Haim (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Haim
Informação geral
Origem Los Angeles, Califórnia
País  Estados Unidos
Gênero(s) Indie rock
Indie pop
Pop rock
Soft rock
Folk rock
Rhythm and blues
Música judaica
Período em atividade 2007 - atualmente
Gravadora(s) Polydor Records
Columbia Records
Afiliação(ões) The Valli Girls, Calvin Harris Charli XCX Bastille Twin Shadow Gesaffelstein
Integrantes Este Haim
Danielle Haim
Alana Haim
Página oficial Site Oficial

Haim (pronuncia-se HY-əm, /ˈhaɪ.əm/, Em hebraico: חיים‎ - Vida e estilizado como HAIM) é uma banda de indie rock de Los Angeles, Califórnia.[1] É formado pelas irmãs Este, Alana e Danielle Haim.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2005: inicio de carreira[editar | editar código-fonte]

As três irmãs cresceram em San Fernando Valley, ouvindo os clássicos do rock dos anos 1970 e músicas do gênero americana influenciadas por seus pais. Enquanto ainda estavam na escola, os pais formaram uma banda em família chamada Rockinhaim para tocar covers em feiras de caridade locais. A banda tinha o pai delas, o israelense Mordechai ("Moti") na bateria e Donna, a mãe, na guitarra.[2][3][4] Danielle e Este foram integrantes da girl band The Valli Girls.[5]

2006-2010: formação[editar | editar código-fonte]

À medida que cresciam, as meninas tornaram-se mais interessadas em incorporar pop e R&B às suas músicas. Em 2006, elas decidiram formar sua própria banda. Nos cinco anos seguintes, a banda Haim tocou em locais de interesse turístico, mas as coisas não foram adiante, pois as três irmãs estavam ocupadas com outros projetos. Este estava estudando na Universidade da Califórnia e graduou-se em 2010 em etnomusicologia.[6] Ao se formar no ensino médio, Danielle foi convidada a tocar bateria para na abertura em uma das turnês de Jenny Lewis, que levou Lewis a pedir para Danielle ser sua guitarrista na turnê seguinte. O vocalista dos Strokes, Julian Casablancas assistiu um dos shows de Lewis, e, por sua vez, pediu à Danielle para tocar violão e percussão em sua turnê solo.[2] Ela também fez turnê como parte da Scarlet Fever, a banda de vocais de apoio só de mulheres para Cee-Lo Green.[4] Foi depois que Danielle tinha tocado com outros artistas e Este se formou que as irmãs decidiram que queriam levar sua carreira como Haim mais a sério.[6] Alana, irmã caçula, passou um ano na faculdade, antes de abandonar o curso para se juntar a banda com suas irmãs.

As três irmãs tocam mais de um instrumento: Este desempenha guitarra e baixo, Danielle toca guitarra e bateria, e Alana toca guitarra, teclados e percussão.[7] Nas gravações e ao vivo, Este toca baixo, Danielle desempenha guitarra e canta os vocais, e Alana toca guitarra junto com teclados e percussão.[7][8] Em shows, Este desenvolveu uma reputação por suas brincadeiras grosseiras com a plateia, muitas vezes, envergonhando suas irmãs.[4]

2012-2016: revelação e Days Are Gone[editar | editar código-fonte]

Tendo tocado como banda de apoio de artistas como Edward Sharpe e os Magnetic Zeros, The Henry Clay People e Ke$ha, o primeiro lançamento original de Haim foi um EP com três canções intitulada Forever que foi disponibilizado em 10 de fevereiro de 2012 como um download gratuito em seu site por um breve período. O EP recebeu muita atenção da imprensa musical e o público em geral, e na sequência de um show de sucesso no South by Southwest Festival, em março de 2012.[9] Haim assinou um contrato com a Polydor Records no Reino Unido em junho de 2012.[10] No mês de agosto abriu shows de Mumford & Sons em sua turnê Gentlemen of the Road.[11] A banda fez sua turnê de estreia no Reino Unido em novembro de 2012.[12] e, em seguida, fez turnê junto à Florence and the Machine no Reino Unido e Irlanda em dezembro de 2012.[13] Em 16 de outubro de 2012 Zane Lowe da BBC Radio 1 estreou seu single “Don't Save Me” em seu programa de rádio. O lado B era “Send Me Down”, diferenciando-se de seus lançamentos anteriores por ter uma notável sonoridade mais hip hop, com harmonias vocais brilhantes na parte superior. Seu álbum de estreia intitulado "Days Are Gone" foi lançando no dia 5 de agosto do ano de 2013.

