Rudy Gobert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rudy Gobert
Rudy Gobert
Gobert no All-Star Game em 2022
Informações pessoais
Nome completo Rudy Gobert-Bourgarel
Data de nasc. 26 de junho de 1992 (30 anos)
Local de nasc. Saint-Quentin,  França
Altura 7 ft 1 in (2.16 m)
Peso 258 lb (117 kg)
Apelido The Stifle Tower
The French Rejection
The Gobert Report
Gobzilla
Torre Eiffel
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos Minnesota Timberwolves
Número 27
Posição Pivô
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2011–2013
2013–2022
2013–2014
2022–Presente
França Cholet Basket
Estados Unidos Utah Jazz
Estados UnidosBakersfield Jam
Estados Unidos Minnesota Timberwolves
51 (341)
660 (8.249)
8 (111)
75 (1.014)
Medalhas
Competidor da  França
Jogos Olímpicos
Prata Tóquio 2020 Equipe
Campeonatos Mundiais
Bronze Espanha 2014 Flag of France.svg França
Bronze China 2019 Flag of France.svg França
EuroBasket
Bronze Lille 2015 Flag of France.svg França

Rudy Gobert-Bourgarel (Saint-Quentin, 26 de junho de 1992) é um jogador francês de basquete profissional que atualmente joga pelo Minnesota Timberwolves da National Basketball Association (NBA).[1]

Ele ganhou três vezes o prêmio de Jogador Defensivo do Ano da NBA, foi quatro vezes membro do All-NBA Team, seis vezes membro da Equipe Defensiva e foi selecionado três vezes para o All-Star Game.

Em março de 2020, Gobert testou positivo para COVID-19, tornando-se o primeiro jogador da NBA com um caso confirmado do vírus. Depois que os companheiros de equipe de Gobert no Utah Jazz também testaram positivo, a NBA adiou a temporada de 2019-20 até sua retomada em 30 de julho do mesmo ano.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Gobert nasceu em Saint-Quentin, no norte da França. Seu pai, Rudy Bourgarel, é de Guadalupe e jogou basquete universitário nos Estados Unidos de 1985 a 1988.[2] Ele também jogou basquete profissional em Paris e Saint-Quentin, onde conheceu a mãe de Gobert.

Os pais de Gobert se separaram quando ele tinha cerca de três anos; ele ficou com sua mãe em Saint-Quentin e fez viagens regulares a Guadalupe para ver seu pai. Gobert começou a jogar basquete em 2003 pelo JSC St-Quentin, antes de ingressar no Saint-Quentin BB. Em 2007, ele ingressou no centro de treinamento das categorias de base do Cholet Basket e, em 2010, participou do EuroBasket Sub-18, onde terminou como artilheiro e reboteiro da equipe.[3]

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Cholet (2011–2013)[editar | editar código-fonte]

De 2009 a 2011, Gobert jogou principalmente pela categoria de base do Cholet Basket. Ele teve seu primeiro jogo pelo time profissional em 10 de maio de 2011 e registrou 6 pontos, 5 rebotes, 1 roubo de bola e 1 bloqueio em 13 minutos contra Pau-Lacq-Orthez.[4]

Na temporada de 2011-12, ele teve médias de 4,2 pontos e 3,6 rebotes em 29 jogos. Durante a temporada de 2012–13, ele teve médias de 8,4 pontos e 5,4 rebotes em 27 jogos.[5]

Utah Jazz (2013–2022)[editar | editar código-fonte]

Temporada de 2013–14: Temporada de estreia[editar | editar código-fonte]

Gobert se declarou para o draft da NBA de 2013 e estabeleceu os recordes do Combine para envergadura (2,33) e alcance em pé (2,92). Essas dimensões lhe renderam o apelido de "The Stifle Tower".[6] O recorde de envergadura foi quebrado um ano depois por Walter Tavares.

Em 27 de junho de 2013, Gobert foi selecionado como a 27ª escolha geral pelo Denver Nuggets. Ele foi negociado na noite do draft para o Utah Jazz.[7] Em 6 de julho, ele assinou um contrato de novato de 4 anos e US$5.5 milhões com o Jazz.

