Roberto Fukue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roberto Fukue
Comic image missing-pt.png

Nacionalidade Flag of Brazil.svg brasileiro
Área(s) de atuação ilustrador
Pseudônimo(s) Rof

Roberto O. Fukue é um ilustrador brasileiro descendente de japoneses. Trabalhou por muitos anos na Editora Abril, nos Estúdios Disney, onde não só desenhou, como criou vários personagens Disney.

Começou a trabalhar na Abril na década de 1970[1].

Além dos quadrinhos Disney, Fukue já trabalhou nas revistas Senninha, Sítio do Pica Pau Amarelo[2] e A Turma do Arrepio[3].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Roberto Fukue (com o peseudônimo de Rof)[4] e o irmão Paulo Fukue, iniciaram a carreira na década de 1960 na Editora EDREL, editora que foi responsável pela introdução do estilo mangá no Brasil[2] (embora nenhum dos dois fossem influenciados pelo quadrinhos japonês)[5], com o fechamento da EDREL, Roberto foi trabalhar na Editora Abril.

Na Editora Abril, seu primeiro trabalho foi com o personagem Superpateta, mas trabalhou com várias histórias do Zé Carioca. Possui cerca de 470 histórias publicadas com seus desenhos.[6]. Sua primeira história na Disney foi "Quem Inventa É Inventor" na revista Almanaque Disney 18, de 1972[7], com o Professor Pardal.

Em 2008, Ypê Nakashima, Fernando Ikoma, Paulo Fukue, Roberto Fukue e Minami Keizi ganharam o Troféu HQ Mix na categoria Grande Mestre, pela primeira vez o Troféu premiava cinco artistas ao mesmo tempo[8].

Principais personagens que desenhou e o número de histórias com cada um[editar | editar código-fonte]

e muitos outros mais.[9]

Co-autores[editar | editar código-fonte]

Entre vários co-autores destaca-se a colaboração com:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.