Tab Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tab Ramos
Informações pessoais
Nome completo Tabaré Ramos Ricciardi
Data de nasc. 21 de setembro de 1966 (48 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americano
Uruguai uruguaio
Altura 1,73 m
Apelido El Elejido
Informações profissionais
Posição Treinador (Ex-Zagueiro)
Clubes de juventude
1984–1987 NC State Wolfpack
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1988
1989
1990–1991
1991–1992
1992–1995
1995–1996
1996-2002
Estados Unidos New Jersey Eagles
Estados Unidos Miami Sharks
Espanha Figueres (emp.)
Espanha Figueres
Espanha Real Betis
México Tigres
Espanha New York MetroStars
Total
8 (2)
3 (0)
38 (5)
34 (4)
59 (1)
35 (2)
121 (9)
298 (23)
Seleção nacional
1988-2000 Flag of the United States.svg Estados Unidos 81 (8)
Times/Equipas que treinou
20011–
2014-
Estados Unidos Estados Unidos Sub-20
Flag of the United States.svg Estados Unidos (assistente)
Última atualização: quarta-feira, 08 de julho de 2015

Tabaré Ramos Ricciardi, mais conhecido por Tab Ramos (Montevidéu, 21 de setembro de 1966) é um ex-futebolista uruguaio naturalizado americano[1] [2]

Ramos viveu até por volta de seus dez anos em seu país natal, quando emigrou com a família para os Estados Unidos.[1] .

Pela Seleção dos EUA, jogou 81 partidas (inclusive em Copas do Mundo e Jogos Olímpicos), e marcou oito gols.

Em clubes, se destacou no MetroStars (hoje, Red Bull New York), atuando entre 1996 e 2002. Também atuou por New Jersey Eagles, Miami Sharks, Figueres, Real Betis e Tigres. Encerrou a sua carreira no final da temporada 2002 da MLS, aos 36 anos. Atualmente integra a equipe técnica da seleção de futebol dos EUA

Copas do Mundo[editar | editar código-fonte]

Tab Ramos disputou a Copa de 1990, a de 1994 e a de 1998.

Ele ficou mais conhecido no Brasil por ter levado uma violenta cotovelada do lateral brasileiro Leonardo. Ramos caiu no gramado, em dor intensa pela fratura no maxilar ocasionada pelo golpe; o árbitro francês Joël Quiniou expulsou Leonardo, que nunca mais jogou naquela Copa, vencida pelo Brasil.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Mike Windischmann
Futebolista do Ano da U.S. Soccer
1990
Sucedido por
Hugo Pérez
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.