Scott McCloud

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Scott McCloud (nascido Scott McLeod, Boston, Massachusetts, 10 de junho de 1960) é um quadrinista americano e defensor dos quadrinhos como uma forma literária e de arte autônoma.

Scott McCloud em Montreal, Quebec, 2006. (Imagem:Simon Law)

Biografia[editar | editar código-fonte]

McCloud começou a destacar-se como autor de quadrinhos com a série de ficção científica "Zot!", publicada entre 1984 e 1990 pela Eclipse Comics.[1]

Seus outros trabalhos em quadrinhos impressos incluem Destroy!!, a graphic novel The New Adventures of Abraham Lincoln e o roteiro de 12 edições de Superman Adventures da DC Comics (revista em quadrinhos baseada na série animada Superman: The Animated Series produzida por Bruce Timm), a minissérie Superman: Strength, e sua graphic novel The Sculptor, lançada em 2015.[2]


Sua popularidade, no entanto, é maior como teórico dos quadrinhos, devido aos seus livros "Desvendando os Quadrinhos" (Understanding Comics: The Invisible Art), de 1993 e "Reinventando os Quadrinhos" (Reinventing Comics: How Imagination and Technology Are Revolutionizing an Art Form), de 2000. Em 2006, ele publicou "Desenhando Quadrinhos" (Making Comics: Storytelling Secrets of Comics, Manga and Graphic Novels).[3] Nessas obras, todas apresentadas como história em quadrinhos, McCloud aborda todo processo de criação de histórias nesse formato, analisando-o tanto pelos aspectos conceitual e artístico como também pelo técnico e comercial.

Soctt McCloud foi também um dos pioneiros na produção de Webcomics e idealizador do conceito de 24 horas de quadrinhos (24-hour comic), em que um único artista trabalha durante 24 horas ininterruptas criando uma história de 24 páginas.[4][1] A idéia, que surgiu de um desafio pessoal com o cartunista Stephen Bissette, desde então angariou um número significativo de adeptos.[5]

Em 1º de setembro de 2008, para divulgar o lançamento do navegador Google Chrome, a Google publicou na Internet um press release em formato de quadrinhos desenhado por McCloud.[6]

Recepção e legado[editar | editar código-fonte]

McCloud tem sido chamado de "Marshall McLuhan dos quadrinhos".[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

Referências

  • Understanding Comics: The Invisible Art (1993)
  • Reinventing Comics: How Imagination and Technology Are Revolutionizing an Art Form (2000)
  • Making Comics: Storytelling Secrets of Comics, Manga and Graphic Novels (2006)


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Scott McCloud