Pandemia de COVID-19 na Eslováquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na Europa
Pandemia de COVID-19 em 2020 na Eslováquia
COVID-19 Outbreak Cases in Slovakia.svg
Mapa das províncias com casos confirmados de novo coronavírus (em 10 de maio):
  Casos confirmados
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Wuhan, China
Local Eslováquia
Período 6 de março de 2020
(8 meses e 22 dias)
Estatísticas globais
Casos confirmados 28 268
Mortes 82
Casos que recuperaram 7 297

Este artigo documenta os impactos da pandemia de coronavírus de 2020 na Eslováquia e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.

Durante a pandemia, a Eslováquia se destacou na Europa como uma das nações que tomaram as medidas mais rígidas para lidar com a crise, incluindo encerramento temporário de todos os voos internacionais, além de viagens de trens e ônibus desnecessárias, reforço nas patrulhas de fronteira e uma quarentena compulsória de 14 dias de todos que estavam vindo do exterior. Além disso, medidas de distanciamento social foram tomadas e escolas e universidades de todo o país foram fechadas temporariamente.[1]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Em 6 de março, o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus na Eslováquia foi confirmado, tratando-se de um homem de 52 anos. A ocorrência foi de pessoa para pessoa, pois o infectado não estava no exterior, mas seu filho visitou Veneza, na Itália. No dia seguinte, seu filho deu positivo para o teste, mas esteve assintomático antes da realização da análise.[2]

Em 7 de março, a esposa e o filho do homem de 52 anos deram positivo para o teste, subindo o total de infectados para 3. Em 8 de março, o Ministério da República Eslovaca confirmou mais 2 casos. A primeira era uma professora de ensino infantil e a outra era um motorista de ônibus de Bratislava.[3]

Em 9 de março, a transmissão do primeiro infectado se agravou e ele foi transferido para uma unidade de terapia intensiva (UTI).[4] O primeiro-ministro, Peter Pellegrini, confirmou que há mais 2 casos do vírus no país. O primeiro é de um funcionário da empresa U. S. Steel, em Košice, e o segundo foi sua esposa, de Martin.[5]

Em 11 de março, mais 3 casos foram confirmados, elevando o número total para 10. Pellegrini afirmou que os infectados estiveram em contato com a família infectada em Kittsee, na Áustria.[6]

Em 12 de março, 6 novos pacientes foram confirmados. Todos os casos ocorreram em Bratislava, como anunciado previamente pela reunião de crise.[7] Mais tarde no mesmo dia, mais 5 casos foram divulgados, elevando o número total para 21.[8] O controle das fronteiras foi restabelecido no que tangia a Áustria, Hungria e a República Tcheca. Nenhum viajante sem residência permanente ou emprego no país teria permissão para permanecer. O horário do trem durante as férias para trens domésticos foi adotado durante a semana. Segundo Pellegrini, "tudo o que não for essencial será fechado por 14 dias", a fim de restringir a propagação do vírus.[9]

Em 13 de março, todos os três aeroportos internacionais foram fechados a partir das 7h; 9 pessoas tiveram a infecção confirmada. Mais tarde, outras 2 pessoas tiveram resultados positivos para o vírus, elevando o número para 32.[10]

Em 14 de março, 12 pessoas testaram positivo, totalizando 44 casos.[11] Em 15 de março, 10 pessoas tiveram a infecção confirmada. No mesmo dia, outras 7, subindo o número de casos totais para 61. A Eslováquia decidiu, portanto, declarar estado de emergência.[12]

Em 16 de março, 2 pessoas tiveram a infecção confirmada. No mesmo dia, outras 9, elevando o número para 72.[13] Em 17 de março, 25 pessoas tiveram a infecção confirmada, elevando o número total para 97 de 1913 testes. O Instituto de Política Nacional de Saúde espera que o número de infectados atinja 10% da população do país. Isso ocorrerá cerca de 110 dias após o início da pandemia.[14]

Em 18 de março, o número ultrapassou 100 de o número total de casos foi de 105. Nesse dia, Pellegrini anunciou a primeira morte de uma mulher de 84 anos. Ainda não se sabe, no entanto, se morreu em decorrência da doença, pois ela havia apresentado comorbidade.[15] Em 16 de abril o número de casos passou 1 000 e no dia seguinte o total de mortos passou de 10.

