Rhodia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo asteróide homônimo, veja 437 Rhodia.
Rhodia
Pública (Euronext: RHA)
Atividade Química
Fundação 1998
Sede Flag of France.svg França
Pessoas-chave Jean-Pierre Clamadieu (Chairman e CEO)
Empregados 14.250 em 2011[1]
Lucro Green up.png
Faturamento €5,2 bilhões em 2010
Website oficial http://www.br.rhodia.com

Rhodia é o nome adotado no Brasil pelo grupo Rhône-Poulenc, baseado na França e com negócios no Brasil desde 1919[2]. Em 4 de Abril de 2011 houve a aquisição pela empresa belga Solvay S.A. por €3,4 mil milhões. As ações da Rhodia são cotadas na bolsa de valores de Paris (Euronext).

No mundo[editar | editar código-fonte]

Os negócios são estruturados em 11 unidades globais, agrupadas em cinco áreas[3].

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Centro Empresarial de São Paulo, onde está situada a sede da empresa no Brasil, na zona sul de São Paulo.

No Brasil, suas instalações estão todas situadas no estado de São Paulo:

Centro de Pesquisa e Inovação[editar | editar código-fonte]

Unidades Industriais[editar | editar código-fonte]

Sede[editar | editar código-fonte]

Polêmica[editar | editar código-fonte]

Caso Rhodia[editar | editar código-fonte]

A unidade industrial ainda existente, embora inoperante, localizada no polo petroquímico e siderúrgico de Cubatão, instalada durante o período do regime militar, marca presença em um polêmico escândalo ambiental, conhecido como Caso Rhodia. O episódio tem como elemento principal a contaminação de funcionários por organoclorados, entre outras substâncias, além do despejo de cerca de 12 mil toneladas de resíduos químicos [12] em diversos aterros de origem suspeita na Baixada Santista.

Restam pelo menos 33 mil toneladas em um aterro conhecido por Estação de Espera da Rhodia, este por sua vez localizado no município de São Vicente, aguardando um destino ainda incerto, uma vez que a justiça determinou que a incineração, realizada no terreno também contaminado da própria fábrica em Cubatão, não poderia continuar a ser feita. O caso voltou a ganhar alguma notoriedade no Nordeste, com a tentativa de levar o material para Camaçari, na Bahia, sendo que cerca de 900 toneladas do material chegaram a ser incineradas antes de uma notificação da justiça[13][14].

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.