O grupo foi eleito por especialistas como a principal promessa da música para 2013 e foi anunciado como o dono do primeiro lugar na pesquisa “Sound of 2013”, da rede britânica BBC. Um guia que é considerado um dos mais respeitados na área musical. Haim também integrava o levantamento “Brand New for 2013”, do canal MTV, que aponta as principais tendências para o ano.[1]

Em 2014, a banda britânica Bastille lançou uma série de mixtaples de parcerias que incluiu a banda Haim em sua terceira extensão, na música "Bite Down".

No começo de 2015, em conjunto com a banda eletrônica francesa M83, a banda gravou "Holes in the Sky" para a trilha sonora da série de aventura e ação futurística The Divergent Series: Insurgent. A experiência do trio californiano com a música eletrônica também se expandiu com a parceria com o dj e produtor Calvin Harris, na faixa "Pray to God", do álbum de 2014, "Motion", do britânico.

No final de 2015, a banda teve sua primeira indicação aos Prêmios Grammys na categoria "Melhor Novo Artista"[14], vencida na oportunidade pelo britânico Sam Smith. No segundo semestre desse mesmo ano o trio ainda funcionou como ato de abertura da The 1989 Word Tour em datas selecionadas de sua amiga muita próxima[15] Taylor Swift, ao lado de Shawn Mendes e Vance Joy.

2016-2019: Something to Tell You[editar | editar código-fonte]

Após ficarem por mais de três anos em turnê, as irmãs finalmente encontram a iniciativa para um novo disco. Produzido em 2016, Something to Tell You é o segundo álbum de estúdio da banda.[16] Lançado em 7 de julho de 2017 pela Polydor Records, pertence ao gênero pop rock e conta com o total de 11 faixas inéditas todas sendo produzidas por Ariel RechtshaidBloodPop, George Lewis Jr., Rostam e Haim. As irmãs relataram em entrevista que o processo de produção escrita se iniciou em 2016, quando ainda estavam em turnê. O disco é marcado pela sonoridade rock dos anos 70 e 80, soul music e especialmente pela influência da banda Fleetwood Mac, uma vez que Stevie Nicks é uma espécie de mentora informal das irmãs. Algumas avaliações ainda notaram a influência de artistas como Prince[17], Tom Petty[18] e o gênero R&B e de grupos como The Jackson 5 e Hansons.

Em 3 de maio de 2017 o single "Want You Back" foi lançado em primeira mão na BBC Radio 1 e eleita como "Best New Track" pela revista Pitchfork em maio de 2017. Em 22 de junho o videoclipe da música, dirigido por Jake Schreier, foi lançado nas plataformas digitais e também contou com a divulgação em redes sociais.

