Patrick Beverley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Patrick Beverley
Beverley 2 (cropped).JPG
Beverley com os Rockets em 2014.
Informações pessoais
Nome completo Patrick Beverley
Data de nasc. 12 de julho de 1988 (28 anos)
Local de nasc. Chicago,  Illinois,  Estados Unidos
Altura 1,85 m
Peso 84 kg
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos Houston Rockets
Número 2
Posição Armador
Clubes de juventude
2006–2008 Estados Unidos Arkansas
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2008–2009
2009–2010
2011–2012
2013–presente
2013
Ucrânia BC Dnipro
Grécia Olympiacos
Rússia Spartak St. Petersburg
Estados Unidos Houston Rockets
Estados Unidos Rio Grande Valley Vipers (D-League)

Patrick Beverley (Chicago, 12 de julho de 1988) é um jogador de basquetebol profissional norte-americano que atualmente joga pelo Houston Rockets na NBA.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

BC Dnipro (2008–2009)[editar | editar código-fonte]

Depois de não declarar elegibilidade para o Draft da NBA de 2008, Beverley foi para o BC Dnipro da Segunda Divisão Ucraniana de Basquetebol na temporada 2008–09. Ele jogou em 46 jogos, com médias de 35,8 minutos por jogo e liderou a equipe em assistências (3,6), roubos de bola (2,2) e porcentagem de acerto nos arremessos de três pontos (38%), enquanto ficou em segundo lugar na pontuação (16,7) e rebotes (7,0). Sua pontuação mais alta na temporada foi de 31 pontos contra o BC Politekhnika-Halychyna, além de conseguir 10 rebotes. Obteve sua marca mais alta na temporada pegando 16 rebotes em um jogo de playoff contra o BC Odessa. Deu 9 assistências, seu maior número na temporada, contra o Hoverla Ivano-Frankivsk, além de pegar 14 rebotes e marcar 21 pontos. Ele jogou no All-Star Game ucraniano e ganhou o Slam Dunk Contest.

Olympiacos (2009–2010)[editar | editar código-fonte]

Beverley foi selecionado pelo Los Angeles Lakers na segunda rodada do Draft da NBA de 2009 como a 42ª escolha geral, mas seus direitos foram negociados com o Miami Heat. Em 26 de agosto de 2009, ele assinou com o Olympiacos, equipe da Liga Grega de Basquetebol, se juntando a Josh Childress e Linas Kleiza na temporada de 2009–10. O Olympiacos conseguiu vencer a Copa da Grécia, mas perdeu nas finais da Euroliga para o Barcelona e nas finais da Liga Grega para o Panathinaikos. Na Euroliga, Beverley obteve médias de 2,7 pontos, 1,9 rebotes e 0,6 assistências por jogo. Já na Liga Grega, ele teve médias de 5,1 pontos, 2,7 rebotes e 1,6 assistências por jogo.

Beverley foi para o Miami para disputar a Summer League de 2010. Em 3 de agosto, Beverley assinou com a equipe mas, em 25 de outubro, foi dispensado.

Spartak St. Petersburg (2011–2012)[editar | editar código-fonte]

Beverley em sua passagem pelo Spartak.

Em janeiro de 2011, ele assinou com o Spartak St. Petersburg para o resto da temporada de 2010–11. Em novembro, ele assinou uma extensão de contrato de mais três anos por 3,4 milhões de dólares. Em abril de 2012, ele foi eleito o MVP da Eurocopa da ULEB, o campeonato de nível 2 (nível abaixo da Euroliga) em toda a Europa, na temporada de 2011–12. Em dezembro, ele deixou o Spartak.

Houston Rockets (2013–presente)[editar | editar código-fonte]

Em 7 de janeiro de 2013, Beverley assinou contrato com o Houston Rockets. Foi imediatamente tranferido ao Rio Grande Valley Vipers, clube afiliado aos Rockets na D-League. Uma semana depois foi chamado pelos Rockets e fez sua estreia na temporada regular da NBA, em um jogo contra o Los Angeles Clippers, em que registrou 3 pontos, 1 assistência e 1 roubo de bola. Ao decorrer da temporada, Beverley ganhou mais minutos e, eventualmente, tornou-se o armador reserva. No início dos playoffs de 2013, Beverley se juntou a Jeremy Lin e James Harden na formação inicial dos Rockets. Ele contribuiu com 16 pontos e 12 rebotes, incluindo 5 rebotes ofensivos, sua marca mais alta em um jogo, em uma derrota por 102–105 para o Oklahoma City Thunder em 24 de abril.

