Miss USA 2015

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Data 12 de Julho de 2015
Apresentadores Palco:
Todd Newton e Alex Wehley
Bastidores:
Julie Alexandria
Local Baton Rouge River Center, Baton Rouge, Luisiana
Candidatas 51
Semifinalistas 15
Vencedora Olivia Jordan

A 64ª edição do concurso Miss USA foi realizada no dia 12 de julho no Baton Rouge River Center, em Baton Rouge, Luisiana.[1] Candidatas dos 50 Estados americanos e do Distrito de Columbia disputaram o título. Nia Sanchez, de Nevada, coroou Olivia Jordan, de Oklahoma, como sua sucessora ao final do evento, que teve três horas de duração. A vencedora vai representar os Estados Unidos no Miss Universo 2015.

O concurso de 2015 foi significativamente afetado em função das declarações preconceituosas feitas pelo co-proprietário da Miss Universe Organization, Donald Trump, sobre os imigrantes mexicanos, o que levou a NBC, Univision Communications e Televisa a rescindirem seus contratos com a entidade e Trump em função das defecções dos previamente anunciados apresentadores, jurados e atrações musicais em protesto contra as declarações feitas durante o lançamento da pré-candidatura de Trump à Presidência dos Estados Unidos em 2016, pelo Partido Republicano, em 16 de junho de 2015.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Resultados do Miss USA 2015 mostrando a classificação por Estado
Resultados Finais Candidata
Miss USA 2015 *Oklahoma Oklahoma - Olivia Jordan
2º lugar *Texas Texas - Ylianna Guerra
3º lugar *Rhode Island Rhode Island - Anea Garcia
4º lugar *Nevada Nevada - Brittany McGowan
5º lugar *Maryland Maryland - Mamé Adjei
Top 11
Top 15

§ Salva pelo voto popular para competir no Top 11

Premiações Especiais[editar | editar código-fonte]

Premiação Candidata
Miss Simpatia

Empate:

Miss Fotogenia

Definição da cidade-sede[editar | editar código-fonte]

O anúncio que o Miss USA seria realizado novamente em Baton Rouge foi realizada em 14 de abril[2] pela Miss Universe Organization e pela rede NBC, em comunicado conjunto.[3] O hotel L'Auberge Casino foi também mantido para hospedagem oficial das candidatas.

Uma semana antes, o Conselho Metropolitano de Baton Rouge aprovara a utilização de recursos do município para pagar custos relativos à organização do concurso na cidade. O pacote de incentivos governamentais chega a US$ 545 mil e inclui US$ 230 mil do Conselho Metropolitano, US$ 200 mil da empresa municipal de turismo, a Visit Baton Rouge, US$ 50 mil do Fundo de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, US$ 50 mil do Conselho Estadual de Turismo e US$ 15 mil do Conselho de Vida Marinha da Luisiana.[4] Com isso, a produção do concurso se tornou apta a entrar no programa estadual de renúncia fiscal para incentivo do audiovisual, o qual a MUO aplicara para a edição 2015 do Miss USA.

No ano anterior, o concurso gerou vendas de US$ 2,6 milhões para a rede hoteleira de Baton Rouge.[5] As reformas do River Center custaram US$ 1,145 milhão aos cofres do município. De acordo com documentos oficiais divulgados pelo site NOLA.com, a publicidade televisiva da cidade de Baton Rouge durante o certame foi estimada em US$ 20 mil.[6]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Polêmica de Donald Trump com os imigrantes mexicanos[editar | editar código-fonte]

