Playmobille

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
PLAYMOBILLE
Informação geral
Origem Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Pop Rock
Período em atividade 2005 - atualmente
Gravadora(s) Seven Music/Universal Music Group (2009) Somlivre (2010) Sony Music Entertainment (2014)
Integrantes Gugu Peixoto
Bruno Dantas
Gabriel Mello
Kadu Marins
Daniel Rodrigues
Página oficial www.playmobille.com.br

Playmobille é uma banda de pop-rock criada na cidade do Rio de Janeiro no final de 2005, por Gugu Peixoto. O nome "Playmobille", além de ser uma referência (ou reverência) ao clássico brinquedo que fez sucesso no Brasil na década de 80, é também, segundo o próprio grupo, uma síntese das coisas que eles gostam mais de fazer. A palavra play pode ser traduzida do inglês como "brincar", "tocar" ou "atuar", e mobile representaria a vida de fazer shows de cidade em cidade. A ideia inicial, ainda segundo a banda, era fazer um som "meio o que vier na cabeça", e assim começou sua história fazendo pequenos shows pela Barra da Tijuca.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 2005, Gugu Peixoto - que também é ator e fundador de uma das bandas MAIS PUNK'S PAULEIRAS do brasil - estudava numa universidade carioca, e incentivado pelos seus colegas de turma começou a procurar músicos para recomeçar, agora com uma nova banda[2]. Depois de algum tempo procurando por bateristas, Gugu resolveu procurar por um no site Tosembanda.com, famoso por conter cadastro de músicos disponíveis. Desta forma, Bruno Dantas foi convidado para se juntar à banda - ainda sem um nome.[1]

Escolhido o nome Playmobille, o então quarteto começou a fazer suas primeiras apresentações. A banda sofreu várias mudanças na sua formação. Quando procurava um novo baixista, Bruno encontrou o Rodrigo Lemmings no mesmo Tosembanda.com onde fora achado por Gugu. Ao gravar uma participação numa novela conheceram Gabriel Mello, tecladista. Gabriel foi convidado para um ensaio e nunca mais deixou a banda, que então virou quinteto. Para preencher o posto de guitarrista, a banda convidou Rafael Batata, virtuoso guitarrista e amigo de adolescência do baixista Lemmings.

Decidida a ir mais longe, a banda convidou o produtor Rodrigo Vidal[2] - que já havia trabalhado com Pitty, Cachorro Grande e Capital Inicial - para produzir e gravar seu primeiro álbum oficial. Convencidos por Vidal, a banda gravou apenas 4 músicas e as lançou exclusivamente no seu Myspace. Em pouco tempo as músicas alcançaram milhares de execuções e chamam a atenção de um pequeno selo distribuído pela Universal Music[3].

Com acordo fechado para a distribuição do seu primeiro álbum, a banda convocou Vidal para dar continuidade às gravações e outras canções saem do forno. Em paralelo à gravação do álbum, a banda grava seu primeiro clipe, "Pipoca", com direção de Raphael Vieira e as participações da atriz Camila Rodrigues e do ator Guilherme Boury.[4] O primeiro álbum, batizado "Devaneios e Fosforilações", foi lançado em outubro de 2008.

Já em 2009, insatisfeitos com a distribuição ineficiente, a banda decide romper com o selo que distribuía "Devaneios". Em paralelo, a gravadora Som Livre toma conhecimento do trabalho da Playmobille através de Maria Gadú[2] e chama a banda para conversar. Um novo acordo é fechado e a Som Livre decide relançar "Devaneios e Fosforilações", numa edição com novo trabalho gráfico e canções novas. A banda convida Rodrigo Vidal novamente e grava as inéditas "Um dia se fez Mudo" e "As Pontes".

No segundo semestre de 2009, a banda recebe convites para integrar as trilhas de duas novelas da TV Globo. A regravação de Jorge Maravilha, música de Chico Buarque é incluída na trilha sonora da Malhação ID[5], e a balada A Próxima Vez vai para a trilha sonora da novela Viver a Vida. Em paralelo, o recém lançado disco da cantora Maria Gadú recebe excelentes críticas e a canção Linda Rosa, regravada pela artista, entra na trilha sonora da novela das 6 Cama de Gato.[6][7][8] [9]

O relançamento de "Devaneios e Fosforilações" ocorreu em Março de 2010, recebendo críticas positivas da imprensa especializada.

No final de 2010 a banda passa por mais uma reformulação contando com a entrada de dois novos integrantes: Claudio Costa e Felipe Chernicharo.

O ano de 2011 foi pé na estrada e a preparação/composição para as gravações do novo disco. Antes, porém, mais uma mudança... a banda agora conta com Kadu Marins na guitarra.

Em dezembro de 2011 a banda gravou seu segundo álbum, intitulado "Da boca pra dentro", no Estúdio Versão Acústica (em São João Nepomuceno/MG). O disco conta com 13 faixas inéditas (12 autorais e uma regravação da música O anjo mais velho do grupo O Teatro Mágico[2]) e ainda com as participações especiais de Maria Gadú[2], Paulinho Moska[2], Emmerson Nogueira[2], Fernando Anitelli[2] e Tomaz Lenz[2].

A arte do novo álbum foi concebida pela artista plástica Cacá Fonseca[2] e o disco foi lançado independente em Agosto de 2012.

