Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
MACNA, alçado nascente fotografado a partir do norte.

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA) é um museu de arte contemporânea situado na cidade de Chaves, em Portugal. Foi inaugurado em Julho de 2016, encontrando-se instalado num edifício projectado pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira.[1][2]

MACNA, outro pormenor do alçado nascente fotografado a partir do norte.

O MACNA, um museu municipal administrado pela Câmara Municipal de Chaves, exibe em permanência obras do pintor Nadir Afonso e apresenta ainda outras obras de arte contemporânea em regime de exposições temporárias.

Entre outros espaços, cujo acesso poderá ser restrito, o edifício é constituído por um foyer, uma biblioteca, um auditório para cerca de cem pessoas, um bar e quatro salas de exposição.[3]

Imagem Institucional[editar | editar código-fonte]

2016 - O arquitecto Álvaro Siza Vieira concebe o logótipo do museu; a designer Joana Coelho concebe um cartaz alusivo ao museu.

2017 - O escultor e designer João Machado concebe dois cartazes alusivos ao museu.

2018 - O arquitecto e designer André Chiote concebe um cartaz alusivo ao museu. [4]

Acervo[editar | editar código-fonte]

O acervo nuclear do MACNA é constituído pelas quinze obras sobre tela que Nadir Afonso doou ao Município de Chaves, em 1982, e então ficaram depositadas no Museu da Região Flaviense.

Já no século XXI foram celebrados dois protocolos, um em 2002, entre a Câmara Municipal de Chaves (CMC) e Nadir Afonso, outro em 2015, entre a CMC e a Fundação Nadir Afonso, visando instituir o MACNA e constituir um outro fundo de obras de Nadir Afonso a depositar no museu. [5]

Em Setembro de 2017 foi anunciada a doação ao MACNA de mais de vinte óleos sobre tela, e doze cadernos de esboços, da pintora Ema Berta.[6]

Em Dezembro de 2018 foi anunciada a doação de obras de Cristina Valadas e João Ribeiro ao MACNA.

Em Abril de 2019 a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, anunciou que uma parte do acervo do Museu Nacional de Arte Contemporânea (MNAC) transitaria para o MACNA, funcionando como "um pólo do Museu do Chiado". [7]

Actualmente, o acervo do MACNA integra, por aquisição, doação ou depósito, obras nas áreas do cartaz (André Chiote, Joana Coelho, João Machado), da escultura (Carlos Barreira, Carlos Pinheiro, João Cutileiro, João Machado), da fotografia (Jorge Campos Macedo) bem como na área da pintura e do desenho (Ângelo de Sousa, Cristina Valadas, Ema Berta, João Ribeiro, José Rodrigues, Jorge Pinheiro, Júlio Pomar, Nadir Afonso, Paulo Quintas e Vieira da Silva).

Exposições[editar | editar código-fonte]

2016 - Nadir Afonso: Chaves para uma Obra, Julho de 2016 a Junho de 2017.

2017 - Corpo, Abstração e Linguagem na Arte Portuguesa: Obras em depósito da Secretaria de Estado da Cultura na Coleção de Serralves, Abril a Outubro de 2017.[8]

2017 - Nadir Afonso: Arquitectura sobre Tela, Junho de 2017 a Agosto de 2019. [9]

2017 - João Machado: Arte da Cor, Outubro de 2017 a Abril de 2018.[10][11]

2018 - Mesa dos Sonhos: Duas Colecções de Arte Contemporânea (Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e Museu de Serralves), Abril a Outubro de 2018.[12]

2018 - Ema Berta: A Luminosa Exaltação das Sombras, Outubro de 2018 a Abril de 2019. [13]

2018 - Três Gerações da Escultura e Pintura Portuguesas: Carlos Barreira, Cristina Valadas[14], João Ribeiro,[15] Outubro de 2018 a Abril de 2019. [16]

2019 - Helena Almeida: Habitar a Obra, Maio a Outubro de 2019. [17] [18] [19]

Artistas em exposições individuais[editar | editar código-fonte]

Um dos seis painéis azulejares concebidos por Nadir Afonso para a estação dos Restauradores do Metropolitano de Lisboa.

