Música infantojuvenil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Música infantojuvenil
Origens estilísticas
Instrumentos típicos
Formas derivadas
Outros tópicos
Cantigas de Natal

A música infantojuvenil (também chamada de música infantil, música para crianças ou música juvenil) é um gênero que se refere à música escrita especificamente para uma audiência composta por crianças e jovens. Os compositores são, geralmente, adultos. A música para crianças, historicamente, tem tido funções tanto de entretenimento quanto educativas.[1] Entre os principais subgêneros estão as cantigas de roda, cantigas de embalar e cantigas de Natal. De acordo com o AllMusic, "A maioria dos registros infantis são feitos para crianças que ainda não frequentam a escola, ou estão na pré-escola. Eles são compostos de músicas cativantes e simples que são fáceis de cantar, ou onde são contadas histórias, que muitas vezes são apresentadas com um livro de leitura. Na melhor das hipóteses, a música infantil é espirituosa, memorável e inclusiva."[2] Na música infantil, as sílabas são frequentemente rimadas e repetitivas. Essas canções muitas vezes são acompanhadas de gestos que se fazem ao cantar.[3]

A música para crianças visa frequentemente prover meios divertidos de ensinar às crianças sobre a cultura delas, outras culturas, bom comportamento, fatos e habilidades. Originalmente eram canções tradicionais, mas há toda uma variedade de música educativa que tem se tornado crescentemente popular.[4] A música infantojuvenil também é criada dentro de gêneros como pop, dance e rock, com conteúdo lírico lúdico e destinado ao público infantojuvenil.

Artistas e grupos de música infantil em Portugal[editar | editar código-fonte]

Artistas e grupos de música infantil no Brasil[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. JARNOW, Jill. All Ears: how to Choose and Use Recorded Music for Children. New York: Penguin Books, 1991. ISBN 0-14-011254-5
  2. Children's music AllMusic
  3. Os benefícios da música para crianças Guia Infantil
  4. Educational Dealer magazine, Agosto de 1997.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Geral

  • ENAJARVI-HAAVIO, Elsa. The Game of Rich and Poor: A Comparative Study in Traditional Singing Games. Folklore Fellows Communications, n. 100. Helsinki, 1932. [1].
  • SMITH, Barbara; SMITH, Charles. The Non-Musician's Guide to Children's Music, in series, I.C.L. Concept Book[s]. Glendale, Calif.: International Center for Learning, 1977.

Brasil

  • ALMEIDA, Renato de. "Cantigas de ninar"; "Cantigas de roda infantis". In: História da Música Brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: F. Briguiet & Cia., 1942, pp. 106-108. [2].
  • BRAGA, Henriqueta Rosa Fernandes. Peculiaridades rítmicas e melódicas do cancioneiro infantil brasileiro. Rio de Janeiro, 1950. 94 p.
  • CASTRO, Zaide Maciel de. Jogos e rondas infantis. Rio de Janeiro: Serviço Social da Indústria, 1956. 113 p.
  • GOMES, Lindolpho. "Cantigas de adormecer". In: Contos populares colhidos da tradição oral em Minas... seguida das Cantigas de adormecer também colligidas e annotadas pelo mesmo autor. Juiz de Fora: Dias Cardoso, 1918. 176 p. [3. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1965, [3].]
  • JURADO FILHO, L. C. Cantigas de roda: jogo, insinuação e escolha. UNICAMP, Campinas, 1985. [4].
  • MACHADO, Silvia de Ambrosis Pinheiro. Canção de ninar brasileira: aproximações. 2012. Tese (Doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. [5].
  • MASCARENHAS, Mário. Velhas Canções de minha Infância. São Paulo/Rio de Janeiro: Irmãos Vitale, 1956. [6].
  • MELO, Veríssimo de. Rondas infantis brasileiras. Revista do Arquivo Municipal, São Paulo, v. 19, n. 155, p. 227-356, jan.-mar. 1956.
  • NEVES, Guilherme Santos; COSTA, João Ribas da. Cantigas de roda. Vitoria: Revista Vida Capichaba, 1948-50. 2 v.
  • PIMENTEL, Altimar de Alencar e PIMENTEL, Cleide Rocha da Silva. Esquindô-lê-lê: cantigas de roda. João Pessoa: UFPB, 2003. 266 p.
  • PINTO, Alexina de Magalhães. Cantigas das creanças e do povo e danças populares, colligidas e seleccionadas do folklore brasileiro. Rio de Janeiro, Liv. F. Alves, s.d. [1911]. 208 p.
  • _______. Os nossos brinquedos. Lisboa: Typ. da "A Editora", 1909. 303 p.
  • ROMÉRO, Sylvio. Contos populares do Brasil. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1883. [2. ed., 1897, [7].]
  • SINZIG, Pedro. O Brasil cantando. Petrópolis: Vozes, 1938.

Portugal

  • VASCONCELLOS, José Leite de. "Canções do berço: segundo a tradição popular portuguesa". In: Opusculos: etnologia. Volume VII, parte II. Lisboa: Imprensa Nacional de Lisboa, 1938. [8].
Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.