Em 25 de junho.o presidente da Univision, Randy Falco, anunciou que a companhia responsável pela transmissão em língua espanhola (que estava pronta para transmitir o evento no canal pago UniMás) não iria mais transmitir o evento e estava cortando os laços com a Miss Universe Organization, depois que Donald Trump atacou os imigrantes mexicanos no lançamento de sua pré-candidatura para a Presidência dos Estados Unidos em 2016. À ocasião, Trump alegou que os mexicanos que imigraram para o país "eram responsáveis por importar drogas e trazer criminosos e estupradores para os Estados Unidos, e pediu que construíssem um muro na fronteira entre os dois países.[7][8][9] O ator chileno Cristián de la Fuente e a atriz porto riquenha Roselyn Sánchez,que iriam ancorar a transmissão em língua espanhola anunciaram que estavam se retirando do evento,alegando que estavam ofendidos.Juntamente com os apresentadores, o cantor colombiano de reggaeton J Balvin,que iria fazer a sua primeira apresentação na televisão fora da Colômbia,também desistiu de se apresentar,alegando os mesmos motivos.[10][11][12]Logo após esse anuncio a Miss Universo 2006 Zuleyka Rivera também porto-riquenha também anunciou que estaria se retirando do concurso. Ela seria uma das juradas.[13]

Em uma declaração, Falco citou que considerou as visões de seu público, que é predominantemente hispânico assim como a grande maioria dos funcionários da empresa, em que a "Univision vê em primeira mão a ética do trabalho , o amor pela família, valores religiosos fortes e o papel que os imigrantes mexicanos e seus descendentes tiveram e continuarão a ter na construção do futuro do nosso país." Após o anúncio da decisão da empresa, um advogado de Trump afirmou que ele está considerando tomar medidas legais contra a Univision Communications (razão social da emissora) para a sua recusa em transmitir o Miss USA, alegando que a emissora estava quebrando o contrato de um acordo de cinco anos entre a emissora e a organização, assinado cinco meses antes.[14] Trump acusou o Governo do México, entre outras partes, de "colocar uma tremenda pressão na Univision de quebrar seu contrato efetivo com a Organização Miss Universo", alegando "que estavam expondo de uma forma vexatória para o público e para o mundo, os terríveis e caros acordos comerciais em que os Estados Unidos fizeram com o México".[15]

A Univision observou que, apesar da decisão por sua divisão de entretenimento para encerrar seu relacionamento comercial com a Organização Miss Universo, a sua divisão de notícias iria continuar normalmente a cobertura da campanha presidencial de 2016, "para garantir que nosso público continue a ter acesso a todos os pontos de vista". Embora não esteja claro se a organização vai encontrar uma emissora de língua espanhola para a transmissão, o concurso vai acontecer normalmente no dia 12 de julho.[16] No dia 26 de junho, Trump notificou Falco que os empregados da Univision perderam seus títulos e estão proibidos de entrar no campo de golfe do Trump National Doral Miami que está localizado nos fundos da sede corporativa da Univision, em Doral, Flórida. No mesmo dia, em sua conta no Instagram, Trump divulgou correspondências pessoais do apresentador Jorge Ramos – contendo seu número pessoal de telefone,que Trump fez questão de divulgar – no momento, Ramos estava tentando marcar uma entrevista com ele.[17]

Em 29 de junho, o grupo de mídia NBCUniversal, que detém os 50% do controle da Miss Universe Organization que não estão nas mãos de Donald Trump, confirmou que estava encerrando seus laços empresariais com Trump – informando em uma declaração que "respeito e dignidade para todas as pessoas são pedras fundamentais de nosso valores" – e não exibiria mais os concursos de Miss USA e Miss Universo (O Miss Teen USA não tem sido exibido em televisão tradicional desde 2007, e não estava incluso no novo contrato da NBC com a Miss Universe Organization por razões desconhecidas; Trump também foi afastado do posto de apresentador do The Celebrity Apprentice, o qual a NBC vai continuar exibindo por ser licenciado junto à United Artists Media Group para possibilitar a transmissão do reality de competição).[18][19][20] O grupo mexicano de mídia Televisa também anunciou o rompimento das ligações com Trump e encerrou seu contrato de TV com a Miss Universe Organization.[21] Numa entrevista publicada no dia 29 de junho pelo jornal Kansas City Star, a Miss Kansas USA 2015 Alexis Railsback – que é descendente de Mexicanos-Americanos – disse que foi "uma infelicidade envolverem o concurso de Miss USA no meio da brutalidade do discurso de Donald Trump". Notando que a Miss Universe Organization é uma entidade independente, ela disse que Trump "não organiza o concurso, [e] não manda no seu processo" e disse acreditar que a controvérsia surgida das declarações não é "relacionada verdadeiramente com o concurso em nenhum grau, apesar de o fato ser de ele ser o co-proprietário".[22] Após a decisão, algumas candidatas e fãs criraram uma petição na Change.org e usaram a hashtag #SavetheSash nas redes sociais e um vídeo foi postado no Facebook oficial do concurso, pedindo que a NBC reconsiderasse a decisão de não exibir o Miss USA.[23][24]

