Panela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Panela (desambiguação).
Imagem de uma panela.

Panelas são uma família de utensílios culinários consideradas por muitos como indispensáveis em qualquer cozinha. São geralmente de forma cilíndrica ou subesférica e normalmente têm uma tampa e uma ou duas pegas (cabos). A palavra origina-se do latim médio panna, contração de patina, vaso para cozinhar, e este do grego παιάνη (l.patera) [1] Alguns desses utensílios, são revestidos internamente de teflon, material, antiaderente e que suporta altas temperatura.[2]

História[editar | editar código-fonte]

História Antiga[editar | editar código-fonte]

Cerca de 500.000 a.C., com a descoberta do fogo, o Homem pré-histórico passou a cozinhar suas carnes de caça em espetos para se alimentarem. E nesse período, começaram a se alimentar de cereais, que precisavam de ser cozinhados para o consumo. Daí surgiu a necessidade de se ter um recipiente para portar os grãos, então passaram a utilizar carcaças de tartaruga e grandes moluscos como recipientes para ir ao fogo.[3][4]

Há 20.000 a.C., especula-se que o uso de vasos de cerâmicas permitiu o cozimento de alimentos em água fervente.[3]

Por volta de 3.000 a.C., com o advento dos metais, começaram a surgir os protótipos de panelas como caldeirões.[3][4]

Idade média[editar | editar código-fonte]

No século XV, era comum se encontrar em uma cozinha medieval europeia, caldeirões de ferro, uma panela de barro[5] e um assador em forma de lança, que assava carnes e animais inteiros.[3]

Imagem de um fragmento do cabo de uma panela romana.

Idade moderna[editar | editar código-fonte]

No século XVII, frigideiras, chaleiras e panelas começaram a aparecer nas casas. Nos Estados Unidos, comumente se utilizava ferro para sua criação. Já na Ásia, o cobre e o aço era mais comum.

Entre o século XIX e XX, o aço inoxidável e o alumínio tornaram viável a fabricação em massa de panelas, que ocorreu entre o século XX e o século XXI.[3]

Tipos de panela[editar | editar código-fonte]

  • Panela com cabo;
  • Frigideira, utilizada para grelhar, selar ou fritar alimentos;
Foto de uma frigideira
  • Caçarola, com alças laterais no lugar do cabo;
Imagem de uma Caçarola.
  • Tachos (panelas mais largas que altas), estes podem ser de barro ou alumínio;
  • Panela de pressão, utensílio culinário, usado normalmente para cozinhar mais rapidamente alguns tipos de alimentos;
Panela de pressão
Imagem de caldeirões.
  • Sauteuse, seu principal uso é para saltear alimentos;
Imagem de uma Sauteuse.
  • Wok, muito utilizada na culinária oriental.
Wok pendurada na parede.

Principais materias[editar | editar código-fonte]

  • Panela de Inox;
  • Panela de cerâmica;
Panela de cerâmica.
  • Panela de Teflon;
  • Panela de barro;
Imagem da feira de panelas de barro de Caruaru.

Outros[editar | editar código-fonte]

  • Por ter uma forma semelhante, chama-se também panela de escape à parte alargada do sistema de escape dos automóveis.
  • Analogamente, é denominada no Brasil de panela a parte externa do conjunto de freios a tambor, essa expressão é mais usada no interior do país.
  • Panelas de Alumínio fundido — são as mais comuns no mercado brasileiro, dividindo-se entre dois tipos, as finas (as mais comuns) e as grossas, feitas artesanalmente em quase todo o país.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dicionário morfológico da Língua Portuguesa por Evaldo Heckler, Sabald Back e Egon Ricardo Massing. São Leopoldo, UNISINOS, 1984
  2. «Teflon: o material que pode ser encontrado em panelas e aeronaves». Galileu. 10 de agosto de 2017 
  3. a b c d e «A história das panelas». Estadão. 10 de janeiro de 2017 
  4. a b «Panelas – História e Tradição». Stex CookWare 
  5. «A panela de barro está presente desde a antiguidade, em preparações culinárias». Coisas da Roça. 11 de setembro de 2018