Lizzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lizzo
Lizzo no Grammy Awards de 2020.
Nome completo Melissa Vivianne Jefferson
Nascimento 27 de abril de 1988 (32 anos)
Detroit, Michigan
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Rapper
cantora
compositora
atriz
Período de atividade 2010 (2010) - presente
Carreira musical
Gênero(s) Pop
hip hop
R&B
soul
Gravadora(s) TGNP
Atlantic
Nice Life
Afiliações
Página oficial
lizzomusic.com

Melissa Vivianne Jefferson (Detroit, 27 de abril de 1988), mais conhecida como Lizzo é uma cantora, compositora e rapper norte-americana.[1] Apesar de ter nascido em Detroit, Lizzo e sua família se mudaram para Houston quando ela tinha apenas dez anos de idade, e desde cedo ela começou a mostrar habilidades de canto, além de ter aprendido a tocar flauta. Seu nome artístico foi inspirado na canção "Izzo (H.O.V.A.)", do rapper Jay-Z. Ela estudou por um breve período na Universidade de Houston, mas teve que sair por causa da morte de seu pai e de uma grave crise econômica.[2]

Lizzo mudou-se para a cidade de Minneapolis em 2011 em busca de uma carreira como cantora e lançou dois álbuns sob uma gravadora independente, intitulado Lizzobangers (2013) e Big Grrrl Small World (2015), que foram aclamados pela crítica e chamaram a atenção dos executivos da Atlantic Records, uma gravadora com a qual ela mais tarde assinaria um contrato.[3] Em 2016, ela lançou um EP chamado Coconut Oil, com o qual ela deu uma mudança drástica em seu gênero musical, movendo-se para uma abordagem mais pop do que hip hop.[4] Em 2019, Lizzo começou a ganhar conhecimento graças à seu single "Juice", que foi sua primeira música a entrar na Billboard Hot 100.[5] Além disso, ela lançou seu terceiro álbum, Cuz I Love You, que alcançou o sexto lugar na Billboard 200. Graças a um meme do TikTok, seu single "Truth Hurts", lançado originalmente em 2017, tornou-se um sucesso e subiu nas paradas para o número um na Billboard Hot 100.[6][7] As faixas anteriores da artista também estavam ganhando popularidade, entre elas "Good as Hell", que alcançou o número três na parada e o número dez em outros países do mundo.[5]

Lizzo recebeu oito indicações no 62º Grammy Awards, recebendo o maior número de nomeações naquele ano, incluindo Álbum do Ano para a versão deluxe de Cuz I Love You, Canção do Ano e Gravação do Ano por "Truth Hurts", além de Artista Revelação. Ela ganhou os prêmios de Melhor Álbum Urbano Contemporâneo, Melhor Performance Solo Pop por "Truth Hurts", e Melhor Performance Tradicional de R&B por "Jerome".[8]

Além de cantar e fazer rap, Lizzo também é atriz; ela dublou Lydia no filme de animação UglyDolls (2019)[9] e apareceu no filme de comédia-drama Hustlers (2019).[10] Em 2019, a Time nomeou Lizzo como "Artista do Ano" por sua ascensão meteórica e contribuição para a música.[11]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Melissa Vivianne Jefferson nasceu em 27 de abril de 1988, em Detroit, Michigan, e com seus dez anos, se mudou para Houston, Texas. Aos 14 anos, ela formou seu primeiro grupo musical chamado Cornrow Clique com seus amigos, que era focado em instrumentos, como flauta. Nesse momento, ela adquiriu o apelido "Lizzo", uma variante de "Lissa", e inspirada na canção "Izzo (H.O.V.A.)", do rapper Jay-Z. Após o término do grupo, ela foi estudar música clássica com foco em flauta na Universidade de Houston, porém ao 21 anos, depois do falecimento de seu pai, ela abandonou a faculdade para tentar entrar na indústria musical. Durante este tempo, a artista revelou que dormia em seu carro, já que ela não tinha mais direito de dormir em seu dormitório. Em 2011, Lizzo se muda para Minneapolis, Minnesota, afim de tentar uma chance na carreira musical.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Lizzo
  • Lizzobangers (2013)
  • Big Grrrl Small World (2015)
  • Cuz I Love You (2019)

Turnês[editar | editar código-fonte]

Oficiais[editar | editar código-fonte]

  • MAHA Music Festival (2019)
  • Good as Hell Tour (2017)[12]
  • Cuz I Love You Tour (2019)[13]
  • Cuz I Love You Too Tour (2019)[14]

Apoio[editar | editar código-fonte]

  • Haim – Sister Sister Sister Tour (2018)
  • Florence and the Machine – High as Hope Tour (2018)
  • Lollapalooza (2018)
  • Coachella (2019)
  • Indy Pride Festival (2019)[15]
  • Glastonbury (2019)[16]
  • Mo Pop Festival (2019)

Referências

  1. «Lizzo's Real Name Is Melissa Viviane Jefferson». Heavy (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  2. «Lizzo: Moving to Minneapolis 'one of best decisions I've made'». Bring Me The New (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  3. «Metacritic: Lizzo». Metacritic (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  4. Brittany Spanos. «Lizzo Talks 'Self Care'–Themed Major-Label Debut, New MTV Show». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  5. a b «Lizzo Chart History (Hot 100)». Billboard. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  6. «People Are Repping Their Identities With This TikTok DNA Test Meme». BuzzFeed News (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  7. Gary Trust. «Lizzo's 'Truth Hurts' Hits No. 1 on Billboard Hot 100, Taylor Swift's 'Lover' Leaps to Top 10». Billboard (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  8. «Lizzo | Artist». Grammys (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  9. «'UglyDolls' Cast: Meet the Famous Voice Actors». www.hollywoodreporter.com. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  10. «'Hustlers' director praises Cardi B, Lizzo's 'gifted' acting skills». EW.com (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2020 
  11. «Lizzo: TIME's Entertainer of the Year 2019 | Time». time.com. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  12. «Lizzo wants to make Detroit feel 'Good As Hell'». BLAC Detroit Magazine (em inglês). 1 de junho de 2017. Consultado em 16 de outubro de 2019 
  13. «Lizzo Announces New Album and Tour». Pitchfork (em inglês). Consultado em 16 de outubro de 2019 
  14. «Lizzo Announces Cuz I Love You Too Tour: See Dates». Billboard. Consultado em 16 de outubro de 2019 
  15. Hill, Crystal. «These were the best moments from Lizzo's Indy Pride performance». Indianapolis Star (em inglês). Consultado em 16 de outubro de 2019 
  16. Trim, Liam (29 de junho de 2019). «How 'phenomenally bizarre' Lizzo performance 'won' Glastonbury». somersetlive. Consultado em 16 de outubro de 2019