No dia 30 de junho, o jornalista Thomas Roberts (que trabalha como âncora do canal pago MSNBC) e Cheryl Burke renunciaram ao posto de apresentadores do concurso, com Burke citando sua oposição aos comentários de Trump e a decisão da rede de parar a transmissão do evento.[25][26] Após relatos indicarem que as geradoras do Miss Teen USA Ustream e Xbox Live, assim como o Netflix terem demonstrado interesse em obter os direitos de streaming do evento,[19] a Miss Universe Organization confirmou no dia 30 de junho que o concurso poderia ser visto no site oficial do Miss USA (uma sub página do site da MUO).[27][28]

Após indicar anteriormente para processar a Univision e a NBCUniversal,[29] Trump e a Miss Universe Organization entraram com uma ação contra a Univision Communications por difamação e quebra de contrato na Corte Suprema de Nova York no dia 30 de junho, prevendo prejuízos superiores a US$500 milhões. A Univision respondeu à ação em uma declaração, chamando o processo de "tanto factualmente falso e legalmente ridículo," e que "não vai defender rigorosamente o caso, mas vai continuar trabalhando contra os esforços do Sr. Trump após os comentários preconceituosos que ele fez em 16 de junho sobre os imigrantes mexicanos."[30][31] Em 30 de junho, um representante da cantora Natalie La Rose informou que ela desistiu de cantar no concurso;[32] La Rose foi juntada no dia 1º de julho pelos jurados Emmitt Smith e Jonathan Scott, o cantor country Craig Wayne Boyd e o rapper Flo Rida em se retirarem do concurso. Jeannie Mai, que fora originalmente anunciada como co-apresentadora, disse que "não concorda com as declarações do Sr. Trump[...] Não abandonarei essas mulheres que precisam de nosso apoio mais que nunca", citando a missão da Miss Universe Organization de "unir as mulheres de todo o mundo e celebrar diferentes culturas", mas anunciou no dia 6 de julho que deixaria a função.[33][34][35][36]

No dia 2 de julho, a Miss Universe Organization assinou um acordo com o canal pago independente Reelz para a transmissão do Miss USA 2015. Numa declaraão, Stanley Hubbard, CEO da empresa proprietária do Reelz Hubbard Broadcasting, disse: "Como uma das poucas emissoras independentes, nós decidimos exercer nossa voz e nos comprometer a levar este concurso aos telespectadores americanos de todas as partes."[37][38] Após o anúncio da nova emissora do concurso de 2015, uma transmissão ao vivo do concurso também esteve disponível no site do Miss USA (a qual também pôde ser vista em smartphones, tablets e em consoles de vídeo game com seus respectivos aplicativos do YouTube) para aqueles que não tem o Reelz em seus pacotes ou nas empresas de TV por assinatura (caso da Cox Communications) que não possuem contratos de distribuição do Reelz em certas praças.[39] A afiliada da This TV em Baton Rouge WBTR-TV transmitiu o concurso usando o sinal do Reelz.[40]