Em 14 de dezembro, ele foi designado para o Bakersfield Jam da G-League. Gobert foi titular em todos os oito jogos e registrou um duplo-duplo em seis desses jogos.

Ele jogou com moderação pelo Jazz na temporada de 2013–14, jogando em 45 dos 82 jogos da equipe na temporada regular.

Temporada de 2014-15: Melhorando no segundo ano[editar | editar código-fonte]

Em 24 de outubro de 2014, o Jazz exerceu sua opção de renovação no contrato de novato de Gobert.[8] Em 9 de janeiro de 2015, ele registrou sete bloqueios, o recorde de sua carreira, na derrota para o Oklahoma City Thunder. Em 3 de março, ele teve 15 pontos e 24 rebotes, o recorde de sua carreira, na vitória por 93-82 sobre o Memphis Grizzlies. Seus 24 rebotes ficaram três abaixo do recorde da franquia de 27 estabelecido por Truck Robinson na temporada de 1977-78. Em abril de 2015, ele marcou 20 pontos em dois jogos e terminou a temporada de 2014-15 com 25 duplos-duplos. Ele terminou em terceiro na votação do Prêmio de Jogador que mais Evoluiu.

Temporada 2015–16: titular em tempo integral[editar | editar código-fonte]

Gobert em 2015

Em 17 de outubro de 2015, o Jazz exerceu sua opção de renovação no contrato de novato de Gobert, estendendo o contrato até a temporada de 2016–17.[9]

Em 2 de dezembro de 2015, ele foi descartado indefinidamente após sofrer uma torção no ligamento colateral medial esquerdo.[10] Ele voltou à ação em 7 de janeiro de 2016 contra o Houston Rockets, após perder 18 jogos devido à lesão. Ele estava limitado a apenas 15 minutos, mas somou seis pontos e três rebotes. Em 16 de janeiro, ele teve o melhor jogo da temporada com 18 pontos, 18 rebotes e 5 bloqueios na vitória por 109-82 sobre o Los Angeles Lakers. Em 27 de fevereiro, ele registrou 12 pontos, 19 rebotes e seis bloqueios na derrota por 98-96 para o Brooklyn Nets.

Temporada 2016–17: Primeira aparição All-NBA e líder de bloqueios[editar | editar código-fonte]

Em 31 de outubro de 2016, Gobert assinou uma extensão de contrato de 4 anos e US$ 102 milhões com o Jazz, que na época o tornou o atleta francês mais bem pago de todos os tempos (em termos de salário por ano).[11][12]

Em 6 de dezembro de 2016, ele marcou 22 pontos na vitória por 112–105 sobre o Phoenix Suns.[13] Quatro dias depois, ele teve 17 pontos, 14 rebotes e seis bloqueios na vitória por 104-84 sobre o Sacramento Kings.[14] Em 10 de janeiro de 2017, em uma vitória sobre o Cleveland Cavaliers, Gobert teve seu 25º jogo consecutivo, o melhor da franquia, com mais de 10 rebotes (14).[15]

Em 20 de janeiro de 2017, ele registrou 27 pontos e 25 rebotes na vitória por 112–107 na prorrogação sobre o Dallas Mavericks.[16] No dia seguinte, ele teve seu 31º duplo-duplo da temporada com 19 pontos e 11 rebotes na vitória por 109-100 sobre o Indiana Pacers. Seus 11 rebotes marcaram seu 30º jogo consecutivo com pelo menos 10 rebotes - apenas quatro outros jogadores da NBA tiveram uma sequência de 30 jogos consecutivos com 10 rebotes desde 1997-98. Sua sequência ininterrupta terminou em 30.

