Messier 10

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de M10)
Ir para: navegação, pesquisa
Messier 10
Messier 10 visto pelo Telescópio Espacial Hubble.
Descoberto por Charles Messier
Data 1764
Dados observacionais (J2000)
Constelação Ophiuchus
Tipo VII
Asc. reta 16h 57m 08,99s[1]
Declinação -04° 05′ 57,6″[1]
Distância 14 300 anos-luz (4,4 kpc)
Magnit. apar. 6,4[1]
Dimensões 20',0
Características físicas
Massa 2,25 x 105 massas solares[2]
Raio 41,6 anos-luz
Outras denominações NGC 6254
Messier 10
Ophiuchus constellation map.png

Messier 10 (NGC 6254) é um aglomerado globular de estrelas na constelação de Ofiúco. Foi descoberto pelo francês Charles Messier em 29 de maio de 1764, que catalogou o sistema como o décimo objeto de sua lista. Messier descreveu o aglomerado como uma nebulosa sem estrelas, embora anos mais tarde, William Herschel, descobridor de Urano, tenha descoberto que o sistema era formado por milhares de estrelas distintas.

O aglomerado tem um diâmetro angular de cerca de 20 minutos de arco, cerca de dois terços do diâmetro angular da Lua na abóbada celeste, correspondendo a um diâmetro real de 80 anos-luz. Sua distância da Terra é de cerca de 14 300 anos-luz.

Descoberta e visualização[editar | editar código-fonte]

O aglomerado globular foi descoberto pelo astrônomo francês Charles Messier em 29 de maio de 1764 e descrita por ele como uma nebulosa sem estrelas. William Herschel foi o primeiro a resolver suas estrelas mais brilhantes cerca de 20 anos mais tarde.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

Messier 10, projeto 2MASS

Tem uma magnitude aparente 7 e um diâmetro aparente de cerca de 20 minutos de arco em fotografias de longa exposição, o que corresponde a um diâmetro real de 83 anos-luz, considerando a sua distância em relação à Terra de 14 300 anos-luz. Seu núcleo mais brilhante tem menos da metade do diâmetro total, cerca de 35 anos-luz. Pertence à classe VII em densidade estelar segundo a classificação de Harlow Shapley e Helen Sawyer Hogg, onde aglomerados de classe I são os mais densos e os de classe XII são os menos densos.[3]

Está se afastando radialmente da Terra a uma velocidade de 69 km/s e contém apenas três estrelas variáveis, segundo Robert Burnham, Jr., ou quatro, de acordo com Rinaldo Monella. O aglomerado completa uma órbita em torno do centro da Via-Láctea em cerca de 140 milhões de anos, cruzando o disco galáctico a cada 53 milhões de anos. Sua órbita tem uma excentricidade de 0,21.[3][2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «M 10 -- Globular Cluster». SIMBAD Astronomical Database. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 19 de março de 2010 
  2. a b Gnedin, Oleg Y.; Lee, Hyung Mok; Ostriker, Jeremiah P. (1999). «Effects of Tidal Shocks on the Evolution of Globular Clusters». Astrophysical Journal. 522 (2): 935–949. Bibcode:1999ApJ...522..935G. doi:10.1086/307659 
  3. a b c Hartmut Frommert e Christine Kronberg (21 de agosto de 2007). «Messier Object 10» (em inglês). SEDS. Consultado em 26 de maio de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Science.jpg    NGC 6252  •  NGC 6253  •  NGC 6254  •  NGC 6255  •  NGC 6256   
Ícone de esboço Este artigo sobre um aglomerado globular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.