Consequências na audiência televisiva[editar | editar código-fonte]

A troca súbita e emergencial de afiliação do Miss USA 2015 (da NBC/UniMás para a Reelz) foi danosa para seus índices de audiência, divulgados pela Nielsen Ratings. Em suas três horas de duração (20 às 23h, horário da costa leste americana), o certame registrou 925 mil telespectadores[41] e média de 0,2 ponto entre os telespectadores na faixa de 18 a 49 anos.[42] No ano anterior, ainda na NBC, o concurso registrara média de 1,4 na faixa decisória para agências e anunciantes[43] e 5,548 milhões de telespectadores.[44]

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Estado Candidata Idade Altura (pés/cm) Cidade Classificação Premiações Especiais Notas
Alabama Alabama Madison Guthrie 19 5'9/1,75 Hoover Top 11
Alaska Alasca Kimberly Agron 20 5'4/1,62 Anchorage Miss Simpatia (empate) Anteriormente Miss Alaska Teen USA 2013
Arizona Arizona Maureen Montagne 21 5'7/1,70 Chandler Top 15 Competiu anteriormente no Mutya ng Pilipinas 2013, representando a comunidade filipina no Arizona, onde ficou em segundo lugar
Arkansas Arcansas Leah Blefko 20 5'10/1,78 Fayetteville
Califórnia Califórnia Natasha Martinez[45] 23 5'5/1,65 Chino Hills
Colorado Colorado Talyah Polee 26 5'8/1,73 Denver
Connecticut Connecticut Ashley Golebiewski 20 5'9/1,75 Hartford
Delaware Delaware Renee Bull 21 5'9/1,75 Middletown Top 11 Miss Simpatia (empate)
Distrito de Colúmbia Distrito de Columbia Lizzy Olsen 26 5'9/1,75 Washington, D.C.
Flórida Flórida Ashleigh Lollie[46] 23 5'6/1,68 Grand Ridge
Geórgia (Estados Unidos) Georgia Brooke Fletcher 22 5'4/1,62 Peachtree City Anteriormente Miss Georgia Teen USA 2009
Havaí Havaí Emma Wo 25 5'8/1,73 Honolulu Top 11 Anteriormente Miss Hawaii Teen USA 2008
Idaho Idaho Claira Hollingsworth[47] 22 5'6/1,68 Preston Anteriormente Miss Idaho Teen USA 2011
Illinois Illinois Renee Wronecki[48] 22 5'10/1,78 Burbank Top 15
Indiana Indiana Gretchen Reece 23 5'8/1,73 North Vernon Miss Fotogenia
Iowa Iowa Taylor Even 21 5'8/1,73 Jesup
Kansas Cansas Alexis Railsback 19 5'5/1,65 Shawnee
Kentucky Kentucky Katie George[49] 21 5'10/1,78 Louisville Top 11 Vencedora no voto popular
Louisiana Luisiana Candice Bennatt 24 5'5/1,65 Nova Orleans Top 11 Anteriormente Miss New Mexico 2012
Maine Maine Heather Elwell 26 5'10/1,78 Portland
Maryland Maryland Mamé Adjei 23 5'9/1,75 Silver Spring 5ª colocada
