Lista de partidos políticos de Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Emblem of Angola.svg
Parte da série sobre
Política de Angola
Constituição
Portal de Angola

Esta é uma lista dos partidos políticos de Angola, classificados de acordo com sua representatividade:[1]

Partidos com assento na Assembleia Nacional[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Assembleia Nacional de Angola
Nome do partido Sigla Espectro político Ideologia Presidente
Movimento Popular de Libertação de Angola MPLA Esquerda à
centro-esquerda
Social-democracia
e socialismo democrático
João Lourenço
União Nacional para a Independência Total de Angola UNITA Centro à direita Partido pega-tudo Adalberto Costa Júnior
Frente Nacional de Libertação de Angola FNLA Centro-direita
à direita
Nacionalismo
e democracia-cristã
Nimi A Simbi
Partido de Renovação Social PRS Centro-esquerda Progressismo
e federalismo
Benedito Daniel
Partido Humanista de Angola PHA Centro Novo humanismo
e economia solidária
Florbela Malaquias

Coligações eleitorais sem assento na Assembleia Nacional[editar | editar código-fonte]

Nome da coligação Sigla Espectro político Ideologia Composição Líder
Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral CASA-CE Centro-direita[2] Liberalismo econômico e federalismo[3] PALMA, PADDA-AP, PPA, e PNSA* Manuel Fernandes

*Partidos que constituem a coligação CASA-CE: Partido de Aliança Livre de Maioria Angolana (PALMA), Partido de Apoio para Democracia e Desenvolvimento de Angola – Aliança Patriótica (PADDA-AP), Partido Pacífico Angolano (PPA) e Partido Nacional de Salvação de Angola (PNSA).

Partidos sem assento na Assembleia Nacional[editar | editar código-fonte]

Partidos políticos extintos[editar | editar código-fonte]

  • Partido Angolano Independente (PAI)
  • Partido Liberal Democrático (PLD)
  • Partido da Juventude Operária e Camponesa de Angola (PAJOCA)
  • Partido Comunista Angolano (PCA)[5]
  • Partido da Luta Unida dos Africanos de Angola (PLUA)[5]
  • Partido Republicano de Angola (PREA)
  • Partido Democrático para o Progresso - Aliança Nacional de Angola (PDP-ANA)
  • Bloco Democrático (BD)
  • Movimento de Defesa dos Interesses de Angola - Partido de Consciência Nacional (MDIA-PCN)[5]
  • Aliança Patriótica Nacional (APN)
  • Partido Nacionalista para a Justiça em Angola (P-NJANGO)
  • Partido Socialista Angolano (PSA)
  • Movimento dos Novos Intelectuais de Angola (MNIA)[5]
  • Partido da Comunidade Comunista Angolana (PCCA)[5]
  • Movimento de Unidade Democrática para a Reconstrução (MUDAR)
  • Movimento Nacional Angolano (MNA)[5]
  • Ngwizani a Kongo (NGWIZAKO)[5]
  • Movimento para a Independência Nacional de Angola (MINA)[5]
  • Movimento para a Independência de Angola (MIA)[5]
  • Partido Democrático de Angola (PDA)[6]
  • Partido Renovador Democrático
  • Partido Social-Democrata (PSD)
  • Fórum Democrático Angolano
  • Partido Nacional Democrático Angolano
  • Convenção Nacional Democrática de Angola
  • Partido Social Democrata de Angola (PSDA)
  • Partido da Renovação Angolana
  • Plataforma Política Eleitoral
  • Revolta do Leste (RdL)
  • União Angolana Pela Paz Democracia e Desenvolvimento
  • Aliança Nacional Independente de Angola
  • Partido Social Independente de Angola
  • Partido Socialista Liberal
  • Movimento para Democracia de Angola
  • União Nacional para a Democracia
  • Comité Comunista de Cabinda
  • Organização Comunista de Angola (OCA)
  • Liga Angolana
  • Grémio Africano
  • Liga Africana
  • Partido Nacional Africano - Junta de Defesa dos Direitos de África

Coligações extintas[editar | editar código-fonte]

  • Frente para a Democracia (FpD)
  • Nova Democracia - União Eleitoral (ND-UE)
  • Aliança Democrática de Angola - Coligação (AD-Coligação)
  • Frente Democrática de Libertação de Angola (FDLA)[5]
  • Coligação Fórum Fraterno Angolano
  • Frente Patriótica Unida (FPU)

Referências

  1. Tribunal Constitucional extingue 67 Partidos Políticos - ANGOP
  2. CASA-CE afirma-se de centro-esquerda - O País Online
  3. Eleições: Presidente da CASA-CE elege o bem-estar dos cidadãos como prioridade do seu governo. Novo Jornal. 1 de agosto de 2022.
  4. CNE angolana divulga resultados definitivos e proclama João Lourenço como Presidente de Angola. Observador. 29 de agosto de 2022.
  5. a b c d e f g h i j Pinto, João Paulo Henrique (dezembro de 2016). «A questão identitária na crise do MPLA de (1962-1964)». Irati: Universidade Estadual de Ponta Grossa. Revista TEL. 7 (2): 140-169. ISSN 2177-6644 
  6. John Marcum, The Angolan Revolution, vol. I.