Em meados de maio de 2020, o governo eslovaco afirmou que as medidas tomadas pelo país (incluindo distanciamento social, quarentena e fechamento parcial do comércio) ajudaram a deter a expansão da COVID-19 no país. Como resultado, ainda em maio, a Eslováquia começou a eliminar as restrições na vida dos seus cidadãos e retomar a atividade econômica de forma plena, ainda que de forma gradual.[16]

Referências

  1. «COVID-19: Ústredný krízový štáb zavádza ďalšie opatrenia, zatvoria sa školy i letiská, karanténa platí pre všetkých, ktorí sa vrátia zo zahraničia». Uvzsr.sk. Consultado em 12 de março de 2020 
  2. «Slovakia reports first case of coronavirus: prime minister». Reuters. 6 de março de 2020. Consultado em 18 de março de 2020 
  3. «UPDATED: Bratislava secondary school closed over COVID-19 suspicion». The Slovak Spectator. 6 de março de 2020. Consultado em 18 de março de 2020 
  4. a.s, Petit Press. «Slovensko má tri prípady koronavírusu, identifikovali aj pacienta 0». domov.sme.sk (em eslovaco). Consultado em 12 de março de 2020 
  5. «Premiér potvrdil nové prípady nákazy v Martine a v Košiciach». TA3.com (em eslovaco). Consultado em 12 de março de 2020 
  6. a.s, Petit Press (11 de março de 2020). «Three new cases of coronavirus confirmed in Slovakia». spectator.sme.sk (em inglês). Consultado em 12 de março de 2020 
  7. a.s, Petit Press (12 de março de 2020). «Six new coronavirus cases confirmed in Slovakia». spectator.sme.sk (em inglês). Consultado em 12 de março de 2020 
  8. «Pribudlo ďalších päť prípadov nákazy koronavírusom v rôznych oblastiach Slovenska». dennikn.sk. 12 de março de 2020. Consultado em 12 de março de 2020 
  9. «Pribudli 11 nakazení, štát od pondelka zatvára všetky školy. Zavrú sa plavárne, obmedzia obchodné centrá». dennikn.sk. 12 de março de 2020. Consultado em 12 de março de 2020 
  10. «Coronavirus will close schools, bars and airports. Crisis staff adopts precautions». The Slovak Spectator. 13 de março de 2020. Consultado em 18 de março de 2020 
  11. a.s, Petit Press (14 de março de 2020). «Slovakia has 12 new coronavirus cases». spectator.sme.sk (em inglês). Consultado em 15 de março de 2020 
  12. Mrva, Tomas (15 de março de 2020). «Slovakia declares state of emergency over coronavirus, orders shop closures». Reuters. Consultado em 18 de março de 2020 
  13. a.s, The Slovak Spectator (16 de março de 2020). «Number of coronavirus cases increases, measures updated». spectator.sme.sk (em inglês). Consultado em 17 de março de 2020 
  14. «Ministerstvo zdravotníctva Slovenskej republiky». www.health.gov.sk. Consultado em 18 de março de 2020 
  15. REFRESHER. «Na Slovensku je prvé úmrtie spojené s koronavírusom. Pacientka však trpela aj ďalšími vážnymi chorobami». refresher.sk (em eslovaco). Consultado em 18 de março de 2020 
  16. «Eslovênia é primeiro país da Europa a declarar fim da epidemia de coronavírus». G1. Consultado em 15 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a pandemia de COVID-19 é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.