Preto com um Buraco no Meio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Preto com um buraco no meio)
Ir para: navegação, pesquisa
Preto com um Buraco no Meio
Álbum de estúdio de Casseta & Planeta
Lançamento 1989
Gravação 1988 (faixa "Rap do Vagabundo": fevereiro de 1989, Sigla)
Gênero(s) Humor, rock, samba
Duração 40 min 43 seg
Idioma(s) Português
Formato(s) K7, LP
Gravadora(s) WEA
Produção Paulo Albuquerque
Cronologia de Casseta & Planeta
Para Comer Alguém
(1994)

Preto com um Buraco no Meio é o primeiro álbum do conjunto musical Casseta & Planeta. O disco reúne a maior parte do repertório dos shows da banda (inicialmente chamada Casseta Popular & Planeta Diário, referindo-se aos dois grupos de humor que lhe deram origem). Um registro desse show foi lançado em VHS pela Globo Vídeo.

O disco atingiu grande êxito com o funk "Mãe é Mãe", no qual Bussunda fazia sátira a Tim Maia[1]. Outra faixa destacada, o samba "Tô Tristão", tinha uma versão para execução pública, com letra suavizada. "Tributo a Bob Marley" também foi um quase-hit, e levou o grupo a se apresentar em programas como o Globo de Ouro e o Milk-Shake (da apresentadora Angélica).

Seu título levou a acusações de racismo, porém, nada mais é do que a definição do disco de vinil, que é preto, com um furo encaixado no toca-discos. A piada surgiu da resposta padrão da banda às perguntas de como o disco seria. O grupo afirmou ser coincidência o termo também ser usado como gíria para vítimas do Esquadrão da Morte.

A última canção do Lado B, Punheta, na verdade é uma faixa inexistente, atribuída no encarte a "Cassandra Rios, Bussulivan e Brassadas", com a observação "O Departamento de Censura da Polícia Federal proibiu tocar Punheta em todo o território nacional."

Preto com um Buraco no Meio foi originalmente lançado em LP e cassete. Nunca teve versão em CD[2], mas as principais faixas foram reeditadas em CD em The Bost of Casseta & Planeta, única compilação da banda.

A título de curiosidade, a furadeira que aparece na capa do disco é uma Bosch Industrial GSB-30-2, de 5/8".

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado A

Todas as músicas compostas por Mu Chebabi.

N.º Título Letra Duração
1. "Mãe é Mãe"   Bussunda 4:30
2. "Diga"   Bussunda 3:05
3. "Com Tanta Gente Passando Fome"   Bussunda 3:02
4. "A Lambada" (efeito sonoro, creditado a "H. Shibata, Bussulivan & Brassadas")   0:06
5. "Tributo a Bob Marley" (participação de Djavan) Hubert, Claude Mañel, Reinaldo Planeta, Beto Silva & Bussunda 5:13
6. "Herança Genética"   Claude Mañel, Beto Silva & Leila Maia 4:17
Lado B
N.º Título Letra Duração
1. "Tô Tristão"   Beto Silva, Claude Mañel, Bussunda & Mané Jacó 3:47
2. "Adolescente"   Bussunda 2:51
3. "Rap do Vagabundo"   Reinaldo Planeta, Hubert & Marcelo Madureira 3:07
4. "Meu Bem"   Beto Silva 2:18
5. "Mobral"   Reinaldo Planeta & Huber 4:52
6. "Mama Áustria"   Bussunda, Claude Mañel, Hubert, Beto Silva, Reinaldo Planeta, Mané Jacó & Hélio de la Peña 3:35
7. "Punheta"      

Referências

  1. NASCIMENTO, Silvio (7 de novembro de 2007). «A biografia do cantor Tim Maia». Revista VEJA. Consultado em 17 de março de 2015 
  2. «Preto com um buraco no meio». Casseta & Planeta (página oficial). Consultado em 18 de março de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.