Luciana Mello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Luciana Melo)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luciana Mello
Luciana canta na Fundação Cultural Palmares, em 2010.
Informação geral
Nome completo Luciana Mello Rodrigues de Oliveira
Também conhecido(a) como Luciana Rodrigues
Nascimento 22 de janeiro de 1979 (39 anos)
Origem São Paulo, SP
País Brasileira
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1986–presente
Gravadora(s) Movieplay (1995)
Trama (2000–01)
Universal (2001–06)
S de Samba (2007–presente)
Afiliação(ões)
Página oficial Site oficial

Luciana Mello Rodrigues de Oliveira (São Paulo, 22 de janeiro de 1979) é uma cantora e compositora brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

1986–98: Início e Turma do Balão Mágico[editar | editar código-fonte]

Luciana Mello começou a cantar aos seis anos e gravou ao lado do pai, Jair Rodrigues, a canção O Filho do Seu Menino, composta pelo gaitista e produtor Rildo Hora. No mesmo ano em 1985 com o nome de Lu Rodrigues, faz uma participação junto com Fofão e grava a Musica "Olha pro Céu" que saiu no Lp "Disco do Fofão 2" (RGE) e mais tarde em 1986 a faixa foi incluída no Lp de coletânea infantil "Tevelândia" (Som Livre). Em 1986, Luciana, então com sete anos passou a integrar a última formação do grupo musical infantil Turma do Balão Mágico, ao lado de Simony, seu irmão Jairzinho e uma prima de Simony que também se chama Luciana. No mesmo ano em abril, o Balão Mágico foi extinto, sendo reprisado até junho, dando o lugar para o Xou da Xuxa .

Em 1989 fez um dueto, novamente com o pai, cantando no disco um pout-pourri de Dois na Bossa, gravada por Jair e Elis Regina na década de 1960. No mesmo ano, montou uma banda como irmão, Jair Oliveira, a qual também participava Cíntia Raquel e Vânia Estela, intitulada Jairzinho e a Patrulha do Barulho. Em 1995, aos 16 anos, gravou seu primeiro disco solo, Luciana Rodrigues, produzido por Iranfe Maciel e com participação de Emílio Santiago.[1] Em 1999 Luciana iniciou sua trajetória na noite de São Paulo com o projeto Artistas Reunidos ao lado de Jair Oliveira, Daniel Carlomagno, Wilson Simoninha e Pedro Camargo Mariano. Este projeto rendeu um CD registrado ao vivo pela Trama.

2000–04: Carreira na música pop[editar | editar código-fonte]

Em 2000 Luciana gravou seu segundo trabalho, o álbum Assim que Se Faz, com a produção assinada por seu irmão, e com os sucessos Assim Que Se Faz e Simples Desejo. Em 2001 no dia 31 de dezembro, Luciana substituiu a cantora Cássia Eller após sua morte dois dias antes do show na Praça do Ó, na Barra da Tijuca, nos festejos do réveillon. Em 2002 assinou contrato com a Universal Music e lançou o CD Olha pra Mim, também produzido pelo irmão. Este disco traz, pela primeira vez, canções compostas por Luciana, sendo uma em parceria com Jair. Além disso, também conta com duas participações especiais: Ed Motta e Pedro Mariano. Em 2004 lança L.M., trazendo como maior sucesso "Só Vale com Você", dos singles "Sexo Amor e Traição" e "Da Cor do Pecado", trilhas sonoras do filme Sexo, Amor e Traição e da novela Da Cor do Pecado.

2005–presente: Redirecionamento para a MPB[editar | editar código-fonte]

Em 2005, após o contrato com a Universal chegar ao fim, Luciana decidiu não renová-lo após discordâncias dos rumos de sua carreira, uma vez que a cantora não se sentia mais a vontade em continuar na música pop e pretendia redireciona-la para as raízes do samba e da MPB. Em 2007 Luciana lança seu quinto disco solo intitulado Nêga, gravado de forma independente pelo selo S de Samba, e mais uma vez com a produção de Jair Oliveira. O recém lançado álbum, além das músicas inéditas, possui regravações de “Galha do Cajueiro", de Tião Motorista; Lágrimas de Diamantes, de Paulinho Moska e O Samba me Cantou, de Jair Oliveira. Além disso, têm participações especiais de Gabriel, o Pensador, e Thalles Roberto, segunda voz da banda Jota Quest.

Em janeiro de 2010 Luciana Mello uniu-se a Jair Oliveira e juntos lançam o DVD/CD do projeto 'O Samba Me Cantou', gravado em fevereiro de 2009, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo.[1] Em 2017, seu álbum Na Luz do Samba foi indicado ao Grammy Latino de 2017 de Melhor Álbum de Samba/Pagode.[2]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Luciana é filha do cantor Jair Rodrigues e irmã do cantor Jair Oliveira. Luciana começou a namorar o fotógrafo Ike Levy em 2003, casando-se com ele em 2008. Eles têm uma filha chamada Nina e um filho chamado Tony.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Lista de álbuns
Álbum Detalhes Vendas Certificações
Assim que Se Faz
  • Lançamento: 31 de janeiro de 2000
  • Formatos: CD
  • Gravadora: Trama
Olha pra Mim
  • Lançamento: 12 de março de 2002
  • Formatos: CD
  • Gravadora: Universal
L.M.
  • Lançamento: 20 de abril de 2004
  • Formatos: CD
  • Gravadora: Universal
Nêga
  • Lançamento: 21 de agosto de 2007
  • Formatos: CD, download digital
  • Gravadora: S de Samba
6º Solo
  • Lançamento: 31 de julho de 2011
  • Formatos: CD, download digital
  • Gravadora: S de Samba
Na Luz do Samba[6]
  • Lançamento: 7 de setembro de 2016
  • Formatos: CD, download digital
  • Gravadora: S de Samba

