Mara Maravilha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mara Maravilha
Informação geral
Nome completo Eliemary Silva da Silveira
Também conhecido(a) como Miss Mara, Mara Porreta, Baianinha da TVS, Baianinha do SBT
Nascimento 6 de março de 1968 (47 anos)
Origem Itapetinga, BA
País  Brasil
Gênero(s) Gospel, música cristã contemporânea, infantil
Ocupação(ões) apresentadora, atriz cantora e repórter
Instrumento(s) Vocal
Extensão vocal Contralto
Período em atividade 1978—presente
Outras ocupações Apresentadora de televisão TV Itapoan, SBT, CBA Argentina e Rede Record
Gravadora(s) EMI
Maravilha Music
Line Records
Louvor Eterno
Square Records
Radar Records
Página oficial Site Oficial da cantora

Eliemary Silva da Silveira (Itapetinga, 6 de março de 1968), conhecida como Mara Maravilha, é uma cantora de música gospel e infantil e apresentadora de televisão brasileira.

Biografia e Vida artística[editar | editar código-fonte]

Baiana, natural de Itapetinga , a menina de origem simples ascendeu os primeiros degraus da fama quando a maioria das meninas de sua idade pensavam apenas em brincar de boneca. Aos oito anos, Mara já apresentava a versão local do Clube do Mickey pela TV Itapoan, então emissora afiliada ao SBT para todo o estado da Bahia. Entre o público baiano ela ficou conhecida como "Miss Mara", e no início da década de 1980 tornou-se a principal atração televisiva produzida por uma emissora fora do eixo Rio-São Paulo.[1]

Em 1982, Mara assinou seu primeiro contrato com uma multinacional, a EMI-Odeon, onde lançou seu primeiro disco. Na época, como apresentadora da versão local do Clube do Mickey, Mara ganhou a atenção do apresentador e empresário Silvio Santos.[2] A convite dele, ela mudou-se para São Paulo aos 15 anos de idade, onde estreou em rede nacional com programas voltados para o público adolescente e adulto, e integrando também o júri do Show de Calouros de Silvio Santos por pelo menos três anos. Na emissora paulista, Mara apresentou o TV Pow[3] , a Sessão Premiada, o programa O Preço Certo e foi também repórter do programa Viva a Noite, do apresentador Augusto Liberato.[4] .

Mas foi em 1987, quando estreou o programa infantil Show Maravilha, que a baiana viu seu nome tornar-se uma febre nacional.Em pouco tempo, Mara virou um dos maiores ídolos infantis da história da televisão brasileira, tanto que entra para o roll das quatro apresentadoras infantis da história da televisão brasileira,juntamente com Xuxa, Angélica e Eliana e seu programa no SBT, chegou a ser o segundo programa infantil em índices de audiência no país, somente perdendo para o estrondoso Xou da Xuxa.[5] Logo o nome "Mara Maravilha" se transformou em uma marca de sucesso que vendeu milhões de discos, emplacou vários sucessos nas rádios de todo o país, virou boneca[6] , marca de brinquedos, e por quase uma década ajudou a alavancar a audiência do SBT em uma das várias disputas históricas pelo primeiro lugar com a Rede Globo de televisão. Em 2007, durante as comemorações pelos 25 anos do SBT, o Show Maravilha foi eleito pelos internautas do portal UOL como o melhor programa já feito pela emissora.[7]