Em 20 de março, ele teve 16 pontos, 14 rebotes e oito bloqueios, o recorde de sua carreira, na derrota por 107-100 para o Indiana Pacers.[17] Dois dias depois, ele teve 35 pontos, o recorde de sua carreira, e 13 rebotes na vitória por 108-101 sobre o New York Knicks. Onze de seus 13 rebotes foram ofensivos.[18]

No Jogo 1 da primeira rodada dos playoffs contra o Los Angeles Clippers em 15 de abril, Gobert sofreu uma hiperextensão e uma contusão óssea no joelho esquerdo; a lesão ocorreu na primeira posse de bola do jogo.[19] Gobert voltou à escalação para o Jogo 4 e contribuiu para uma vitória por 105–98 com 15 pontos e 13 rebotes.[20] O Jazz eliminou os Clippers com uma vitória por 104–91 no Jogo 7, essa foi a primeira vitória da franquia na pós-temporada desde 2010.[21] No entanto, eles foram derrotados pelo Golden State Warriors no segunda rodada. No final da temporada, Gobert foi nomeado para a Segunda-Equipe da NBA e para a Primeira-Equipe Defensiva da NBA.[22][23]

Temporada de 2017–18: Primeiro DPOY[editar | editar código-fonte]

Gobert começou a temporada de 2017-18 com oito duplos-duplos com média de 2,5 bloqueios, a melhor média da liga. Em 12 de novembro de 2017, ele foi afastado por quatro a seis semanas com uma contusão óssea no joelho direito.[24] Ele voltou antes do esperado, voltando ao time em 4 de dezembro, após perder 11 jogos. No entanto, depois de sofrer uma torção do ligamento cruzado posterior (LCP) no joelho esquerdo e uma contusão óssea em 15 de dezembro, ele foi afastado por pelo menos mais duas semanas. Ele voltou à ação em 19 de janeiro, registrando 23 pontos, 14 rebotes e três bloqueios na derrota por 117-115 para o New York Knicks.[25] Em 2 de março de 2018, ele registrou 26 pontos e 16 rebotes na vitória por 116–108 sobre o Minnesota Timberwolves.[26]

Em maio de 2018, ele foi nomeado para a Primeira-Equipe Defensiva, tornando-se o terceiro jogador do Jazz a ser selecionado múltiplas vezes ao lado de Karl Malone (1997, 1998 e 1999) e Mark Eaton (1985, 1986 e 1989).[27] Em junho, ele foi nomeado o Jogador Defensivo do Ano,[28] tornando-se o primeiro jogador de Jazz a ganhar o prêmio desde Mark Eaton em 1989, o 5º jogador internacional a ganhar o prêmio, o primeiro francês a ganhar o prêmio e o 12º pivô a ganhar o prêmio.

Temporada de 2018–19: Segundo DPOY[editar | editar código-fonte]

Em 25 de dezembro de 2018, Gobert registrou sete bloqueios, o melhor da temporada, na vitória por 117–96 sobre o Portland Trail Blazers.[29] Em 29 de dezembro, ele teve 25 pontos e 16 rebotes para seu 31º duplo-duplo da temporada na vitória por 129-97 sobre o New York Knicks. Ele fez 24 pontos e 12 rebotes no intervalo, marcando a primeira vez que um jogador do Jazz somou pelo menos 20 pontos e 10 rebotes em qualquer intervalo desde Carlos Boozer em fevereiro de 2010.[30]

Em 14 de janeiro, ele empatou o recorde de sua carreira com 25 rebotes na vitória por 100–94 sobre o Detroit Pistons.[31] Em 16 de janeiro, ele registrou 23 pontos e 22 rebotes na vitória por 129–109 sobre o Los Angeles Clippers.[32] Em 18 de março, ele foi nomeado Jogador da Semana da Conferência Oeste.[33] Em 25 de março, ele marcou 27 pontos, o recorde da temporada, e estabeleceu o recorde de enterradas da NBA em uma vitória por 125-92 sobre o Phoenix Suns. Com sua 270ª enterrada da temporada, ele superou as 269 enterradas de Dwight Howard na temporada de 2007-08.[34] Ele terminou a temporada regular com um recorde de 306 enterradas.[35] Na noite de premiação do final da temporada da NBA, Gobert foi eleito o Jogador Defensivo do Ano pela segunda temporada consecutiva.[36]

Gobert foi eleito o Jogador Francês do Ano em 2019.[37][38] Com isso, ele se tornou o 10º vencedor do prêmio várias vezes e o 9º a vencer consecutivamente.