Nesse jogo, Beverley tentou roubar a bola de Russell Westbrook, quando um pedido de tempo técnico foi feito, e acabou colidindo com o joelho de Westbrook, que acabou se lesionando e, devido a isso, desfalcaria a equipe pelo resto dos playoffs. Depois, a polícia investigou as ameaças de morte contra Beverley. Os Rockets perderam a série em seis jogos.

Beverley teve seu primeiro início de temporada regular na NBA no primeiro jogo da temporada de 2013–14, a sua primeira vez entre os titulares da equipe. Foi eleito para o segundo time do NBA All-Defensive Team da temporada.

Em 14 de fevereiro de 2015, Beverley venceu o Desafio de Habilidades no All-Star Weekend de 2015, batendo Brandon Knight, armador do Milwaukee Bucks na época, na final. Em 30 de março, ele foi descartado pelo resto da temporada com uma lesão no pulso esquerdo.

Em 9 de julho de 2015, Beverley assinou novamente com os Rockets um contrato de quatro anos por 23 milhões de dólares. Ele foi selecionado para competir no Desafio de Habilidades de 2016 para defender seu título, mas uma lesão no tornozelo o forçou a não participar. Em 18 de março de 2016, ele conseguiu, na época, sua pontuação mais alta na temporada e seu maior número de assistências em um jogo, com 18 pontos e 10 assistências na vitória por 116–111 sobre o Minnesota Timberwolves. Em 31 de março, ele registrou, na época, sua pontuação mais alta na carreira marcando 22 pontos em uma derrota para o Chicago Bulls por 103–100.

Em 22 de outubro de 2016, Beverley foi descartado por três semanas depois do diagnóstico de que precisaria fazer uma artroscopia em seu joelho esquerdo. Ele fez sua estreia na temporada em 17 de novembro, depois de perder os primeiros 11 jogos. Limitado a 25 minutos, Beverley fez 11 pontos, deu 3 assistências e 3 bloqueios contra o Portland Trail Blazers em uma vitória por 126–109. Em 7 de dezembro, em uma vitória por 134–95 sobre o Los Angeles Lakers, ele ficou a 3 rebotes de conseguir seu primeiro triplo-duplo na carreira, terminando a partida com 7 rebotes, 10 pontos e 12 assistências, registrando seu maior número de assistências em um jogo. Ele chegou perto desse feito novamente em 21 de dezembro, registrando sua marca mais alta na temporada com 18 pontos, 9 assistências e 9 rebotes em uma vitória por 125–111 sobre o Phoenix Suns. Em 2 de abril de 2017, em uma vitória por 123–116 novamente contra o Suns, ele fez sua maior pontuação em um jogo na carreira, marcando 26 pontos.

Estatísticas na NBA[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  ER  Erros por jogo  PPJ  Pontos por jogo


Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2012–13 Houston 41 0 17.4 .418 .375 .829 2.7 2.9 .9 .5 5.6
2013–14 Houston 56 55 31.3 .414 .361 .814 3.5 2.7 1.4 .4 10.2
2014–15 Houston 56 55 30.8 .383 .356 .750 4.2 3.4 1.1 .4 10.1
2015–16 Houston 71 63 28.7 .434 .400 .682 3.5 3.4 1.3 .4 9.9
2016–17 Houston 67 67 30.7 .420 .383 .768 5.9 4.2 1.5 .4 9.5
Carreira 291 240 28.5 .414 .375 .764 4.1 3.4 1.3 .4 9.3

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2013 Houston 6 5 33.3 .431 .333 1.000 5.5 2.8 1.2 .7 11.8
2014 Houston 6 6 33.7 .380 .318 .700 4.2 1.8 .5 .3 8.7
2016 Houston 5 5 25.8 .270 .214 1.000 4.4 2.2 .4 .4 5.8
Carreira 17 16 31.2 .375 .300 .870 4.7 2.3 .7 .5 8.9

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Patrick Beverley» (em inglês). nba.com 
Basketball pictogram.svg Este artigo sobre um(a) basquetebolista, integrado ao Projeto Basquetebol, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.