O disco recebeu criticas mistas e foi bem recebido por veículos especializados por sua infusão do indie rock, pop folk, R&B com a música pop, sendo saudado pelo som atemporal e radiofônico por Pitchfork[19], Vulture[20], Variety[21] e Billboard[22]. A revisão de Lars Gotrich, da NPR, para o primeiro single, "Want You Back", considerou que a banda é capaz de "iluminar, em um arranjo em mosaico, os impressionantes movimentos do amor"[23]. Outras avaliações ao álbum como a de Jonathan Bernstein à revista Entertainmet Weekly reputou o resultado como "uma ode simples e surpreendente à alegria e ao artesanato do pop americano"[1]. Jamie Milton, da NME, atribuiu quatro de cinco estrelas ao material julgando que "o resultado final é um registro enraizado nos movimentos de baixo, sintetizadores cintilantes e letras apaixonadas que definiram sua estreia"[2]. Outras avaliações mistas como de Jon Dolan para a revista Rolling Stone conceituou que as "músicas nem sempre explodem com a ensolarada ebulição do primeiro LP, mas as melodias, batidas e ideias são estratificadas e empilhadas, como um forte de travesseiro de sofá"[3]. As avaliações mistas e negativas, como a de Neil McCormick para a The Thelegraph ponderou que "um senso de irmandade é uma grande parte do apelo de Haim, mas a camaradagem humorística e a arrogância rochosa que eles apresentam no palco quase desaparecem no estúdio" e que "todo o truque digital pode ajudar Haim a parecer que pertence à era pós-rock - mas corre o risco de roubar a qualidade que os torna únicos".[4]. Ilana Kaplan, da Paste Magazine, assim resumiu o esforço da banda: "Em Something To Tell You, o HAIM não costuma complicar as coisas com o pop da Costa Oeste: algo que costuma ser mais vantajoso, mas às vezes deixa o jogo seguro. Cada música tem um toque vintage, mesmo que seja difícil identificar a influência direta. Stevie Nicks provavelmente está orgulhoso: o trio aproveita o que eles sabem criando canções de rock emotivas com produção estelar. O HAIM continua sendo um sólido contador de histórias, e Something To Tell You é a fuga que todos nós podemos usar agora"[5].

Right Now, teve um videoclipe filmado sessão em estúdio sob a direção do cineasta americano oito vezes indicado ao Óscar, Paul Thomas Anderson. Anderson se tornou um grande parceiro da banda para o videoclipe de outras faixas de "Something to Tell You", como "Night So Long (Live at the Greek)" e "Little of Your Love" além de "Valentine'', um projeto de compilação de três faixas do álbum filmadas no Valentine Recording Studios sob o desempenho em gravação da banda em estúdio de "Right Now", a faixa homônima título ao disco e "Nothing's Wrong". Em entrevista à Zane Lowe, da Apple Music[24], o trio disse que a aproximação com PTA seu deu em razão de duas especiais coincidências: PTA confessou a um amigo próximo durante uma festa seu apreço pela banda, o que se desdobrou em um convite intermediado para um jantar, oportunidade essa em que se descobriu o fato de que a mãe das musicistas, Donna Haim, décadas antes, lecionou Artes no primário para o cineasta e exercera tamanha influência sobre ele ao ponto de um quadro pintado sob sua orientação estar no quarto de seu filho. A causalidade improvável sobre a parceria veio a público durante a campanha de divulgação de "Something tô Tell Tou" por várias reportagens[25][6].

Em virtude da participação da banda na rádio Triple J ao divulgar seu mais recente trabalho, o cover feito de “That Don’t Impress Me Much”, originalmente gravada pela Shania Twain, foi liberado em diversas plataformas digitais em 13 de outubro de 2017 após algum sucesso de áudios não oficiais no Youtube. Ampliando seu catálogo de colaborações, em fevereiro de 2018 a banda se juntou ao cantor dominicano-americano Twin Shadow no single "Saturdays", de seu álbum Caer. A parceria musical da banda com o cantor rememora à produção de Shadow na música "Ready for You" e mais antigamente com a co-autoria em "Edge", faixa contida na edição britânica deluxe de "Days Are Gone".

Em 14 e 21 de abril 2018 a banda se apresentou no festival Coachella, antes de Beyoncé, headline das noites de sábado do evento. A performance das irmãs se deu sob a direção artística do conteúdo visual de Paul Thomas Anderson.

Em 7 de março de 2019 o grupo uniu forças com o dj e produtor francês Gesaffelstein na faixa "So Bad" para o seu disco "Hyperion".

Em 10 de fevereiro de 2019 o produtor de música eletrônica Mura Masa venceu a categoria de "Melhor Remix de Gravação Não Clássica" no 61º Annual Grammy Awards pelo remix da faixa Walking Away, terceiro single do álbum Something to Tell You.

Em 3 de maio, a banda nova-iorquina Vampire Weekend lançou seu quarto álbum de estúdio, "Father of the Bride", que incluiu a profícua colaboração em mais da metade do disco de Danielle Haim nos créditos de vocal principal e de apoio. No ano seguinte, Father of Bride ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Música Alternativa no 62º Annual Grammy Awards.