Temporada de 2019–20: Primeiro All-Star Game[editar | editar código-fonte]

Em seus primeiros 45 jogos na temporada de 2019-20, Gobert teve médias de 15,7 pontos e 14,6 rebotes e se tornou uma destaque do Jazz no ataque e na defesa.[39] Em 30 de janeiro de 2020, Gobert, ao lado do seu companheiro de equipe, Donovan Mitchell, foi nomeado reserva da Conferência Oeste para o All-Star Game de 2020.[40]

Em 11 de março de 2020, um jogo entre o Jazz e o Oklahoma City Thunder foi adiado pouco antes do início do jogo, depois que Gobert foi colocado na lista de lesionados devido a uma doença. Ele foi levado a um hospital local e testou positivo para SARS-CoV-2, o vírus responsável pela pandemia de COVID-19. A NBA então suspendeu a temporada indefinidamente. Apenas dois dias antes, Gobert havia tocado jocosamente em todos os microfones e gravadores em uma coletiva de imprensa.[41] Ele se desculpou, dizendo que suas ações foram descuidadas e expuseram outras pessoas à doença e que espera que sua história sirva de alerta para que outras pessoas levem o vírus a sério.[42][43] Em abril, foi relatado que seu relacionamento com Mitchell havia azedado após seu comportamento descuidado quando infectado com COVID-19 e Gobert admitiu que os dois não se falaram por algum tempo depois.[44] Gobert doou US$ 500.000 para ajudar as pessoas afetadas pelo COVID-19, incluindo funcionários de meio período e serviços relacionados ao COVID.[45]

Temporada de 2020-21: Terceiro DPOY e melhor recorde na NBA[editar | editar código-fonte]

Em 20 de dezembro de 2020, Gobert assinou uma extensão de contrato de 5 anos e US $ 205 milhões com o Jazz. A extensão de Gobert foi o terceiro maior contrato da história da NBA e o maior de todos os tempos para um pivô.[46][47][48]

Em 23 de fevereiro de 2021, Gobert, ao lado de Donovan Mitchell, foi mais uma vez nomeado reserva da Conferência Oeste para o All-Star Game de 2021, marcando a segunda seleção consecutiva da dupla.[49][50] Em 22 de março, Gobert registrou 21 pontos, 10 rebotes e nove bloqueios, o recorde de sua carreira, na vitória por 120-95 sobre o Chicago Bulls.

Em 9 de junho de 2021, Gobert foi eleito o Jogador Defensivo do Ano pela terceira vez em quatro anos, tornando-se o quarto jogador na história da NBA a ganhar o prêmio três ou mais vezes.[51] A vitória de Gobert marcou a primeira vez na história da NBA em que quatro prêmios consecutivos de Jogador Defensivo foram conquistados por jogadores internacionais. Em 11 de junho, Gobert registrou 20 rebotes, o recorde de sua carreira nos playoffs, na vitória do Jogo 2 na segunda rodada sobre o Los Angeles Clippers.[52]

Temporada de 2021–22: Reboteiro[editar | editar código-fonte]

Em 3 de fevereiro de 2022, Gobert foi nomeado reserva para o All-Star Game de 2022.[53] Ele terminou em terceiro na votação de Jogador Defensivo do Ano, atrás do vencedor Marcus Smart e de Mikal Bridges.[54] Gobert liderou a liga em média de rebotes com 14,7 rebotes e foi o terceiro em bloqueios com média de 2,1 bloqueios. Em 20 de maio, Gobert foi nomeado pela sexta vez consecutiva para a Primeira-Equipe Defensiva.[55]

Minnesota Timberwolves (2022–Presente)[editar | editar código-fonte]

Em 6 de julho de 2022, Gobert foi negociado com o Minnesota Timberwolves em troca de Patrick Beverley, Malik Beasley, Jarred Vanderbilt, Leandro Bolmaro e Walker Kessler, além de cinco escolhas de primeira rodada.[56]

Em 20 de outubro, Gobert fez sua estreia nos Timberwolves e registrou 23 pontos e 16 rebotes na vitória por 115–108 sobre o Oklahoma City Thunder.[57] Em 28 de outubro, ele registrou 22 pontos e 21 rebotes na vitória por 111–102 sobre o Los Angeles Lakers; esse foi seu 8º jogo de 20/20 na carreira e o primeiro em Minnesota.[58] Em 6 de janeiro de 2023, Gobert registrou 25 pontos e 21 rebotes na vitória por 128-115 sobre o Los Angeles Clippers.[59] Em 3 de março, ele teve 22 pontos e 14 rebotes na vitória por 110–102 sobre os Lakers.[60]