Massachusetts Massachusetts Polikseni Manxhari 24 5'6/1,68 Holden
Michigan Michigan Rashontae Wawrzyniak[50] 23 5'7"/1,70 Sterling Heights Top 11
Minnesota Minnesota Jessica Scheu 23 5'8/1,73 Minneapolis
Mississippi Mississippi Courtney Byrd 20 5'7/1,70 Jackson
Missouri Missouri Rebecca Dunn 24 5'8/1,73 Columbia
Montana Montana Tahnee Peppenger[51] 26 5'8/1,73 Great Falls
Nebraska Nebrasca Hoang-Kim Cung 23 5'4/1,62 Grand Island
Nevada Nevada Brittany McGowan 25 5'8/1,73 Las Vegas 4ª colocada
New Hampshire Nova Hampshire Samantha Poirier 23 5'7/1,70 Dover
Nova Jérsei Nova Jérsei Vanessa Oriolo[52] 21 5'7/1,70 Colts Neck
Novo México Novo México Alexis Duprey[53] 23 5'9/1,75 Las Cruces Anteriormente Miss New Mexico Teen USA 2009 e Miss New Mexico 2013
Nova Iorque (estado) Nova York Thatiana Diaz[54] 22 5'8/1,73 Queens Top 15 Anteriormente Miss New York Teen USA 2010
Carolina do Norte Carolina do Norte Julia Dalton 23 5'5/1,65 Wilmington Anteriormente Miss North Carolina Teen USA 2008. Irmã da Miss USA 2009 Kristen Dalton
Dakota do Norte Dacota do Norte Molly Ketterling 20 5'9/1,75 Bismarck
Ohio Ohio Sarah Newkirk 25 5'9/1,75 Cleveland
Oklahoma Oklahoma Olivia Jordan 26 5'11/1,80 Tulsa Miss USA 2015 Representou os Estados Unidos no Miss Mundo 2013
Oregon Oregon Bridget Wilmes 22 5'10/1,78 Portland
Pensilvânia Pensilvânia Elizabeth Cardillo 24 5'8/1,73 Allison Park
Rhode Island Rhode Island Anea Garcia[55] 19 5'11/1,80 Lincoln 3ª colocada
Carolina do Sul Carolina do Sul Sarah Weishuhn 23 5'9/1,75 Goose Creek
Dakota do Sul Dacota do Sul Lexy Schenk[56] 21 5'6/1,68 Irene Anteriormente Miss South Dakota Teen USA 2011
Tennessee Tennessee Kiara Young[57] 23 5'9/1,75 Nashville
Texas Texas Ylianna Guerra[58] 21 5'8/1,73 Houston 2ª colocada
Utah Utah Nicol Powell 20 5'10/1,78 Salt Lake City Irmã da Miss Utah USA 2013 Marissa Powell
Vermont Vermont Jackie Croft 23 5'8/1,73 Burlington Candidata no National Sweethart 2012
Virginia Virgínia Laura Puleo 25 5'8/1,73 Lexington Top 15 Irmã da Miss North Carolina USA 2004 Ashley Puleo
Washington Washington McKenzie Novell 23 5'7/1,70 Spokane
Virgínia Ocidental Virgínia Ocidental Andrea Mucino 23 5'9/1,75 Morgantown
Wisconsin Wisconsin Haley Laundrie[59] 21 5'8/1,73 Lake Mills
Wyoming Wyoming Caroline Scott[60] 22 5'7/1,70 Cheyenne Anteriormente Miss Wyoming Teen USA 2010

