todo de metal, com hélices Avia V 510 penta-pá. É equipado com um trem de pouso retrátil. A aeronave utiliza dois circuitos hidráulicos: o principal e o de emergência. O sistema elétrico principal opera com 28V DC. O sistema de degelo utiliza sistemas pneumáticos no bordo de ataque e aquecimento elétrico das hélices, no para-brisa da cabine de pilotagem e nos componentes do Sistema Pitot-estático. O Peso Máximo de Decolagem do L-410 UVP-E é 6.400 kg com a possibilidade de um aumento para 6.600 kg nas versões E9 e E20, com capacidade entre 17 e 19 assentos. A velocidade de cruzeiro é 170 KIAS e o alcance máximo por volta de 770 nm. A aeronave é certificada para operação IFR, aproximação ILS CAT I e voos em condições de gelo.

O L-410 UVP-E20 é certificado com base na FAR 23 tanto pela Emenda 34 como pela Emenda 41. É certificado pela União Europeia, Rússia, Estados Unidos, Brasil, Argentina, Chile, Peru, Venezuela, Cuba, Índia, Nepal, Filipinas, Coreia do Norte, Indonésia, África do Sul, Argélia, Austrália, Taiwan, Turquia, e muitos outros países aceitando algumas das certificações anteriores.[7] A aeronave também foi aprovada para operação em outros países, tais como Quênia, Tanzânia, Uganda, Tunísia, Colômbia, Venezuela, Coreia do Sul, dentre outros.

Operadores[editar | editar código-fonte]

Paraquedismo

Muitos L-410 foram entregues à extinta União Soviética e estados ex-soviéticos, permanecendo na Rússia, mas outros também foram vendidos para companhias aéreas na Ásia, África, América Central e América do Sul. Quarenta aeronaves estão em uso na Europa em operações comerciais ou páraquedismo.

Civis[editar | editar código-fonte]

Até Julho de 2015, 178 Let L-410 estavam operando por companhias aéreas: 73 na África, 58 na Europa, 41 nas Américas e 6 na Ásia e Oriente Médio; os operadores com quatro ou mais aeronaves eram:[8]

  • 19: Air-Tec Africa
  • 8: Orenburzhie Air Company
  • 7: es:Searca
  • 5: Kin Avia e Petropavlovsk-Kamchatsky Air Enterprise
  • 4: Air Express Algeria, Eagle Aviation, Solenta Aviation, 2nd Arkhangelsk United Aviation Division, Van Air Europe, Komiaviatrans, KrasAvia, Air Guyane Express e Comeravia

Utilização no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, as seguintes empresas utilizaram o modelo:

Variantes[editar | editar código-fonte]

L-410NG no ILA 2016
  • L-410: Protótipo, três unidades produzidas.
  • L-410A: Primeira série com motores turboélice Pratt & Whitney PT6A-27. Doze aeronaves produzidas.
    • L-410AB: Versão com hélices quadri-pás.
    • L-410AF: Versão para fotos aéreas entregue à Hungria.
    • L-410AG: Com equipamentos modificados. Não foi construída.
    • L-410AS: Aeronave de teste, entregue à União Soviética. Cinco aeronaves construídas.
  • L-410FG: Versão para fotos aéreas baseada no L-410UVP
  • L-410M: Segunda série com motores Walter M601A.
    • L-410AM: Versão com melhores motores M601B, também conhecida como L-410MA ou L-410MU.
  • L-410UVP: (Ukorochennaya vzlot-posadka, "decolagem e pouso curtos") Terceira série, completamente modificado. As principais alterações foram uma asa aumentada em 0.80m, motores M601B, e um estabilizador horizontal mais alto. O UVP possui características STOL.
    • L-410UVP-S: Versão do UVP com a porta de entrada articulada para cima.
    • L-410UVP-E: Remotorizado com M601E, hélices penta-pá Avia V510 e tanques adicionais na ponta da asa.
    • L-410T: Versão de transporte do UVP com uma maior porta de carga (1,25 x 1,46 m), pode transportar 6 macas com um médico ou 12 pára-quedistas. Pode também transportar 1.000kg de carga.
  • L-420: versão atualizada do L-410UVP-E - novos motores M601F, versão certificada do L-410 UVP-E20
  • L-410NG: Nova versão com motores GE H85, um nariz maior e área traseira aumentada para acomodar mais bagagens. Novas asas e utiliza o conceito glass cockpit. A fuselagem será a mesma do clássico L-410 mas feita com novos materiais. Após o lançamento do protótipo, realizou seu voo inaugural em 29 de Julho de 2015.[9] A potência será aumentada para 850 shp ao invés do motor anterior GE H80-200 com 800 shp, e a velocidade aumentada para 223kt (412 km/h). O Peso Máximo de Decolagem aumenta em 500 kg para 7,000 kg e o alcance vai para 1,350 nm, contra 820 nm (alcance atual). A capacidade de combustível aumenta de 1,300 kg para 2,450 kg e a autonomia de 5h para 9h. As certificações da FAA, EASA e russa estão pendentes ainda em 2017.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Russian Ministry of Defense acquired four L-410 aircraft». Russian Aviation (em inglês). 9 de Novembro de 2012 
  2. a b «L 410 UVP-E20 brochure» (PDF) (em inglês). 2016 
  3. «Type Certificate data sheet No. A42CE» (PDF) (em inglês). 24 de Junho de 2016 
  4. «Type Certificate data sheet A.026 Issue 22» (PDF) (em inglês). 14 de Agosto de 2017. Consultado em 20 de novembro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 18 de agosto de 2017 
  5. «Новости NEWSru.com :: Чешский самолет L-410 окончательно станет российским» (em russo) 
  6. «ВЗГЛЯД / УГМК представила новый российский самолет L-410 NG» (em russo) 
  7. «Certificates L 410» (em inglês) 
  8. «World Airliner Census» (PDF) (em inglês). Agosto de 2015 
  9. «Let L-410NG». Airliner World. Outubro de 2015. p. 19 
  10. «ILA: Aircraft Industries targets 2016 sales for new L410 turboprop» (em inglês). 31 de Maio de 2016