Em 9 de abril, Gobert se envolveu em uma briga física com o companheiro de equipe Kyle Anderson durante um jogo contra o New Orleans Pelicans. Gobert atacou Anderson após uma discussão na linha lateral. O incidente ocorreu durante o segundo quarto e, posteriormente, Gobert foi mandado para casa.[61][62] No dia seguinte, foi anunciado que Gobert seria suspenso por um jogo em decorrência do incidente.[63][64]

Estatísticas da NBA[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PT  Partidas como titular  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira
Líder da liga

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2013–14 Utah 45 0 9.6 .486 .492 3.4 .2 .2 .9 2.3
2014–15 Utah 82 37 26.3 .604 .000 .623 9.5 1.3 .8 2.3 8.4
2015–16 Utah 61 60 31.7 .559 .569 11.0 1.5 .7 2.2 9.1
2016–17 Utah 81 81 33.9 .661 .000 .653 12.8 1.2 .6 2.6 14.0
2017–18 Utah 56 56 32.4 .615 .681 10.7 1.4 .8 2.3 13.5
2018–19 Utah 81 80 31.8 .669 .636 12.9 2.0 .8 2.3 15.9
2019–20 Utah 68 68 34.3 .693 .630 13.5 1.5 .8 2.0 15.1
2020–21 Utah 71 71 30.8 .675 .000 .623 13.5 1.3 .6 2.7 14.3
2021–22 Utah 66 66 32.1 .713 .000 .690 14.7 1.1 .7 2.1 15.6
2022–23 Minnesota 70 70 30.7 .659 .000 .644 11.6 1.2 .8 1.4 13.4
Carreira 681 589 29.3 .633 .000 .624 11.3 1.2 .6 2.0 12.1
All-Star 3 0 14.6 .900 .333 8.0 1.0 .3 .3 12.3

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2017 Utah 9 9 27.3 .635 .480 9.9 1.2 1.0 1.3 11.6
2018 Utah 11 11 34.8 .655 .603 10.7 1.0 .9 2.3 13.2
2019 Utah 5 5 30.4 .594 .783 10.2 1.4 .6 2.6 11.2
2020 Utah 7 7 38.6 .649 .000 .524 11.4 1.1 .6 1.4 14.2
2022 Utah 6 6 32.8 .646 .682 13.2 .5 .2 1.0 12.0
2023 Minnesota 5 5 35.4 .630 .630 12.2 2.0 .4 1.0 15.0
Carreira 43 43 33.2 .634 .000 .617 11.2 1.2 .6 1.5 12.8

Fonte:[65]

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Carreira na Seleção[editar | editar código-fonte]

Gobert na Seleção Francesa de 2015

Seleção Júnior[editar | editar código-fonte]

Gobert ganhou a medalha de bronze no EuroBasket Sub-20 de 2011 e a medalha de prata no de 2012. Na edição de 2012, Gobert foi selecionado para a Equipe do Torneio, ao lado do compatriota Léo Westermann.

Seleção Sênior[editar | editar código-fonte]

Gobert foi chamado pelo técnico Vincent Collet para ajudar a Seleção Francesa a se preparar para o Jogos Olímpicos de 2012. Ele jogou dois amistosos, marcando 8 pontos. Ele fez parte da equipe que conquistou a medalha de bronze na Copa do Mundo de 2014, onde teve média de 4,1 pontos.[66]

Em 2015, ele ajudou a França a conquistar o bronze no EuroBasket de 2015 com médias de 10,4 pontos, 8,1 rebotes e 2,0 bloqueios durante o torneio.