Jurados[editar | editar código-fonte]

Preliminares:

  • Alison Taub
  • B. J. Coleman
  • Dayron Arias
  • Daurius Baptist
  • Fred Nelson
  • Jennifer Palpallatoc
  • Lori Lung
  • Maureen Storto

Final televisionada:[61]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Baton Rouge é confirmada como sede do concurso Miss USA 2015». TV em Análise Críticas. 14 de abril de 2015 
  2. Brasted, Chelsea (14 de abril de 2015). «É oficial: Concurso Miss USA permanece em Baton Rouge para coroação em 12 de juilho». NOLA.com (em inglês)
  3. «O concurso Miss USA 2015 retorna para Baton Rouge ao vivo no domingo, 12 de julho, na NBC». NBCUniversal Media Village. 14 de abril de 2015. Consultado em 15 de abril de 2015. (em inglês)
  4. Brasted, Chelsea (8 de abril de 2015). «Miss USA a um passo de retornar para Baton Rouge, com a aprovação do Conselho Metropolitano». NOLA.com. Consultado em 15 de abril de 2015. (em inglês)
  5. D. Young, Rosita (23 de junho de 2014). «Concurso Miss USA traz US$ 2,6 milhões a hotéis da região de Baton Rouge». NOLA.com. Consultado em 16 de maio de 2015. (em inglês)
  6. Brasted, Chelsea (8 de abril de 2015). «Miss USA a um passo de retornar para Baton Rouge, com a aprovação do Conselho Metropolitano». NOLA.com. Consultado em 15 de abril de 2015. (em inglês)
  7. Brian Stelter (25 de junho de 2015). «Univision rompe com Trump e cancela o Miss USA após seus comentários sobre os mexicanos». CNN Money. Time Warner (em inglês)
  8. Frazier Moore (25 de junho de 2015). «Univision cancela concurso Miss USA após comentários de Trump». ABC News. The Walt Disney Company. Associated Press (em inglês)
  9. Lisa Gutierrez (25 de junho de 2015). «Univision corta relações com Miss Universo após insultos de Donald Trump a imigrantes mexicanos». Kansas City Star. The McClatchy Company. Associated Press (em inglês)
  10. Armando Tinoco (25 de junho de 2015). «Apresentadores do Miss USA 2015, Roselyn Sanchez e Cristián De La Fuente, atacam Donald Trump e cancelam aparição [VIDEO]». Latin Times. IBT Media (em inglês)
  11. Rebecca Macatee (25 de junho de 2015). «Ataque de Donald Trump a Imigrantes Mexicanos: J Balvin Cancela Apresentação no Miss USA, Univision Corta Relações». E!E! Online. NBCUniversal (em inglês)
  12. Leila Cobo (24 de junho de 2015). «J Balvin Cancela Apresentação no Miss USA Após Comentários de Donald Trump sobre Latinos: Exclusivo». Billboard. Prometheus Global Media (em inglês)
  13. Armando Tinoco (25 de junho de 2015). «Zuleyka Rivera cancela sua participação como jurada no Miss USA». El Nuevo Dia (em castelhano)
  14. «Univision Inicia Parceria de Longa Duração com a Miss Universe Organization». Miss Universe Organization. 05-02- 2015. Consultado em 25 de junho de 2015.  Verifique data em: |data= (ajuda)(em inglês)
  15. Eric Dodds (25 de junho de 2015). «Univision Cancela Concurso Miss USA Após Comentários de Trump sobre o México». Time. Time Inc. (em inglês)
  16. Meg James (25 de junho de 2015). «Trump e concurso Miss USA sob ataque Mexicano». Los Angeles Times. Tribune Publishing (em inglês)
  17. Amanda Batchelor (26 de junho de 2015). «Trump bane funcionários da Univision do Trump National Doral». WPLG. BH Media. Consultado em 27 de junho de 2015. (em inglês)
  18. Amanda Kondolojy (29 de junho de 2015). «NBC rompe ligações com Donald Trump». Zap2It. TV by the Numbers. Consultado em 29 de junho de 2015. (em inglês)
  19. a b James Hibberd (29 de junho de 2015). «Donald Trump chama NBC de 'fraca e tola'». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 29 de junho de 2015. (em inglês)
