Carlos Edgard Herrero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Carlos Edgard Herrero (São Paulo, 2 de agosto de 1944) é um desenhista e roteirista de histórias em quadrinhos, mais conhecido pelo seu trabalho com personagens da Disney, publicados pela Editora Abril.

Estudou na Escola de Belas Artes e desenhou por volta de quatro mil páginas de quadrinhos Disney. Sua primeira história Disney foi "Ao Pé da Letra", com o Pato Donald, em 1969.[1] Também desenhou, para a Disney, Tio Patinhas, Irmãos Metralha, Zé Carioca e Peninha, entre outros. Estava na Editora Abril na sua fase áurea, quando o personagem Peninha possuía uma revista própria, com seus vários alter-egos, como Pena Kid (o primeiro de todos), Pena das Selvas, Morcego Vermelho, Pena Submarino e vários outros.

Também trabalhou com histórias de suspense, terror, ficção científica e faroeste.[2] Trabalhou com várias editoras e ilustrou inúmeros livros, de vários gêneros.

Hoje em dia, além de continuar desenhando, em menores quantidades, possui uma agência de publicidade.[3] Com o fim da produção nacional de quadrinhos Disney pela Editora Abril, Herrero ainda chegou a ilustrar artigos de personagens Disney para a editora, em 2013, com o retorno da produção de histórias do Zé Carioca, Herrero foi um dos desenhistas selecionado novamente pela editora, para homenagear os 40 anos do Morcego Vermelho[4], o personagem protagoniza duas histórias com o Zé Carioca (que por vezes assume a identidade do Morcego Verde): Duelo de Titãs, co-escrita com Arthur Faria Jr., publicada em "Zé Carioca #2385" (Agosto de 2013) e "Esse Herói É Muito Folgado!", publicada em "Zé Carioca #2389" (Outubro de 2013), essa última, com roteiro apenas de Faria Jr. e desenhos de Herrero[5].

Em janeiro de 2015, Herrero foi premiado na categoria Mestre do Quadrinho Nacional do 31º Prêmio Angelo Agostini.[6]

Referências

  1. Inducks, 27 de novembro de 2009.
  2. Editora FTD, 21 de dezembro de 2009.
  3. Editora FTD, 21 de dezembro de 2009.
  4. «Gibiteca lança revista especial dos 40 anos do 'Morcego Vermelho'». Portal G1. 19 de julho de 2013 
  5. «Carlos Edgard Herrero». Inducks 
  6. Samir Naliato (19 de janeiro de 2015). «Os premiados do 31º Troféu Angelo Agostini». Universo HQ 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.