Sônia Luyten

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sônia Maria Bibe Luyten
Nacionalidade Brasil Brasileira
Cônjuge Joseph Luyten †
Cargo professora universitária, tradutora, jornalista

Sônia Maria Bibe Luyten é uma pesquisadora brasileira, especialista em histórias em quadrinhos e na cultura pop do Japão.[1]

Formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero,[2] trabalhou como tradutora de tiras no Jornal da Tarde, através da Associated Press.[3]


É uma pioneira no estudo de histórias em quadrinhos no Brasil, tendo começado a se dedicar ao tema ainda nos anos 70. Doutora em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo, ela lecionou na própria USP e em outras instituições. Foi professora convidada da Universidade de Estudos Estrangeiros de Osaka e Tóquio (1984-1990), professora da Universidade Real de Utrecht (1993-1996) e professora convidada da Universidade de Poitiers (1998-1999). Desde 2009 é professora titular da Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC), de Juiz de Fora.[4][5]

Na década de 70, fundou na USP um núcleo de estudos de mangá (quadrinho japonês) que se tornou o embrião da Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações (Abrademi), nessa época, fundou a revista Quadreca,[6] cuja quarta edição foi dedicada aos mangás.[7]


Dirigiu a Gibiteca do Museu de Imprensa Júlio de Mesquita Filho, também na USP. Entre os anos de 2000 e 2004, colaborou com o site Universo HQ, escrevendo as colunas Quadrinhos pelo Mundo[8] e Banca de Teses.[9] Vencedora de dois troféus HQ Mix por sua produção teórica, desde 2009 é integrante do comitê organizador do prêmio.


A autora escreveu prefácios nas seguintes obras: no Mangá Tropical (2003 -Via Lettera),[10] Uma Biografia Mangá: Osamu Tezuka de Toshio Ban (2003, Conrad Editora)[11] e Mulheres de Yoshiriro Tatsumi (2007 - Zarabatana Books).[12]

Sonia foi casada com Joseph Luyten, Joseph era um renomado professor e pesquisador da chamada literatura de cordel e veio falecer em julho de 2006, vítima de um ataque cardiaco[13].

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2008 Troféu HQ Mix - O Samurai (Associação dos Cartunistas do Brasil)
    • Honra ao Mérito - Pioneira pelos estudos acadêmicos Cultura Pop japonesa (Ministério de Negócios Estrangeiros do Japão)
  • 2006 Prêmio Angelo Agostini - Mestre (Associacao dos Cartunistas do Brasil)
  • 2004 Atuação relevante em prol do Humor Gráfico (Associação dos Cartunistas de Pernambuco)
  • 2001 Apoio ao Mangá (ABRADEMI)
  • 1999 Troféu HQ Mix - Divulgação das histórias em quadrinhos no exterior
  • 1991 Troféu HQ Mix - Livro teórico sobre histórias em quadrinhos
  • 1990 Prêmio Romano Callisi - Melhor tese acadêmica (Festival Internacional de Lucca, Itália)

Referências

  1. Sônia Luyten recebe honraria do governo japonês. Universo HQ, 6 de agosto de 2008
  2. Programa de Consolidadão das Licenciaturas da URCA
  3. Morre Johnny Hart, criador da tira B.C.
  4. Entrevista. Salto para o futuro, 26 de janeiro de 2011
  5. Opera lança livro sobre o Tico-Tico. HQ Maniacs, 13 de janeiro de 2006
  6. Quadreca 7
  7. Quadreca 4
  8. [1]
  9. [2]
  10. Érico Borgo (11 de Dezembro de 2002). «Preview exclusivo: Mangá tropical». Omelete 
  11. Eduardo Nasi. «UMA BIOGRAFIA MANGÁ: OSAMU TEZUKA - O NASCIMENTO DO OSAMUCHI (1928 - 1945)». Universo HQ 
  12. Andréa Pereira sobre release (26 de novembro de 2007). «Zarabatana Books comemora primeiro aniversário». HQManiacs 
  13. Alexandre Nagado (1 de agosto de 2006). «Joseph Luyten - luto nos quadrinhos». Bigorna.net 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]