  20. David Zurawik (29 de junho de 2015). «Qual a limpeza da NBC ao romper seus laços com Trump?». Baltimore Sun. Tribune Publishing. Consultado em 30 de junho de 2015. (em inglês)
  21. John Hecht (29 de junho de 2015). «Mexicana Televisa corta Miss Universo e corta relações com Trump». The Hollywood Reporter. Prometheus Global Media. Consultado em 30 de junho de 2015. (em inglês)
  22. Lisa Gutierrez (29 de junho de 2015). «Miss Kansas: 'Infelicidade' magoa concurso Miss USA por discurso de Donald Trump». Kansas City Star. The McClatchy Company. Consultado em 30 de junho de 2015. (em inglês)
  23. Rebekah Allen; Andrea Gallo (1 de julho de 2015). «Miss USA enfrenta defecções e pode perder incentivos da Luisiana após comentários de Trump; site oficial do concurso fará livestreaming». The Advocate. Capital City Press LLC (em inglês)
  24. Chelsea Brasted (30 de junho de 2015). «Apesar do efeito dominó no Miss USA 2015, concurso promete continuar». The Times-Picayune. Consultado em 1 de julho de 2015. (em inglês)
  25. Whitney Friedlander (30 de junho de 2015). «Miss USA perde co-apresentadores Cheryl Burke e Thomas Roberts». Variety. Penske Media Corporation (em inglês)
  26. Tom Kludt; Brian Stelter (30 de junho de 2015). «Co-apresentadores se afastam do concurso Miss USA após comentários de Trump». CNN Money. Time Warner (em inglês)
  27. Kate Stanhope (30 de junho de 2015). «Miss USA será exibido online após NBC cortar transmissão». The Hollywood Reporter. Prometheus Global Media (em inglês)
  28. Lisa de Moraes (30 de junho de 2015). «Miss USA terá streaming após saída da NBC e co-apresentadores do concurso». Deadline.com. Penske Media Corporation (em inglês)
  29. Dylan Byers (29 de junho de 2015). «Trump: 'violação' de contrato da NBC será 'decidida na Justiça'». Politico. Capitol News Company. Consultado em 30 de junho de 2015. (em inglês)
  30. Dominic Patten (30 de junho de 2015). «Donald Trump processa Univision em US$500 milhões por Miss USA, emissora chama ação de "ridícula" – Atualizado». Deadline.com. Penske Media Corporation (em inglês)
  31. Jessika Walsten (30 de junho de 2015). «Trump e Miss Universe Organization processam Univision em US$500 milhões». Broadcasting & Cable. NewBay Media (em inglês)
  32. «Natalie La Rose cancela apresentação no Miss USA». Billboard. Prometheus Global Media. 30 de junho de 2015. Consultado em 1 de julho de 2015. (em inglês)
  33. Mae Anderson (1 de julho de 2015). «Macy's rompe com Trump, Flo Rida sai do concurso Miss USA». The Denver Post. Digital First Media. Associated Press (em inglês)
  34. Michele Corriston (1 de julho de 2015). «Por quê Jeannie Mai não sai do posto de apresentadora do Miss USA apesar da controvérsia de Donald Trump: 'Não abandonarei essas mulheres'». People. Time Inc. (em inglês)
  35. Andrea Gallo (1 de julho de 2015). «Mais dois cantores saem do concurso Miss USA devido a comentários de Trump sobre imigrantes mexicanos». The Advocate. Capital City Press LLC (em inglês)
  36. Raphael Chestang (6 de julho de 2015). «Jeannie Mai deixa posto de co-apresentadora do Miss USA após dizer que não». Entertainment Tonight (em inglês)
  37. Christopher Rosen (2 de julho de 2015). «Miss USA vai para a Reelz após ser cortado da NBC». Entertainment Weekly. Time Inc. (em inglês)
  38. Todd Spangler (2 de julho de 2015). «Concurso Miss USA de Donald Trump comprado pela Reelz». Variety. Penske Media Corporation (em inglês)
