Oclusiva epiglotal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oclusiva epiglotal
ʡ
IPA 173
Codificação
Entidade (decimal) ʡ
Unicode (hex) U+02A1
X-SAMPA >\

A oclusiva epiglótica ou faríngea (ou parada) é um tipo de som consonantal, usado em algumas línguas faladas. O símbolo no Alfabeto Fonético Internacional que representa este som é ⟨ʡ⟩.[1]

As consoantes epiglotais e faríngeas ocorrem no mesmo local de articulação. Esling[2] (2010) descreve o som coberto pelo termo "plosiva epiglótica" como um "fechamento ativo pelo mecanismo de estenose faríngea ariepiglótica" - isto é, uma parada produzida pelas pregas ariepiglóticas dentro da faringe.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

  • Sua forma de articulação é oclusiva, ou seja, produzida pela obstrução do fluxo de ar no trato vocal.[1]
  • Como a consoante também é oral, sem saída nasal, o fluxo de ar é totalmente bloqueado e a consoante é uma plosiva.[1]
  • Seu local de articulação é epiglótico, o que significa que está articulado com as pregas ariepiglóticas contra a epiglote.[1][2]
  • Não tem fonação definida, embora seja tipicamente surdo, o que significa que é produzido sem vibrações das cordas vocais.[1]
  • As "paradas" epiglotais expressas tendem a ser retalhos epiglotais. É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.[1]
  • É uma consoante central, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar ao longo do centro da língua, em vez de para os lados.[1][2]
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.[1]

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

Língua Palavra AFI Significado Notas
Alyutor [ʡujamtawilʔ] Povo
Amis 'u'ure [ʡuʡuɺ̠ᵊ] Neblina Pode ter liberação vibrante, [ʡʢ].
Archi гӀарз/g'arz [ʡarz] Reclamação
Dahalo [ndoːʡo] Piso
Haida Northern dialects antl [ʡʌntɬ] Água Corresponde a /q/ em dialetos do sul.
Jah Hut [ɲɔˑhɔˑʡ] Árvore

Referências

  1. a b c d e f g h Maddieson; Ladefold, Ian; Peter (1996). The Sounds of World's Languages. [S.l.: s.n.] 
  2. a b c d Esling, John (2010). "Phonetic Notation", in Hardcastle, Laver & Gibbon The Handbook of Phonetic Sciences. [S.l.: s.n.]