Luigi Loir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luigi Loir
Nascimento 22 de dezembro de 1845
Deutsch Goritz, Áustria
Morte 9 de fevereiro de 1916 (70 anos)
Paris, França
Nacionalidade Francês
Cidadania França
Ocupação litógrafo, pintor

Luigi Aloys-François-Joseph Loir (Deutsch Goritz, 22 de dezembro de 1845Paris, 9 de fevereiro de 1916)[1], conhecido como Luigi Loir, foi um pintor, ilustrador e litógrafo francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luigi Loir nasceu em Deutsch Goritz, na Áustria, em 1845. Seus pais, Tancred Loir François e Thérèse Leban, eram franceses, mas moravam na Áustria como empregados da exilada família real francesa, da Casa de Bourbon. Ele era manobrista, ela governanta da família real. Desde a Revolução Francesa que Goritz tornou-se um refúgio para artistas, o que influenciaria o jovem Luigi. Logo após seu nascimento, a família Bourbon mudou-se para Parma, na Itália, seguida pelos empregados, para a casa do Duque de Parma[2].

Em 1860, sua família, incluindo sua irmã, tiveram que retornar à França quando a família Bourbon foi expulsa de Parma. Luigi ficou na cidade, ingressando na Academia de Belas-Artes de Parma, para estudar pintura. Três anos depois, seu pai ficou gravemente doente, obrigando-o a se mudar para Paris, para auxiliar o pai e à família. Sua vivência na cidade teria grande influência em sua vida como pintor[3].

Luigi logo conheceria Jean-Aimable Amédée Pastelot, que se tornaria seu principal tutor, especializado em pintar flores e cenários, em gerar com guache e aquarela, além de caricaturas em jornais. Foi em seu estúdio que Luigi pode ter contato com diferentes estilos e formas de arte, como decoração, fantasias, ilustrações e escrita. Mas as ruas de Paris eram sua principal inspiração para a pintura, especialmente depois da grande obra de urbanismo do barão Georges-Eugène Haussmann, no começo dos anos 1850, que mudou as ruas labirínticas e medievais da cidade para um complexo ordenado de grandes bulevares[4].

Com as mudanças acontecendo, Luigi retratou a transformação da capital e seus habitantes. Seus quadros começaram a atrair público, expondo em salões e galerias na cidade, ganhando vários prêmios, como a medalha de ouro na Exposition Universelle, de 1889. Outros de seus quadros foram para vários países da Europa e para os Estados Unidos[3]. Além das pinturas, ele era conhecido pelo design gráfico para propagandas, ilustrações para livros e álbuns, bem como decoração para teatros e óperas. Foi membro de diversas associações artísticas e foi agraciado como cavaleiro da Ordem Nacional da Legião de Honra[5], em 1898[3].

Morte[editar | editar código-fonte]

Luigi trabalhou até o fim da vida com pintura, ilustração e decoração. Ele morreu em 9 de fevereiro de 1916, em Paris[3].

Livros ilustrados[editar | editar código-fonte]

Obras em coleções públicas[editar | editar código-fonte]

Inglaterra
  • Londres, Connaught Brown: Quai Bourbon, s.d.
França
  • Bar-le-Duc, : Avant l'embarquement, effet crépusculaire, 1893.
  • Bordeaux, Museu de Belas Artes de Bordeaux[7]
  • Marseille, Museu das civilizações da Europa Mediterrânea: Félicia Mallet dans L'Enfant prodigue, chromolithographie.
  • Paris :
    • Hôtel de ville de Paris :
      • Les Préparatifs de la fête foraine, salle d'honneur du conseil municipal ;
      • La Rue de la Pitié vue du Val de Grâce, salon des sciences.
    • Museu Carnavalet : Porte Maillot, effet de neige, la nuit, huile sur toile.
    • Musée d'Orsay.
    • Petit Palais: Le Marché à la ferraille.
  • Rouen, Museu de Belas Artes de Rouen.
República Checa
  • Praga, Galeria Nacional de Praha : Le Métropolitain, 1899.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Paris Belle Époque» (em inglês). 11 de novembro de 2015. Consultado em 9 de outubro de 2016 
  2. Tutt'Art (ed.). «Luigi Loir». Tutt'Art. Consultado em 12 de abril de 2017 
  3. a b c d Rehs (ed.). «Luigi Loir Bio». Rehs. Consultado em 12 de abril de 2017 
  4. BBC Brasil (ed.). «O homem que construiu a Paris que conhecemos hoje». BBC Brasil. Consultado em 12 de abril de 2017 
  5. «Liste des réponses» (em francês). Consultado em 9 de outubro de 2016 
  6. «Books Illustrations French Painte» (em francês). Consultado em 9 de outubro de 2016 
  7. «LUIGI LOIR (1845 - 1916)» (em inglês). Consultado em 9 de outubro de 2016 
  8. «The Night Cafe» (em inglês). Consultado em 9 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Media relacionados com Luigi Loir no Wikimedia Commons