Nos Jogos Olímpicos de 2016, Gobert disputou cinco jogos pela França e teve média de 5,7 pontos, 7,2 rebotes e 1,8 bloqueios.[67] Ele também conquistou a medalha de bronze com a França na Copa do Mundo de 2019, onde teve médias de 10,1 pontos, 9,1 rebotes, 1,8 assistências, 0,6 roubos de bola e 1,9 bloqueios.[68]

Nos Jogos Olímpicos de 2020, Gobert levou a França à medalha de prata tendo médias de 12,2 pontos e 9,3 rebotes.[69]

Em 2022, ele levou a França à medalha de prata no EuroBasket de 2022 com médias de 12,8 pontos, 9,8 rebotes e 1,2 bloqueios durante o torneio.[70][71]

Referências

  1. «Rudy Gobert | Minnesota Timberwolves». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  2. Spears, Marc J. (10 de fevereiro de 2020). «First-time All-Star Rudy Gobert is fulfilling his dad's hoop dream». Andscape (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  3. «Rudy Gobert, un ancien basketteur de Saint-Quentin (02) en NBA la saison prochaine». France 3 Hauts-de-France (em francês). 28 de junho de 2013. Consultado em 18 de maio de 2023 
  4. Proballers. «Pau-Lacq-Orthez vs. Cholet - May 10, 2011 - Game recap». Proballers (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  5. «Rudy Gobert - Cholet – Joueurs - Pro A – LNB.fr». web.archive.org. 1 de novembro de 2014. Consultado em 18 de maio de 2023 
  6. Video, B/R. «Meet the Unknown Shot-Blocking Sensation Who's Opening Eyes Around the NBA». Bleacher Report (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  7. «Jazz Acquires Draft Rights to Rudy Gobert from Denver». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  8. «Jazz Exercise Team Options on Burke and Gobert». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  9. «Jazz Exercise Team Options on Four Players». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  10. «Rudy Gobert Injury Update (Dec. 2, 2015)». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  11. «Jazz Sign Rudy Gobert to Multi-Year Contract Extension». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  12. à 07h46, Par Le 1 novembre 2016 (1 de novembro de 2016). «NBA : Rudy Gobert signe un contrat record à 93 millions d'euros». leparisien.fr (em francês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  13. «Suns 105-112 Jazz (Dec 6, 2016) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  14. «Kings 84-104 Jazz (Dec 10, 2016) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  15. «Cavaliers 92-100 Jazz (Jan 10, 2017) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  16. «Jazz 112-107 Mavericks (Jan 20, 2017) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  17. «Jazz 100-107 Pacers (Mar 20, 2017) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  18. «Knicks 101-108 Jazz (Mar 22, 2017) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  19. «Jazz's Gobert hopeful of return during series». ESPN.com (em inglês). 16 de abril de 2017. Consultado em 18 de maio de 2023 
  20. «Clippers 98-105 Jazz (Apr 23, 2017) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  21. «Jazz 104-91 Clippers (Apr 30, 2017) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  22. «Russell Westbrook, James Harden, LeBron James lead 2016-17 All-NBA first team». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  23. «Rudy Gobert Named to NBA All-Defensive First Team». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  24. «Sources: Jazz center Rudy Gobert expected to miss 4-to-6 weeks with bone bruise in knee». Yahoo Sports (em inglês). 12 de novembro de 2017. Consultado em 18 de maio de 2023 
  25. «Knicks 117-115 Jazz (Jan 19, 2018) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  26. «Timberwolves 108-116 Jazz (Mar 2, 2018) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  27. «Rudy Gobert Selected to NBA All-Defensive First Team». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  28. «Jazz's Rudy Gobert is honored as NBA Defensive Player of Year». The Salt Lake Tribune (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  29. «Trail Blazers 96-117 Jazz (Dec 25, 2018) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  30. «Knicks 97-129 Jazz (Dec 29, 2018) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  31. «Pistons 94-100 Jazz (Jan 14, 2019) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  32. «Jazz 129-109 Clippers (Jan 16, 2019) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  33. «Rudy Gobert named NBA's Western Conference Player of the Week». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  34. «Suns 92-125 Jazz (Mar 25, 2019) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  35. Video, B/R. «Utah's Rudy Gobert Shatters the NBA Single-Season Dunk Record». Bleacher Report (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  36. «Rudy Gobert named NBA's Defensive Player of the Year for the second season in a row». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  37. «Rudy Gobert named French Player of the Year». Eurohoops (em inglês). 12 de outubro de 2019. Consultado em 18 de maio de 2023 