Em fevereiro de 1990 Mara foi capa da revista Playboy brasileira.[8] Na década anos 90 seu sucesso extrapolou as fronteiras brasileiras e Mara tornou-se alvo do interesse internacional. Contratada pela emissora local de Mar Del Plata,CBA , Mara apresentou em horário nobre o programa "Show Mara Maravilha",com adaptações de seus maiores sucessos em espanhol, fazendo de Mara, juntamente com Xuxa, as únicas apresentadoras infantis a apresentarem um programa fora do Brasil, sendo que Mara apenas apresentou um programa na Argentina, sendo que Xuxa apresentou programas em três países que foram transmitidos internacionalmente .[9] Mara já gravou mais de 250 canções e acumulou cerca de 20 Discos de Ouro e 9 Discos de Platina. Em 1995, Mara deixou o programa da Argentina por problemas pessoais, Mara estava doente e viciada em moderador de apetite, neste mesmo ano se tornou evangélica. Em 1996,assinou contrato com a Record para apresentar o programa infantil Mara Maravilha Show e depois o Mundo Maravilha, após um ano e meio na Record, em 1997 Mara decidiu mudar os rumos de sua carreira, passando a investir exclusivamente no segmento de música gospel, onde mantém uma carreira. Retornou a Record em 2002 para apresentar o programa de auditório A Noite é Nossa. Em 2013,estreou como atriz nos palcos de teatro, com o musical infantil “Caixa de Surpresas”, a convite de Eudóxio Junior, coreógrafo e diretor geral do espetáculo.[10]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Em entrevistas, Mara confessou sofrer de depressão desde sua infância, devido a relação de conflitos familiares, especialmente entre seus pais, que brigavam muito. O pai de Mara abandonou a família para viver com a amante quando a cantora ainda era criança, e Mara o viu poucas vezes em sua vida, e por muitos anos guardou raiva e mágoas dele, por ter feito sua mãe sofrer demais, e até hoje pai e filha não se falam, apesar de tê-lo perdoado, Mara, desde que perdeu a mãe em 2013, de problemas cardíacos, e por isso teve piora em seus transtornos emocionais, passou a lutar na justiça, pois não quer deixar sua herança para seu pai, dizendo que ele tem outros filhos que podem ajudá-lo, e que ele não merece desfrutar de nada que ela conquistou sozinha, pois ele nunca a criou nem deu carinho a ela.[11] [12] [13]

Voltando ao passado, Mara revelou ter sido uma jovem muito problemática, melancólica e agressiva. Aos 15 anos, em 1983, Mara tinha obsessão pela magreza, se privava de comer, sofria ao se olhar no espelho, e tomava escondida da mãe remédios de emagrecimento, as anfetaminas ou moderadores de apetite, pelo qual ficou viciada por muitos anos, e quando parava de tomar, sentia dores na coluna muito fortes, como resultado da abstinência. Também consumiu por muitos anos bebidas alcoólicas em excesso e fumava muitos cigarros, como refúgio para suas tristezas emocionais.[14]

Aos 17 anos, em 1985, se envolveu com seu primeiro namorado, um rapaz oito anos mais velho, chamado Ademar, estudante da Bahia. Com ele, Mara teve sua primeira relação sexual. A relação era de altos e baixos, a cantora contou sofrer de ciúmes doentios dele, e houve sua primeira tentativa de suicídio, quando ele a traiu. O relacionamento terminou em 1986, o que a abalou por completo. O fato de já estar trabalhando com música estabilizou um pouco sua carência excessiva, que revelou sofrer por muitos anos. Nesse mesmo ano conheceu o cantor Roy Rosselló, da famosa banda Menudo. Eles começaram a namorar ainda nesse mesmo ano de 1986. Em 1987, eles se casaram, porém não oficialmente, e foram morar juntos nos Estados Unidos, mas a relação acabou no início de 1988, devido as crises de ciúmes de Mara e das desconfianças de Roy. Mara afirmou em entrevistas que nesta época, Roy confessou para ela ter sofrido abuso sexual de seu empresário, quando ainda era adolescente, e começava na Banda dos Menudos.[15]

Ainda em 1988, aos 20 anos, ao voltar dos EUA, retornou à Bahia, para casa de sua mãe. Apesar de amigas, as duas não tinham uma relação muito boa na juventude da artista, e sempre estavam brigando. Nessa época, Mara se envolveu com Antônio, um rapaz poucos anos mais velhos, que vivia em sua cidade. Ela engravidou deste homem, que a traiu e a abandonou grávida. Desesperada, não queria abrir mão de sua carreira, estava ganhando bem, e aos poucos estava ficando cada vez mais conhecida. Também tinha medo da reação da sua mãe ao saber de sua gestação com uma carreira tão promissora a frente. Temendo estragar seu futuro, Mara juntou suas últimas economias, e procurou uma clínica em Salvador, onde fez um aborto, ainda no início da gestação, escondida de todos. Este fato foi revelado pela própria cantora em 2008, no Programa Hoje em Dia, fato que chocou muitos telespectadores. Ela ainda pediu R$50 mil reais para revelar outros segredos. Porém, ela revelou ter se arrependido demais, e que após ter abortado, entrou em surto emocional: Foi presa por agredir uma menina que afirmou não gostar de suas músicas, foi expulsa de um avião por promover confusão e tentou novamente o suicídio, além de abusar ainda mais de remédios emagrecedores, bebidas alcoólicas e cigarros. Nessa época, começou a sofrer de insônia, e passou a tomar calmantes para dormir, além de anti depressivos.[16]