  39. Chelsea Brasted (7 de julho de 2015). «Cox não tem planos de exibir concurso Miss USA, diz ReelzChannel». The Times-Picayune. Consultado em 7 de julho de 2015. (em inglês)
  40. Trey Schmaltz (8 de julho de 2015). «Dono da WBRZ faz acordo com Reelz para exibir Miss USA em BR». WBRZ-TV. Consultado em 9 de julho de 2015. (em inglês)
  41. Mandell, Andrea (14 de julho de 2015). «Miss USA de Trump bomba na audiência» (em inglês). USA Today 
  42. «Exibido em canal pago, Miss USA registra derrocada de público em relação a 2014». TV em Análise Críticas. 14 de julho de 2015 
  43. «A audiência americana do jogo 2 das finais da NBA, entre San Antonio Spurs e Miami Heat, no domingo, 8 de junho de 2014». TV em Análise Críticas. 10 de junho de 2014 
  44. Bibel, Sara (14 de julho de 2015). «Concurso Miss USA 2015 fica abaixo de 1 milhão de telespectadores». TVbytheNumbers (em inglês)
  45. «Vencedoras do Miss California USA 2015 são coroadas». FOX 5 San Diego. 11 de janeiro de 2015. Consultado em 11 de janeiro de 2015. (em inglês)
  46. «Miss Emerald Coast Ashleigh Lollie vence Miss Florida USA». Orlando Sentinel. 12 de julho de 2014. Consultado em 13 de julho de 2014. (em inglês)
  47. «Claira Hollingsworth Coroada Miss Idaho USA 2015». Beauty Pageant News. 27 de setembro de 2014. Consultado em 29 de setembro de 2014. (em inglês)
  48. «Renee Wronecki é Miss Illinois USA». MISSUNIVERSUSA. 2 de setembro de 2014. Consultado em 2 de setembro de 2014.. Arquivado do original em 6 de outubro de 2014 (em inglês)
  49. «Katie George de Louisville coroada Miss Kentucky 2015». Courier Jornal. 11 de janeiro de 2015. Consultado em 11 de janeiro de 2015. (em inglês)
  50. «Miss Michigan USA coroada». Detroit Free Press. 27 de setembro de 2014. Consultado em 29 de setembro de 2014. (em inglês)
  51. «Miss Great Falls USA vence título de Miss Montana USA». KRTV.com. 7 de setembro de 2014. Consultado em 9 de setembro de 2014.. Arquivado do original em 9 de setembro de 2014 (em inglês)
  52. «Vanessa Oriolo é Miss New Jersey USA 2015 - Miss Universo». missuniversusa.com. 20 de outubro de 2014. Consultado em 20 de outubro de 2014.. Arquivado do original em 21 de outubro de 2014 (em inglês)
  53. «Alexis Duprey Coroada Miss New Mexico USA 2015». The Global Beauty Pageant. 5 de janeiro de 2015. Consultado em 5 de janeiro de 2015.. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2015 (em inglês)
  54. «Miss New York USA 2015 - Thatiana Diaz, a Beleza Dominicana». www.angelopepdia.com. Angelopedia. 22 de fevereiro de 2015 (em inglês)
  55. «Recém-Coroada Miss Rhode Island USA». Miss Universe Organization. 15 de setembro de 2014. Consultado em 17 de setembro de 2014. (em inglês)
  56. «Schenk de Irene e Hanson de Vermillion wencem coroas de concurso da DS». 5 de outubro de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2014. (em inglês)
  57. «Kiara Young vence título de Miss Tennessee-USA». TheLeaf-Chronicle. 5 de outubro de 2014. Consultado em 5 de outubro de 2014. (em inglês)
  58. «Ylianna Guerra Coroada Miss Texas USA 2015 para o Miss USA 2015». Beauty Pageant News. 31 de agosto de 2014. Consultado em 2 de setembro de 2014. (em inglês)
  59. «Laundrie de Lake Mills vence título de Miss Wisconsin-USA». Daily Union. 8 de setembro de 2014. Consultado em 9 de setembro de 2014. (em inglês)
  60. «Miss Wyoming USA e Miss Teen Wyoming USA 2015 Coroadas». K2 Radio. 22 de setembro de 2014. Consultado em 23 de setembro de 2014. (em inglês)
  61. http://www.nola.com/entertainment/baton-rouge/index.ssf/2015/07/miss_usa_judges_2015_miss_univ.html