Roy Wegerle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wegerle
Informações pessoais
Nome completo Roy Wegerle
Data de nasc. 19 de março de 1964 (53 anos)
Local de nasc. Pretória, Flag of South Africa (1928-1994).svg África do Sul
Nacionalidade Sul-africano e norte-americano
Altura 1,80 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Meia-atacante
Clubes de juventude
1980–1981 Estados Unidos Universidade do Sul da Flórida
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1984
1984
1984-1986
1986-1988
1988
1988-1990
1990-1992
1992
1992-1995
1996-1997
1997-1998
1998
Estados Unidos Tampa Bay Rowdies
Estados Unidos Arcadia Shepherds
Estados Unidos Tacoma Stars
Inglaterra Chelsea
Inglaterra Swindon Town (emp.)
Inglaterra Luton Town
Inglaterra QPR
Inglaterra Blackburn Rovers
Inglaterra Coventry City
Estados Unidos Colorado Rapids
Estados Unidos D.C. United
Estados Unidos Tampa Bay Mutiny
21 0(9)

59 0(?)

07 0(1)
45 (10)
65 (29)
11 0(4)
53 0(9)
36 0(4)
24 0(7)
12 0(1)
Seleção nacional
1992-1998 Flag of the United States.svg Estados Unidos 41 (7)

Roy Wegerle (Pretória, 19 de março de 1964) é um ex-futebolista e treinador de futebol norte-americano nascido na África do Sul. Atuou em duas Copas do Mundo.

A sua carreira clubística iniciou-se em 1984, no Tampa Bay Rowdies (time indoor da Flórida). Ainda na fase amadora do futebol nos EUA, atuou por Arcadia Shepherds e Tacoma Stars.

Seu primeiro time profissional foi o Chelsea, onde não chegou a atuar, sendo emprestado ao Swindon Town. Na Inglaterra, jogaria ainda por Luton Town, QPR, Blackburn Rovers e Coventry City.

De volta aos EUA, Wegerle jogou por Colorado Rapids e D.C. United antes de se aposentar no final de 1998, aos 34 anos, ao serviço do Tampa Bay Mutiny.

Seleção dos EUA[editar | editar código-fonte]

Wegerle, mesmo tendo nascido na África do Sul, não chegou a disputar uma partida pela Seleção de seu país natal (a África do Sul estava suspensa pelo apartheid, então vigente no país), vestindo a camisa da Seleção dos EUA pela primeira vez em 1992, contra a Irlanda. Convocado para a Copa de 1994, tornou-se o primeiro nativo da África do Sul a disputar uma Copa (o goleiro inglês Gary Bailey, reserva de Peter Shilton no mundial de 1986, possui passaporte sul-africano).

Antes de pendurar as chuteiras, se aventurou como treinador interino do Colorado Rapids em 1996, e foi convocado para a Copa de 1998.

Bandeira de África do SulSoccer icon Este artigo sobre futebolistas sul-africanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.