Em 1989, Mara começou a namorar o cantor Marcelo Rodrigues, ex integrante do Grupo Dominó. Em 1994 e 1995, Mara ficou afastada do público brasileiro dedicando-se ao público latino-americano. Nesta época, já estava morando sozinha na Cidade de São Paulo, mas ao longo do tempo acabou sentindo-se muito sozinha, ainda mais ao terminar um dos namoros mais longos que teve, de 07 anos, com Marcelo, terminado em 1996 devidos as humilhações e traições que ele a fez sofrer. A separação aumentou sua depressão, e a fez novamente tentar o suicídio, até que acabou por decidir que queria mudar de vida, e passou a lutar contra sua depressão e seus vícios, além de querer dar um basta em seus relacionamentos amorosos fracassados, onde ela acabou procurando ajuda em psicólogos e psiquiatras, mas nada conseguia tirá-la do abismo emocional, até que Mara foi tocada por Jesus Cristo, em 1996, quando, por livre e espontânea vontade, passou a frequentar, disfarçada, para que ninguém a reconhecesse e pudesse atrapalhar a oração, uma igreja evangélica próxima a sua residência. Ela se surpreendeu ao conhecer um Deus de amor, onde antes ela nunca havia tido contato com Deus tao proximamente. Ela assumiu que era evangélica e passou a ir de fato neste templo, já sem disfarces, e em 1997, Mara batizou-se nas águas.[17]

Ainda em 1997, durante as gravações do seu programa "Show maravilha", ela conheceu Paulo Lima, que era operador de máquinas do programa. Logo eles começaram a namorar, e foram trabalhar juntos na Argentina. Em 1999, casaram-se em uma igreja e no civil, no Guarujá e foram morar na Capital Paulista.[18] Mara estava mais tranquila, apesar de ainda sofrer com ciúmes e inseguranças, estava liberta dos vícios em remédios, álcool e cigarro, mas ainda sofria de abalos emocionais, e fazia terapia. Apesar de sua vida mais estabilizada, Mara passou a tentar engravidar e não conseguia, o que a fez ficar muito transtornada e desesperada. Isso aumentou suas crises melancólicas e ataques de pânico, se culpando por não engravidar, e sentindo-se muito mal, pois o marido queria ser pai. Nesta época, descobriu um tumor benigno no ovário, e também caiu de um cavalo e quase teve que amputar as duas pernas, e aí Mara tomou ciência que sua depressão era ingratidão, pois ela tinha muito mais que muitos precisavam ter, e então, fortaleceu ainda mais sua fé, e diz que graças a Deus se curou sem precisar de cirurgias, apenas tomou medicamentos, pois revelou que estava querendo realmente ser curada pelas mãos de Cristo.[19] Mas apesar disso, o relacionamento foi ficando insustentável devido as cobranças do marido que queria ser pai, e as inseguranças de Mara, ate que o casamento terminou em 2006. Mara ainda ficou muito tempo tentando uma aproximação, se negou a dar a separação oficial, e, após muitas brigas e acusações, se divorciaram em outubro de 2008.[20] [21] A entrada no pedido de divórcio foi dada em 2007, por ela mesma, que reconheceu que não teria mais volta a relação, e também por que havia conhecido um cirurgião dentista chamado Alessander Vigna. O casamento foi realizado na Capital Paulista, em uma cerimônia civil, em Janeiro de 2009, apenas três meses depois de ter assinado seu divórcio.[22] Nos anos seguintes de casada, Mara tentou engravidar, e não estava conseguindo, até que tentou fertilização in vitro, e conseguiu, finalmente, engravidar, mas teve que ser internada após sofrer um aborto espontâneo, que a deixou muito mal, tanto fisicamente quanto emocionalmente. Por conta de tanta ansiedade e depressão, seu espiritual converteu o emocional em enfermidade em seu corpo físico e assim, passou a sofrer de problemas auditivos e teve o tímpano perfurado, mas conseguiu se recuperar rapidamente. Também nesta época sofreu uma tentativa de sequestro, o que a levou de volta a terapia para controlar seus ataques de pânico. Isso tudo a fez se voltar diante de Deus e fortalecer sua fé.[23] Ainda tentando ser mãe, continuou perseverando na igreja e ia sempre a consultas médicas, mas seu médico recomendou para ela não tentar engravidar novamente, devido a novas possibilidades de sofrer aborto, devido a abalos em sua estrutura uterina que inviabilizariam uma gestação. Mara sofreu demais, e por muitos anos batalhou na fé para ter um filho, até que se conscientizou de que com a idade já não dava mais, e passou a ajudar crianças carentes. Em 2013, Mara assinou seu segundo divórcio, após ter ficado muito mal ao descobrir que durante todos os anos de casamento, seu ex marido Alessander manteve uma relação estável com uma amante, na qual ela os flagrou juntos. Mara lutou muito em orações para não entrar novamente em depressão e nem pensar em se matar, e querendo se renovar, se tornou vegetariana e muito mais religiosa que antes. Mara revela que se arrependeu de ter casado com Alessander Vigna, já que não se conheciam tão bem para ter tomado essa decisão de subir ao altar, que foi mais por impulso e carência de Mara que por amor.[24] Em 2014, começou a namorar o empresário Augusto Vicente. Poucos meses de namoro, Mara anunciou seu quarto casamento, sendo o terceiro oficial.[25] Após uma pequena cerimônia, eles foram viver juntos. Juntos, tentaram adotar uma criança, mas não seonguiram devido a burocracias e a imensa fila de espera. O casamento temrinou no terceiro divórcio de Mara, em 2015, após diversos desentendimentos conjugais. Atualmente Mara está solteira, e mora sozinha em seu apartamento na Capital Paulista.[26]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns
Ano Título
1987 Maravilha
1988 Mundo Maravilha
1989 Mara
1990 Deixa a Vida Rolar
1991 Curumim
1992 Show Maravilha
1993 Importante é Ser Feliz
1994 Mara
1994 Meus Momentos I
1996 Reluz
1997 Meus Momentos II
1997 Só Pra Criança
1998 Abra seu Coração
1999 Coração Iluminado
2000 Maravilhoso
2000 Provérbios de Salomão I e II
2000 Mara Maravilha & Amigas Vol. 1
2001 Deus de Maravilhas
2002 Mara Maravilha & Amigas Vol. 2
2003 Mara Maravilha & Paulinho Cantam com Amigos Românticas Gospel
2002 Mara Maravilha para Pequeninos Vol. I (CD e DVD)
2003 Mara Maravilha para Pequeninos Vol. II (CD e DVD)
2003 Feliz pra Valer
2004 Mara Maravilha para os Pequeninos Vol. III (CD e DVD)
2005 Jóia Rara (CD e DVD)
2006 Romântica
2007 Importante é Amar
2009 Novo Coração (CD e DVD)
2009 Seleção de Ouro
2012 Mara Maravilha para os pequeninos Vol. IV (CD e DVD)