Em maio de 2014, a Playmobille é convidada e começa uma parceria com a gravadora Sony Music para a distribuição das músicas do disco "Da Boca Pra Dentro".

Após quase 4 anos, a banda novamente integra uma trilha sonora no início de 2015. Agora, na nova novela das 18 - Sete Vidas (Rede Globo) - embalando a trama como tema dos personagens Pedro e Taís (interpretados respectivamente por Jayme Matarazzo e Maria Flor) com a música A Dança.

2016 foi um ano de muitas conquistas e novas oportunidades. A banda foi semifinalista do programa Superstar (da Rede Globo), ficando entre os "TOP 8" da edição e alcançando a liderança do ranking na sua 5ª apresentação. Ao todo foram 6 apresentações no programa.

Para 2017 o foco fica por conta do lançamento do DVD - Playmobille: já ouvi falar. Gravado na Toca do Bandido, no RJ, em parceria com a Moove House. No DVD estão 11 músicas (4 do primeiro disco, 4 do segundo e 3 inéditas), com previsão de lançamento até a metade do ano.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Gugu Peixoto - guitarrista e vocalista
  • Bruno Dantas - baterista
  • Daniel Rodrigues - baixista
  • Gabriel Mello - tecladista
  • Kadu Marins - guitarrista

Ex-integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Brenno Tubarão - baixista/2005-2006
  • Diego Vivas -guitarrista/2005-2006
  • Wallace Machado -baixista/2006
  • Felipe Balbino - guitarrista/2007
  • Rodrigo Lemmings - baixista/2007-2010
  • Rafael Batata - guitarrista/2007-2010
  • Claudio Costa -guitarrista/2010-2011
  • Felipe Chernicharo - baixista/2010-2012

Discografia[editar | editar código-fonte]

Demo[editar | editar código-fonte]

  • No stress (2005)
  • Amante Mutante (2007)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Pipoca (2008)

Extended plays[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes do disco Gravadora
2012 Da Boca Pra Dentro - Vol 1
  • Lançamento: 22 de agosto de 2012
  • Relançamento: 17 de junho de 2014
  • Formato: Download digital
Independente / Sony Music Brasil
Da Boca Pra Dentro - Vol 2
  • Lançamento: 22 de agosto de 2012
  • Relançamento: 20 de janeiro de 2015
  • Formato: Download digital

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes do disco Gravadora
2008 Devaneios e Fosforilações Som Livre

Clipes[editar | editar código-fonte]

  • Pipoca (2008)
  • Direito de escolha (2014)
  • Talvez (2015)
  • Bailarina (2016)
  • A dança (2016)

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Ano Título Mídia
2009-2010 Jorge Maravilha Malhação ID
A Próxima Vez Viver a Vida
2010 Pipoca Ribeirão do Tempo
2011 Linda Rosa Desenrola
2015 A Dança Sete Vidas
2015 Jorge Maravilha A grande família

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Gugu Peixoto também é ator de TV e Teatro. Chegou a fazer pontas em Malhação, antes da Playmobille, e em Viver a Vida.
  • Bruno Dantas era bibliotecário antes de entrar na Playmobille.
  • Bruno e Gugu são canhotos, mas tocam seus instrumentos como destros.
  • O nome "Devaneios e Fosforilações" foi dado ao álbum em homenagem ao pai de Gugu, que às vésperas da gravação do disco dissera que tal empreitada era um devaneio, e que seu filho estava "fosforilando".
  • Gabriel é o caçula da banda, e Gugu é o mais velho.
  • Rodrigo Vidal conheceu a cantora Maria Gadú através de Gugu Peixoto, durante as gravações de "Devaneios". Meses depois, ele produziria o primeiro álbum solo da cantora.
  • A Playmobille já se apresentou no Domingão do Faustão, no quadro Pistolão, com a participação da atriz Camila Rodrigues.[4]
  • O segundo disco (Da boca pra dentro) foi lançado no dia 22 de agosto de 2012, aniversário do vocalista da banda Gugu Peixoto.

Referências

  1. a b «Playmobille em entrevista exclusiva ao Cifras». NME.COM. Consultado em 31 de Julho de 2010 
  2. a b c d e f g h i j «Gravada por Maria Gadú, Playmobille tem músicas em três novelas e está no Viradão». Garota FM. 10 de Março de 2010. Consultado em 29 de Julho de 2010 
  3. «No rastro de Moptop e Ramirez, que chegam ao segundo disco, bandas como Macanjo e Playmobille gravam seus primeiros trabalhos». O Globo. 19 de Julho de 2008. Consultado em 29 de Julho de 2010 
  4. a b «Camila Rodrigues canta com a banda Playmobille». Domingão do Faustão. 12 de Outubro de 2008 
  5. «Trilha sonora de 'Malhação ID' traz clássicos do pop-rock nacional regravados». O Globo. 15 de Fevereiro de 2010. Consultado em 29 de Julho de 2010 
  6. «Cecília Dassi, a Clarisse de Viver a Vida, apresenta a galera do Playmobille». Domingão do Faustão. 12 de Outubro de 2008 
  7. Jornal O GLOBO. Suplemento, publicado em 23 de Novembro de 2008, diário
  8. Jornal Extra. Suplemento, publicado em 2 de Fevereiro de 2010, diário
  9. Jornal Vale do Aço, publicado em 9 de Maio de 2010, diário

Ligações externas[editar | editar código-fonte]