2016 - Nadir Afonso.

2017 - Nadir Afonso; João Machado.

2018 - Nadir Afonso; João Machado; Ema Berta.[20]

2019 - Nadir Afonso; Ema Berta; Helena Almeida.

Artistas em exposições colectivas[editar | editar código-fonte]

2017 - Corpo, Abstração e Linguagem na Arte Portuguesa: Alberto Carneiro, Álvaro Lapa, Ângelo de Sousa, António Campos Rosado, António Dacosta, António Palolo, António Sena, Eduardo Batarda, Fernando Lanhas, Graça Morais, João Vieira, Joaquim Rodrigo, Jorge Martins, José de Carvalho, José de Guimarães, José Loureiro, José Pedro Croft, Julião Sarmento, Júlio Pomar, Lourdes Castro, Manuel Baptista, Manuel Rosa, Nikias Skapinakis, Paula Rego, Pedro Cabrita Reis, Pedro Calapez, René Bertholo.

2018 - Mesa dos Sonhos - Duas Colecções de Arte Contemporânea: Alberto Carneiro, Alicia Framis, Ana Jotta, Blinky Palermo, Dimitrije Basicevic Mangelos, Gabriel Orozco, Gabriela Albergaria, Giovanni Anselmo, Helena Almeida, James Lee Byars, Joaquim Bravo, Joel Fisher, José Pedro Croft, Julião Sarmento, Leonor Antunes, Luísa Correia Pereira, Marcelo Cidade, Pedro Cabrita Reis, Pedro Portugal, Silvia Bächli.[21]

2018 - Três Gerações da Escultura e Pintura Portuguesas: Carlos Barreira, Cristina Valadas, João Ribeiro.

Obras editadas pelo MACNA[editar | editar código-fonte]

2016 - Bernardo Pinto de Almeida (coord.), Nadir Afonso: Chaves para uma Obra. Chaves: Câmara Municipal de Chaves / Fundação Nadir Afonso. [1]

2017 - António Choupina (coord.), Nadir Afonso: Arquitectura sobre Tela. Chaves: Câmara Municipal de Chaves / Fundação Nadir Afonso.

2017 - António Augusto Joel, João Machado (coord.), João Machado: Arte da Cor. Chaves: Câmara Municipal de Chaves. [2]

2018 - António Augusto Joel (coord.), Três Gerações da Pintura e Escultura Portuguesas: Carlos Barreira, Cristina Valadas, João Ribeiro. Chaves: Câmara Municipal de Chaves.

2018 - António Augusto Joel, Ema Berta (coord.), Ema Berta: A Luminosa Exaltação das Sombras. Chaves: Câmara Municipal de Chaves.

Protocolos de cooperação[editar | editar código-fonte]

Em 2017, no âmbito da exposição João Machado: Arte da Cor, foi estabelecido com a Nascente Cooperativa de Acção Cultural, C.R.L., de Espinho, um protocolo de cooperação visando a exibição, durante o triénio 2018-2020, de vários conjuntos de filmes do Cinanima, Festival Internacional do Cinema de Animação.

O primeiro ciclo desta série decorreu no MACNA durante os meses de Fevereiro e Março de 2018,[22] tendo decorrido o segundo durante os meses de Maio e Junho de 2019.

A 29 de Junho de 2019, a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, deslocou-se a Chaves para estar presente na assinatura do protocolo, entre o MACNA e o Museu Nacional de Arte Contemporânea / Museu do Chiado, que prevê a cedência de algumas obras do MNAC/MC para serem exibidas em permanência no MACNA. [23] [24] [25] [26]

A 15 de Julho de 2019, o Novo Banco Cultura e a Câmara Municipal de Chaves assinaram um protocolo que prevê a exibição permanente, a partir desta data, de cinco obras do património NB Cultura no MACNA. Este protocolo contempla a exibição de obras de Ângelo de Sousa, Jorge Pinheiro, Júlio Pomar, Paulo Quintas e Vieira da Silva.