  38. «Trophée Alain Gilles : Rudy Gobert élu meilleur basketteur français de l'année 2019». Basket USA (em francês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  39. Lowman, Mychal (25 de janeiro de 2020). «OMG OMG OMG OMG UTAH JAZZ WIN BECAUSE RUDY GOBERT IS DEFENSIVE GOD OF THE YEAR». SLC Dunk (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  40. «Jimmy Butler, Chris Paul, Russell Westbrook highlight reserves for All-Star Game 2020». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  41. «Rudy Gobert touches reporters' mics, out for Jazz-Nuggets game (illness)». ProBasketballTalk | NBC Sports (em inglês). 11 de março de 2020. Consultado em 18 de maio de 2023 
  42. «Jazz C Gobert apologizes for 'careless' actions». ESPN.com (em inglês). 12 de março de 2020. Consultado em 18 de maio de 2023 
  43. Boren, Cindy; Bieler, Des (15 de março de 2020). «Rudy Gobert, first NBA player found to have coronavirus, pledges $500,000 for relief efforts». Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286. Consultado em 18 de maio de 2023 
  44. «Gobert, Mitchell cool after talk: 'There's no fight'». ESPN.com (em inglês). 13 de abril de 2020. Consultado em 18 de maio de 2023 
  45. «Rudy Gobert contributes $500,000 to part-time employees, COVID-related services». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  46. «Jazz sign Rudy Gobert to contract extension». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  47. «Rudy Gobert signs 5-year, $205 million extension with Jazz». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  48. «Gobert, Jazz agree to 5-year, $205M extension». ESPN.com (em inglês). 20 de dezembro de 2020. Consultado em 18 de maio de 2023 
  49. «Utah Jazz's Rudy Gobert and Donovan Mitchell named to NBA All-Star Game, but Mike Conley is left out». The Salt Lake Tribune (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  50. «Harden, Lillard headline 2021 NBA All-Star reserves». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  51. «Rudy Gobert named 2020-21 Kia Defensive Player of the Year». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  52. Mariano, Paolo (11 de junho de 2021). «Rudy Gobert Sets Crazy Jazz Record Never Been Done In Over A Decade». ClutchPoints (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  53. «2022 NBA All-Star reserves revealed!». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  54. «Boston's Marcus Smart wins 2021-22 Kia Defensive Player of the Year award». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  55. «NBA announces 2021-22 Kia All-Defensive 1st and 2nd Teams». NBA.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  56. «Minnesota Timberwolves Acquire Center Rudy Gobert from Utah Jazz». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  57. «Thunder 108-115 Timberwolves (Oct 19, 2022) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  58. «Lakers 102-111 Timberwolves (29 Oct, 2022) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  59. «Clippers 115-128 Timberwolves (Jan 6, 2023) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  60. «Timberwolves 110-102 Lakers (Mar 3, 2023) Game Recap». ESPN (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  61. «Wolves' Gobert swings at teammate, sent home». ESPN.com (em inglês). 9 de abril de 2023. Consultado em 18 de maio de 2023 
  62. Patt, Jason (9 de abril de 2023). «🎥 Rudy Gobert Sent Home After Throwing Punch At Kyle Anderson On Bench». ClutchPoints (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  63. «Timberwolves Suspend Rudy Gobert». www.nba.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  64. «Wolves suspend Gobert for play-in vs. Lakers». ESPN.com (em inglês). 10 de abril de 2023. Consultado em 18 de maio de 2023 
  65. «Rudy Gobert Stats, Height, Weight, Position, Draft Status and more». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  66. «Rudy GOBERT at the FIBA Basketball World Cup 2014». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  67. «Rudy GOBERT at the Rio 2016 - Olympic Basketball Tournament (Men) 2016». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  68. «Rudy GOBERT at the FIBA Basketball World Cup 2019». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  69. «Rudy GOBERT at the Tokyo 2020 Men's Olympic Basketball Tournament». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  70. «Rudy GOBERT at the FIBA EuroBasket 2022». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023 
  71. «Willy Hernangomez earns TISSOT MVP award to lead TISSOT All-Star Five in Berlin». FIBA.basketball (em inglês). Consultado em 18 de maio de 2023