Outros

  • 1982 - Mara (Compacto)
  • 1983 - Mara (Compacto)
  • 1984 - Mara (Compacto)
  • 1986 - Simplesmente Mara (Não lançado)
  • 1993 - No Estoy Mal (lançado mas não comercializado)

Programas apresentados e participações[editar | editar código-fonte]

Na TV Itapoan
SBT
CBA
Record
Étv

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1986 Tsu O Menino do Dedo Verde
  • 2013 Caixa de Surpresa

Referências

  1. Itapetinga Agora. Mara Maravilha: a itapetinguense que conquistou o Brasil Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  2. Gospel+. Biografia: Mara Maravilha Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  3. Passagem Secreta. Alguém lembra? Tv Pow - SBT Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  4. Trash 80s. Vídeo do dia: ‘Sonho Maluco’ com Mara Maravilha (Viva a Noite 1989) Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  5. InfanTV. Show Maravilha Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  6. Necessárias. As bonecas que nos assombraram na infância Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  7. Caras Uol. Perfil Mara Maravilha Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  8. Por Acaso. 28 capas de Playboy. Como eram e como ficaram Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  9. Click Grátis. Artistas Mara Maravilha Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  10. Ego. Por Onde anda Mara Maravilha Página visitada em 19 de fevereiro de 2013
  11. [[1]]
  12. [[2]]
  13. [[3]]
  14. [[4]]
  15. [[5]]
  16. [[6]]
  17. [[7]]
  18. [[8]]
  19. [[9]]
  20. [[10]]
  21. [[11]]
  22. [[12]]
  23. [[13]]
  24. [[14]]
  25. [[15]]
  26. [[16]]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Mara Maravilha