Galardões e Distinções[editar | editar código-fonte]

2017 - O edifício do MACNA foi seleccionado como um dos 40 finalistas internacionais candidatos ao prémio de arquitectura Mies van der Rohe.[27]

2018 - O MACNA foi galardoado com os prémios Melhor Empreendimento do Ano e Melhor Equipamento Colectivo, atribuídos pela revista Magazine Imobiliário na sua gala realizada em 3 de Abril.[28][29]

2018 - O MACNA integra os equipamentos culturais seleccionados, entre 182 candidaturas, como 49 pré-finalistas do prémio Sete Maravilhas de Portugal à Mesa.[30]

2018 - O MACNA integra os equipamentos culturais seleccionados, entre 182 candidaturas e 49 pré-finalistas, como um dos 14 finalistas do prémio Sete Maravilhas de Portugal à Mesa. [3]

2018 - O cartaz concebido para a exposição João Machado: Arte da Cor foi galardoado internacionalmente com Medalha de Ouro no 2019 Poster Annual - GRAPHIS.[31]

Destaques na Comunicação Social[editar | editar código-fonte]

2016 - Em Junho, antecedendo a inauguração do MACNA, Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto de Moura, os dois arquitectos portugueses galardoados com o Prémio Pritzker, debatem em Chaves as características do edifício. [32]

2016 - Em Julho, a inauguração do MACNA é noticiada no site da Presidência da República [33] e nos principais meios de comunicação nacionais. [34] [35] [36] [37]

2019 - A exposição A Luminosa Exaltação das Sombras, de Ema Berta, serve de fundo à actuação de Maria Aleixo e Margarida Dias, duas bailarinas flavienses seleccionadas para a final do Youth America Grand Prix, a realizar nos EUA, em reportagem realizada pela RTP. [38]

2019 - O MACNA e o arquitecto Álvaro Siza Vieira estão em destaque num episódio da série documental semanal Atelier d'Arquitetura, estreada na RTP em 7 de Abril de 2019. [39]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Álvaro Siza: Museu Nadir Afonso. Lisboa / Porto: Monade, 2016.

António Augusto Joel, João Machado (coord.), João Machado: Arte da Cor. Chaves: Câmara Municipal de Chaves, 2017.

António Augusto Joel (coord.), Três Gerações da Pintura e Escultura Portuguesas: Carlos Barreira, Cristina Valadas, João Ribeiro. Chaves: Câmara Municipal de Chaves, 2018.

António Augusto Joel, Ema Berta (coord.), Ema Berta: A Luminosa Exaltação das Sombras. Chaves: Câmara Municipal de Chaves, 2018.

António Choupina (coord.), Nadir Afonso: Arquitectura sobre Tela. Chaves: Câmara Municipal de Chaves / Fundação Nadir Afonso. 2017.

Bernardo Pinto de Almeida (coord.), Nadir Afonso: Chaves para uma Obra. Chaves: Câmara Municipal de Chaves / Fundação Nadir Afonso, 2016.

