Oclusiva dental surda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde outubro de 2013). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A oclusiva dental surda é um tipo de fone consonantal empregado em alguns idiomas, sendo uma variação da consoante oclusiva alveolar surda (/t/). O símbolo deste som no alfabeto fonético internacional é "t̪" quanto no X-SAMPA é "t_d". À semelhança da oclusiva dental sonora, este som ocorre no português em dialetos do norte de Portugal, como o açoriano e o transmontano, à semelhança da pronúncia do "d" castelhano, e no português brasileiro nos dialetos interiorano e recifense.[1] É caracterizado pela forte pronúncia dentialveolar antes do som da vogal /i/ em palavras como "time" e "dente". No resto de Portugal e nos dialetos portugueses do continente africano, adota-se a pronúncia da oclusiva alveolar surda antes de /i/. Já no português brasileiro, adota-se a a pronúncia da oclusiva alveolar surda apenas nos dialetos dialeto sulista e florianopolitano, e nos demais dialetos são realizadas africadas pós-alveolares surdas (/tʃ/) antes de /i/.[2] Outros idiomas onde a oclusiva dental surda ocorre são a língua inglesa e as línguas neolatinas e similares, como castelhano, italiano, francês e romeno.

Características[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências