Sabri Lamouchi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sabri Lamouchi
صبري لاموشي
Informações pessoais
Nome completo Sabri Lamouchi
Data de nasc. 9 de novembro de 1971 (49 anos)
Local de nasc. Lyon, França
Nacionalidade francês
tunisino
Altura 1,75 m
destro
Informações profissionais
Equipa atual Al-Duhail
Posição Ex-volante
Função Treinador
Clubes de juventude
1977–1981
1982–1989
Lyon-Duchère
Cascol Oullins
Clubes profissionais
Anos Clubes
1990–1994
1994–1998
1998–2000
2000–2003
2003–2004
2004–2005
2005–2006
2006–2007
2007-2008
2009
Alès
Auxerre
Monaco
Parma
Internazionale
Genoa (emp.)
Olympique de Marseille
Al-Rayyan
Umm-Salal
Al-Kharitiyath
Seleção nacional
1996–2001 França
Times/Equipas que treinou
2012–2014
2014–2017
2017–2018
2019–2020
2020–
Costa do Marfim
El-Jaish
Rennes
Nottingham Forest
Al-Duhail

Sabri Lamouchi - em árabe, صبري لاموشي (Lyon, 9 de novembro de 1971) é um treinador e ex-futebolista francês de ascendência tunisiana que atuava como volante. Atualmente comanda o Al-Duhail.

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Após defender Lyon-Duchère e Cascol Oullins nas categorias de base, Lamouchi iniciou sua carreira profissional em 1990, no Alès, realizando 129 jogos e marcando 30 gols até 1994. Chamou a atenção do Auxerre, onde se destacou e atuou até 1998, conquistando dois títulos (Campeonato Francês e Copa da França, ambos na temporada 1995–96). Pelo clube borgonhês, foram 176 partidas e 25 gols.

Ainda teve boas passagens por Monaco (72 jogos, 7 gols) e Parma (123 partidas, 10 gols), tendo conquistado mais dois títulos: a Copa da França de 1999–00, com a equipe do principado, e a Copa da Itália de 2001–02 pelo clube italiano.

Lamouchi jogou pela Internazionale na temporada 2003–04, atuando em 26 partidas, e pelo Genoa na temporada 2004–05 por empréstimo (20 jogos e um gol), sem agradar. Voltou ao futebol francês em julho de 2005, sendo anunciado pelo Olympique de Marseille.[1]

Atraído pelo "petrodólares" do Catar, Lamouchi foi contratado pelo Al-Rayyan em 2006, marcando um gol logo em sua estreia. Defenderia ainda Umm-Salal e Al-Kharitiyath, onde encerraria a carreira em 2009, quatro meses antes de completar 38 anos.

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Com a carreira de jogador encerrada, Lamouchi virou comentarista esportivo, exercendo a função até maio de 2012, quando foi contratado para treinar a Costa do Marfim, substituindo o demitido François Zahoui.[2] Com os Elefantes classificados para a Copa do Mundo de 2014, o ex-meio-campista, enfim, fez sua estreia em Copas como técnico de uma Seleção Nacional. Lamouchi deixou o comando técnico após a participação marfinense no torneio, quando o selecionado amargou a eliminação na fase de grupos.[3][4]

Al-Jaish[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2014 assinou com o Al-Jaish, do Catar.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Estreou pela Seleção Francesa em 1996, fazendo parte do elenco que foi semifinalista da Eurocopa. Jogou apenas uma partida, contra a República Tcheca, pela semifinal da competição - os Bleus perderam nos pênaltis.

Incluído por Aimé Jacquet na pré-lista de 28 jogadores que disputariam a Copa do Mundo de 1998, Lamouchi foi um dos seis atletas cortados do elenco que sagrou-se campeão (os outros foram o goleiro Lionel Letizi, o zagueiro Martin Djetou, os meias Pierre Laigle e Ibrahim Ba e o atacante Nicolas Anelka).[5] Perdeu ainda a chance de disputar a Eurocopa de 2000 e Copa das Confederações FIFA de 2001, onde a França levaria o título nas duas competições. Em cinco anos de Seleção, Lamouchi atuou em 12 partidas e marcou um gol.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Auxerre

Monaco

Parma

Olympique de Marseille

Como treinador[editar | editar código-fonte]

El Jaish

  • Copa do Catar: 2016

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

  • Treinador do Mês da Championship: setembro de 2019 e janeiro de 2020

Referências

  1. «Olympique de Marselha apresenta mais dois reforços». Trivela. 13 de julho de 2005. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  2. «Costa do Marfim precisa ser um time para cumprir expectativas». Trivela. 16 de novembro de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  3. «Ivory Coast coach Sabri Lamouchi steps down» (em inglês). BBC Sport. 25 de junho de 2014. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  4. Juscelino Filho e Thaís Jorge (24 de junho de 2014). «"Minha história com a Costa do Marfim acaba aqui", lamenta Lamouchi». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 
  5. «FRANCE AXE ANELKA; Gunners kid out of this world» (em inglês). The Free Library. 24 de maio de 1998. Consultado em 5 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]