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Lista de álbuns
Álbum Detalhes
O Samba me Cantou
  • Lançamento: 20 de setembro de 2010
  • Formatos: CD, download digital
  • Gravadora: S de Samba

Extended plays (EPs)[editar | editar código-fonte]

Lista de álbuns
Álbum Detalhes
Luciana Rodrigues[7]

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

Lista de álbuns
Álbum Detalhes
Artistas Reunidos[8]
[nota 1]
  • Lançamento: 18 de maio de 1999
  • Formatos: CD
  • Gravadora: Trama
Assim Que Se Faz: Remixes[9]
  • Lançamento: 12 de abril de 2002
  • Formatos: CD
  • Gravadora: Trama

Singles[editar | editar código-fonte]

Título Ano Álbum
"Assim que Se Faz" 2000 Assim que Se Faz
"Simples Desejo"
"Prazer e Luz" 2002 Olha pra Mim
"Olha pra Mim"
"Da Cor do Pecado" 2004 L.M.
"Só Vale Com Você"
"Sexo, Amor e Traição"
"Na Veia da Nêga" 2007 Nêga
"Borboletas"
"Rosa" 2010 O Samba me Cantou
"Tchau" 2011 6.º Solo
"Samba Quebrado"
"Baby"[10] 2016 Não adicionado à nenhum álbum
"Jóia Rara" Na Luz do Samba
"Natal Tropical"[11]
(part. Jair Oliveira e Wilson Simoninha)
2017 Não adicionado à nenhum álbum

Outras aparições[editar | editar código-fonte]

Título Ano Outro(s) artista(s) Álbum
"As Rosas não Falam" 2001 Um Barzinho, Um Violão - Ao Vivo
"Se" Geração MPB[12]
"O Mar Serenou" The Rough Guide To Samba[13]
"Nascente Roupa Nova Ouro de Minas
"Calados" 2002 Brazilian Love Affair: Vol. 3[14]
"Boa Noite" Paulo Daflin Um Barzinho, Um Violão - Ao Vivo 2
"Quizumba" Luiz Melodia Luiz Melodia Convida[15]
"Quando Você Me Olha" 2003 The Girls From Ipanema[16]
"Por Amor a Você" Pedro Mariano Pure Brazil: Bossa4Two[17]
"Se Essa Rua" 2004 Meu Tio Matou um Cara
"Grande Amor" Esmeralda
"Black is Beautiful" Sandra de Sá e Alcione Música Preta Brasileira
"Cai Dentro" 2005 Pedro Mariano Pedro Mariano Ao Vivo
"Only You" 2006 Cidadão Brasileiro
"Luiza" Casa da Bossa: Homenagem a Tom Jobim[18]
"Quero Pensar (A Mulher de Bath)" Tom Zé Estudando o Pagode
"Vaidade" 2007 Sete Pecados
"Maracangalha" 2008 Jair Oliveira e Jair Rodrigues Sambistas[19]
"Falsa Baiana"
"Carinhoso"
"The Samba Hit On Me"
"Não Deixe O Samba Morrer" 2010 Sambô Sambô
"Na Gatha Do Cajueiro" 2011 The Rough Guide to Brazilian Café[20]
"Um Dia de Domingo" 2014 Roberto Leal Obrigado Brasil![21]
"Tendência" 2016 Jorge Aragão Jorge Aragão Sambabook[22]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
2002–05 Fama Jurada
2004 Celebridade Ela mesma Episódio: "20 de maio de 2004"
2015 Verdades Secretas Ela mesma Episódio: "6 de agosto de 2015"

Notas

Referências

  1. a b «"Luciana Mello"». Caras. Consultado em 9 de maio de 2014. 
  2. Ceccarini, Viola Manuela (20 de novembro de 2017). «The 18th Latin GRAMMY Awards in Las Vegas». Livein Style. Consultado em 28 de dezembro de 2017. 
  3. «"Bem vinda, Nina"». ISTOÉ Gente. Consultado em 9 de maio de 2014. 
  4. «Luan Santana e Luciana Mello cantarão hinos antes da Fórmula Indy». Globo Esporte. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  5. «Luciana Mello na Confraria Gamboa». Arroz de Fyesta. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  6. «Na Luz do Samba». iTunes. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  7. «Luciana Rodrigues - Luciana Rodrigues». Allmusic. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  8. «Projeto Artistas Reunidos». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  9. «Assim Que Se Faz: Remixes». Allmusic. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  10. «Luciana Mello - Baby». iTunes. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  11. «Luciana Mello - Natal Tropical». iTunes. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  12. «Geração MPB». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  13. «The Rough Guide To Samba». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  14. «Brazilian Love Affair: Vol. 3». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  15. «Luiz Melodia Convida Ao Vivo». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  16. «The Girls From Ipanema». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  17. «Pure Brazil: Bossa4Two». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  18. «Casa da Bossa: Homenagem a Tom Jobim». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  19. «Sambistas». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  20. «The Rough Guide to Brazilian Café». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  21. «Obrigado Brasil!». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  22. «Jorge Aragão Sambabook». Discogs. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Luciana Mello
Prêmios e realizações
Precedido por
Wanessa Camargo
Prêmio Multishow de Música Brasileira - Artista Revelação
2002
Sucedido por
Luiza Possi