Matsudaira Hirotada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Matsudaira Hirotada
Nascimento 9 de junho de 1526
Morte 3 de abril de 1549 (22 anos)
Cidadania Japão
Cônjuge Odai no kata
Filho(s) Tokugawa Ieyasu, Ichiba-hime
Ocupação daimiô
Título daimiô

Matsudaira Hirotada (松平広忠 9 de junho de 1526 — 3 de abril de 1549?) foi um senhor do Castelo de Okazaki na província de Mikawa, Japão, durante o Período Sengoku da história do Japão. É conhecido por ter sido o pai de Tokugawa Ieyasu, fundador do Shogunato Tokugawa.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Hirotada era filho de Matsudaira Kiyoyasu - o sétimo líder do clã Mikawa Matsudaira. Após o assassinato do seu pai em 1536, Hirotada estava sob a proteção de um fiel retentor, Abe Sadayoshi. Mais tarde, aliou-se ao clã Imagawa, e com a sua ajuda, confrontou o clã Oda. Em 1540, Oda Nobuhide atacou e tomou o Castelo Anjo de propriedade da família Matsudaira. Foi-lhe também reconhecida a ajuda prestada a Mizuno Tadamasa. O filho de Oda, Oda Nobuhiro, foi então intitulado daimyo do castelo.[1]

Em 1541, Hirotada casou-se com Dai-no-kata, a sua linda irmã e filha de Mizuno Tadamassa. O seu filho, mais tarde conhecido por Tokugawa Ieyasu, nasceu um ano depois do casamento. Entretanto, juntou-se a Imagawa Yoshimoto para confrontar Oda Nobuhide na Primeira Batalha de Azukizaka em 1542, tendo, contudo, sido derrotados. O seu tio, Matsudaira Nobutaka, revoltou-se em 1543 e juntou-se a Oda Nobuhide. Hirotada teve um sério desentendimento com o seu sogro, Mizuno Tadamasa em 1544 e divorciou-se Dai-no-kata. Em seguida, casou-se com a filha de Toda Yasumitsu. Juntos tiveram um filho, mais tarde conhecido por Iemoto, e mais três filhas.[1]

Em 1548, pressionado por Oda Nobuhide, Hirotada precisou da ajuda de Imagawa e foi forçado a enviar o seu filho, Ieyasu, como refém para o castelo Sunpu na província de Suruga. Entretanto, a criança foi interceptada a caminho por Oda, que a manteve por vários anos em Nagoya. Hirotada tentou então retomar o Castelo Anjo, porém se sucesso. Ele sobreviveu a uma tentativa de assassinato realizada por Iwamatsu Hachiya.[1]

Mais tarde, Imagawa e Matsudaira derrotaram Oda na Segunda Batalha de Azukizaka. Porém, Hirotada viria a adoecer no ano seguinte, resultando na sua morte. Este foi conferido postumamente ao posto de Dainagon por Ieyasu em 1612.[1]

Referências

  1. a b c d e «Matsudaira Hirotada» (em inglês). wiki.samurai-archives.com. Consultado em 4 de dezembro de 2013