Referências

  1. «Nadir Afonso Contemporary Art Museum / Álvaro Siza Vieira». ArchDaily (em inglês). 19 de julho de 2016 
  2. «CM ...». CM ... Consultado em 14 de março de 2018 
  3. «Museu Nadir Afonso foi debatido por Siza e Moura». portocanal.sapo.pt. Consultado em 1 de maio de 2018 
  4. «Andre Chiote - Illustration». www.facebook.com (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  5. «CM ...». CM ... Consultado em 10 de abril de 2019 
  6. «Museu de Arte Contemporanea Nadir Afonso recebe doacao da artista plastica Ema Berta». municipiosefreguesias.pt. Consultado em 14 de março de 2018 
  7. Almeida, Inês Nadais, São José. «Graça Fonseca: "Até acho que a Cultura devia pedir mais do que 1% do Orçamento"». PÚBLICO. Consultado em 7 de abril de 2019 
  8. «Museu de Arte Contemporânea em Chaves acolhe obras da Secretaria de Estado da .. - SAPO Vídeos». videos.sapo.mz. Consultado em 25 de abril de 2018 
  9. «Chaves: MACNA com três exposições». Diário Atual. 10 de dezembro de 2018. Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  10. «Museu Nadir Afonso em Chaves recebe exposição». Porto Canal. Consultado em 14 de março de 2018 
  11. «O Design das emoções». Jornal Expresso 
  12. «Museu de Arte Contemporânea de Chaves reúne 30 obras de vários artistas e internacionais». portocanal.sapo.pt. Consultado em 25 de abril de 2018 
  13. «Chaves: MACNA com três exposições». Diário Atual. 10 de dezembro de 2018. Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  14. «Home». cristinavaladas.pt. Consultado em 28 de julho de 2018 
  15. «João Ribeiro Artista Visual». www.joaoribeiroartistavisual.com. Consultado em 28 de julho de 2018 
  16. «Chaves: MACNA com três exposições». Diário Atual. 10 de dezembro de 2018. Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  17. «Coleção de Serralves de Helena Almeida inaugurada no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso». www.chaves.pt. Consultado em 15 de julho de 2019 
  18. «SIC Notícias | Exposição de Helena Almeida em Chaves». SIC Notícias. Consultado em 15 de julho de 2019 
  19. «Visão | Museu Nadir Afonso, em Chaves, expõe obras de Helena Almeida». Jornal visao. Consultado em 15 de julho de 2019 
  20. Jornal Expresso, revista E, 2 de Junho de 2018, p. 73; jornal Público, revista Fugas, 9 de Junho de 2018, p. 19.
  21. «CM ...». CM ... Consultado em 16 de abril de 2018 
  22. «Autarquia promove sessões de cinema junto dos estabelecimentos de ensino» 
  23. «Ministra da Cultura sublinha «função natural» de expor obras de arte para usufruto do máximo de pessoas». www.portugal.gov.pt. Consultado em 15 de julho de 2019 
  24. PÚBLICO. «Museu do Chiado vai depositar obras no Museu Nadir Afonso de Chaves». PÚBLICO. Consultado em 15 de julho de 2019 
  25. «Chaves quer criar ″espaço de produção de conhecimento″ no Museu Nadir Afonso». www.dn.pt. Consultado em 15 de julho de 2019 
  26. «Exposição permanente do acervo do Museu do Chiado em Chaves». www.chaves.pt. Consultado em 15 de julho de 2019 
  27. «Quatro portugueses na corrida aos 'Óscares' da arquitetura». idealista.pt/news 
  28. «Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso recebe prémio de "Melhor Empreendimento do Ano 2018"» 
  29. «Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso recebe prémio nacional do Imobiliário 2018». portocanal.sapo.pt. Consultado em 1 de maio de 2018 
  30. «MESA DE CHAVES - 7 Maravilhas de Portugal». 7maravilhas.pt. Consultado em 7 de abril de 2018 
  31. «João Machado Arte da Cor - Graphis». www.graphis.com. Consultado em 14 de maio de 2018 
  32. «Museu Nadir Afonso foi debatido por Siza e Moura». Porto Canal. Consultado em 10 de abril de 2019 
  33. «Presidente da República inaugurou Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso». www.presidencia.pt. Consultado em 10 de abril de 2019 
  34. Queirós, Luís Miguel. «O museu que Siza desenhou para a pintura de Nadir Afonso». PÚBLICO. Consultado em 10 de abril de 2019 
  35. «Museu Nadir Afonso inaugurado com exposição de 35 dos 70 anos de obras do pintor». www.tsf.pt. Consultado em 10 de abril de 2019 
  36. Horta, Bruno; Horta, Bruno. «A obra de Nadir Afonso encontrou um "prodigioso" museu». Observador. Consultado em 10 de abril de 2019 
  37. Renascença. «A arquitectura, essa coisa "infernal", voltou a unir Siza e Nadir Afonso - Renascença». rr.sapo.pt. Consultado em 10 de abril de 2019 
  38. RTP, RTP, Rádio e Televisão de Portugal-. «Bailarinas portuguesas selecionadas para a final do Youth America Grand Prix». www.rtp.pt. Consultado em 10 de abril de 2019 
  39. Portugal, Rádio e Televisão de. «Atelier d´Arquitetura - Documentários - RTP». www.rtp.pt. Consultado em 10 de abril de 2019 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Site oficial do MACNA: https://macna.chaves.pt/

Site oficial de Nadir Afonso: https://www.nadirafonso.com/