Ottavio Bandini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ottavio Bandini
Cardeal da Santa Igreja Romana
Deão do Colégio dos Cardeais

Título

Cardeal-bispo de Óstia-Velletri
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 7 de setembro de 1626
Predecessor Francesco Maria Bourbon del Monte Santa Maria
Sucessor Giovanni Battista Deti
Mandato 1626 - 1629
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 19 de junho de 1596
Ordenação episcopal 25 de junho de 1596
por Dom Alessandro Ottaviano Cardeal de’ Medici
Nomeado arcebispo 19 de junho de 1596
Cardinalato
Criação 5 de junho de 1596
por Papa Clemente VIII
Ordem Cardeal-presbítero (1596-1621)
Cardeal-bispo (1621-1629)
Título Santa Sabina (1596-1615)
São Lourenço em Lucina (1615-1621)
Palestrina (1621-1624)
Porto-Santa Rufina (1624-1626)
Óstia-Velletri (1626-1629)
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Medici Flag of Tuscany.png Florença
25 de outubro de 1558
Morte Estados Papais Roma
1 de agosto de 1629 (70 anos)
Progenitores Mãe: Cassandra de' Cavalcanti
Pai: Pier Antonio Bandini
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Ottavio Bandini (25 de outubro de 1558 - 1 de agosto de 1629) foi um cardeal italiano, decano do Colégio dos Cardeais nos últimos três anos de vida.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do Senador Pier Antonio Bandini e de Cassandra de' Cavalcanti. Estudou em Florença, depois em Paris, por três anos. Depois estudou em Salamanca e da Universidade de Pisa, conseguiu seu doutorado em direito.

Foi a Roma durante o pontificado do Papa Gregório XIII (1572-1585) e foi nomeado protonotário apostólico supernumerarius participantium e, mais tarde, referendário dos Tribunais da Assinatura Apostólica da Justiça e da Graça. O Papa Gregório XIV pretendia nomeá-lo seu datário mas o conde-duque de Olivares, o embaixador espanhol perante a Santa Sé, opôs-se a nomeação. Foi nomeado arcebispo de Fermo em 29 de junho de 1595, sendo consagrado em 25 de junho de 1596 pelo cardeal Alessandro de' Medici.

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

Em 5 de junho de 1596, foi criado cardeal pelo Papa Clemente VIII, recebendo o barrete cardinalício e o título de cardeal-presbítero de Santa Sabina em 21 de junho. Foi legado a lattere junto com o cardeal Giovanni Francesco Biandrate di San Giorgio para das as boas-vindas e receber a princesa Margarida de Áustria, por seu casamento com Felipe II de Portugal, em 1598. Entre 1612 e 1613, foi o camerlengo da Santa Igreja. Passou para o título de São Lourenço em Lucina, em 16 de setembro de 1615 e, em 1618, torna-se o cardeal protopresbítero.

Passou para a ordem dos cardeais-bispos e para a sé suburbicária de Palestrina em 27 de março de 1621. Passou para a sé suburbicária de Porto e Santa Rufina, em 16 de setembro de 1624. Em 7 de setembro de 1626, torna-se Deão do Colégio dos Cardeais e cardeal-bispo de Óstia-Velletri.

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Sigismondo Zanettini
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo de Fermo

15951606
Sucedido por
Alessandro Strozzi
Precedido por
Filippo Spinola
Cardeal
Cardeal-padre de Santa Sabina

15961615
Sucedido por
Giulio Savelli
Precedido por
Agostino Valier
Camerlengo.svg
Camerlengo do Colégio dos Cardeais

1612-1613
Sucedido por
Francesco Mantica
Precedido por
Francesco Maria Bourbon del Monte Santa Maria
Cardeal
Cardeal-padre de São Lourenço em Lucina

16151621
Sucedido por
Bartolomeo Cesi
Precedido por
Francesco Maria Bourbon del Monte Santa Maria
Cardeal
Cardeal-bispo de Palestrina

16211624
Sucedido por
Andrea Baroni Peretti Montalto
Precedido por
Francesco Sforza
Cardeal
Cardeal-bispo de Porto e Santa Rufina

16241626
Sucedido por
Giovanni Battista Deti
Precedido por:
Francesco Maria Bourbon del Monte Santa Maria
Brasão arquiepiscopal
Cardeal-bispo de Óstia

Sucedido por:
Giovanni Battista Deti
Decano do Colégio dos Cardeais
16261629