Diamantino da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Diamantino da Silva (Santos 10 de janeiro de 1926)[1] é um professor, fanzineiro e ilustrador de histórias em quadrinhos brasileiro.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Trabalhou como ilustrador nos jornais A Tribuna, O Diário de Santos e Última Hora, publicou quadrinhos nas editoras Júpiter, Prelúdio e Paulinas, foi professor de artes e desenhos na Escola Pro-Tec, na Faculdade de Comunicação Social Anhembi e na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em 1972, foi um dos fundadores do Clube dos Amigos do Western, para fãs de filmes do gênero western,[3] em 1985, criou o fanzine trimensal Mocinhos e Bandidos,[2][4] publicou os livros Desenho da Figura Humana, Como Fazer Desenhos Animados, Quadrinhos Para Quadrados (1976) e Quadrinhos Dourados: A História dos Suplementos no Brasil publicado pela Opera Graphica em 2003.[5] Em 2011, apresentou o programa Mocinhos e Bandidos na ClicTV.[6]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Quadrinhos para quadrados, (editora Bells, 1976)
  • Desenho da Figura Humana, (editora Discubra, 1977)
  • Como Fazer Desenhos Animado (Kultus, 1985)
  • Quadrinhos Dourados: A História dos Suplementos no Brasil (Opera Graphica, 2003)
  • O Tico-Tico 100 Anos - Centenário da Primeira Revista de Quadrinhos do Brasil, organizado por Waldomiro Vergueiro e Roberto Elísio dos Santos (Opera Graphica, 2005)
  • Fantasma: A Biografia Oficial do Primeiro Herói Fantasiado dos Quadrinhos, organizado por Marco Aurélio Lucchetti (Opera Graphica, 2009)
  • No Tempo das Matinês - Emoções no Cinema de Bairro, Diamantino da Silva, Umberto Losso e Kendi Sakamoto (Laços, 2007)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Diamantino da Silva, Umberto Losso e Kendi Sakamoto. No Tempo das Matinês - Emoções no Cinema de Bairro, Editora Laços, 2007
  2. a b Opera lança livro sobre O Tico-Tico
  3. Há 32 anos, amigos se reúnem para assistir a filmes de faroeste em SP
  4. José Salles (14 de abril de 2008). «Capitão Astral, de Gedeone Malagola». Bigorna.net 
  5. Quadrinhos Dourados, da Opera Graphica, resgata os suplementos infantis
  6. Mocinhos e Bandidos invadem a ClicTV !!!

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.