Em 30 de agosto de 2019 foi divulgado quinto single colaborativo do álbum "Charli" da britânica Charli XCX, "Warm", que conta a participação do trio californiano.

2020-presente: Women in Music Pt. III[editar | editar código-fonte]

Dando indícios sobre a produção de um novo álbum a banda lançou três singles no final do segundo semestre de 2019: Summer Girl, Now I'm In It e Hallelujah. Em declaração em rede social, Danielle Haim revelou que o single Summer Girl é baseado[26] nas experiências sobre o câncer de seu namorado Ariel Rechtshaid, o mais frequente colaborador da banda desde o primeiro material lançado pelo trio, o EP "Forever", de 2013. A música, eleita como "Best New Track" em julho de 2019 pela revista Pitchfork, possui melodia influenciada por " Walk on the Wild Side", de Lou Reed (1972) e uma interpolação de "Sing Me A Song That I Know" de Blodwyn Pig (1969).

Em publicação em rede social Alana Haim revelou que o single "Hallelujah"[27] , de novembro de 2019, também possui especial significado para si, por ser uma espécie de homenagem à sua falecida melhor amiga, morta em um acidente anos antes, e por ser uma reflexão à conexão que tem com suas irmãs, Danielle e Este, que a ajudaram a enfrentar o episódio de um quadro depressivo ocasionado pelo luto da perda. Este atribui sua parte no verso da mesma música à sua experiência com diabetes mellitus tipo 1.

As músicas "Summer Girl", "Now I'm In It" e "Hallelujah" possuem videoclipes dirigidos pela parceria consolidada com Paul Thomas Anderson.

Em 2 de março de 2020 a banda anunciou o lançamento de seu terceiro disco "Women in Music Pt. III" para 24 de abril de 2020, após dias de interação e mistério com fãs em sua conta oficial no Instagram a respeito da sigla "WIMPIII" , divulgada em publicação na rede social. Em mesma oportunidade a banda também divulgou a capa do álbum, sua fotografia foi de autoria de Paul Thomas Anderson. O título do disco, "Women in Music Pt. III" possui certa ironia, uma vez que não existe no catálogo da banda precedentes intitulados como sequência de qualquer material como "Women in Music", todavia o título do disco faz sentido ao se considerar os dois discos anteriores como a atividade musical das irmãs Haim.

Em 3 de março de 2020 a banda lançou a música "The Steps", segunda faixa das 16 do material. Em 23 de março de 2020, a banda anunciou que adiaria o lançamento do disco, sua consequente divulgação e a incursão em turnê em razão das medidas de exceção como o distanciamento social à pandemia de COVID-19. Como forma de compensação à estreia de material inédito, em 29 abril a banda ainda lançou "I Know Alone", que recuperou a participação da banda com Jake Schreier na direção de videoclipes desde "Want You Back", dessa vez feito sob o formato de colaboração remota. Como último esforço de prévias foi divulgado "Don't Wanna", em 21 de maio.

Posteriormente o disco do trio foi confirmado para 26 de abril de 2020.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Danielle Haim.
Este Haim.
Alana Haim.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Anexo: Discografia de Haim
Álbuns de estúdio
Extended plays
  • 2012: Forever
  • 2012: iTunes Festival: London 2012
Singles
  • 2012: "Forever"
  • 2012: "Don't Save Me"
  • 2013: "Falling"
  • 2013: "The Wire"
  • 2014: If I Could Change Your Mind
  • 2014: "My Song 5 Feat. A$AP Ferg"
  • 2017: "Want You Back"
  • 2017: "Little Of Your Love"
  • 2017: "Walking Away"
  • 2019: "Summer Girl"
  • 2019: "Now I'm In It"
  • 2019: "Hallelujah"
  • 2020: "The Steps"
  • 2020: "I Know Alone"


Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Larissa Saram (9 de janeiro de 2013). «Lindas, estilosas e promissoras: conheça as meninas da banda HAIM» (html). Marie Claire. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  2. a b «Discovery: HAIM - Page - Interview Magazine» (em inglês). Interview Magazine. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  3. Freddie Campion. «Band of the Week: HAIM» (em inglês). Vogue. Consultado em 12 de agosto de 2013. Arquivado do original em 12 de setembro de 2013 
  4. a b c Sam Wolfson (24 de novembro de 2012). «Haim: pop's top new sister act» (em inglês). The Guardian. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  5. Duncan Cooper. «Haim: Best Friends Forever» (em inglês). The Fader. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  6. a b «Soundcheck: Haim» (em inglês). Standart. 27 de abril de 2012. Consultado em 10 de agosto de 2013. Arquivado do original (html) em 24 de abril de 2014 
  7. a b Ashley Baylen (7 de novembro de 2012). «Exclusive Interview With the Girls of 'HAIM'» (em inglês). Shalom Life. Consultado em 12 de agosto de 2013. Arquivado do original em 30 de novembro de 2012 
  8. Paul Lester (23 de março de 2013). «New Band of the Day: Haim» (em inglês). theguardian.com. Consultado em 12 de agosto de 2013  Texto " Music " ignorado (ajuda)
  9. David Renshaw (27 de março de 2012). «HAIM: In Demand!» (em inglês). Gigwise. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  10. «Polydor UK signs Haim» (em inglês). Music Week. 19 de julho de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  11. «Mumford & Sons - News - USA Stopover shows announcement» (em inglês). mumfordandsons.com. 29 de maio de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  12. «Haim announce debut UK tour – ticket details» (em inglês). NME. 29 de agosto de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  13. «Florence & The Machine confirm O2 Dublin 2012 live concert date for Wednesday December 12th!» (em inglês). Music Scene. 10 de setembro de 2012. Consultado em 12 de agosto de 2013 
  14. «Haim». GRAMMY.com (em inglês). 19 de novembro de 2019. Consultado em 4 de março de 2020 
  15. Garibaldi, Christina. «How Did Taylor Swift Become Part Of The Haim 'Wolf Pack'?». MTV News (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  16. Kreps, Daniel; Kreps, Daniel (3 de maio de 2017). «Hear Haim Express Regretful Side on New Song 'Want You Back'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  17. Kornhaber, Spencer (3 de maio de 2017). «Haim's 'Want You Back': Retro Charms With Futuristic Studio Tricks». The Atlantic (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  18. Kreps, Daniel; Kreps, Daniel (3 de maio de 2017). «Hear Haim Express Regretful Side on New Song 'Want You Back'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  19. «Haim: Something to Tell You». Pitchfork (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  20. Editors, Vulture (7 de julho de 2017). «Haim's Something To Tell You and 5 Other Albums to Listen to Now». Vulture (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  21. Willman, Chris; Willman, Chris (7 de julho de 2017). «Album Review: Haim's 'Something to Tell You'». Variety (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  22. «Album of the Week: Haim’s ’Something to Tell You’». Billboard. 7 de julho de 2017. Consultado em 25 de junho de 2020 
  23. «Hear HAIM's Heartfelt New Ballad, 'Want You Back'». NPR.org (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  24. «Post by Zane Lowe on Apple Music.». Apple Music (em inglês). Consultado em 25 de junho de 2020 
  25. «Stop 'Right Now': Haim Announce Second Album With New Music Video». Much.com. Consultado em 25 de junho de 2020 
  26. Listen to Haim: “Summer Girl” by Haim (em inglês), consultado em 4 de março de 2020 
  27. «Alana Haim opens up about the loss that inspired new song 'Hallelujah'». NME Music News, Reviews, Videos, Galleries, Tickets and Blogs | NME.COM (em inglês). 19 de novembro de 2019. Consultado em 4 de março de 2020 
  28. Westbrook, caroline. «Who are Haim? Top 10 facts about BBC Sound of 2013 winners». METRO. Consultado em 21 de janeiro de 2013 
  29. Empire, Kitty (22 de dezembro de 2013). «The best pop of 2013: Kitty Empire's choice». theguardian.com. Consultado em 6 de janeiro de 2013 
  30. «Haim - Days Are Gone». iTunes. 5 de agosto de 2013. Consultado em 5 de agosto de 2013