Edgard Guimarães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Edgard José de Faria Guimarães[1] é um engenheiro eletrônico, professor universitário, quadrinista, fanzineiro e crítico de histórias em quadrinhos brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em engenharia eletrônica e computação e professor universitário do Instituto Tecnológico de Aeronáutica,[2] Guimarães começou a desenhar histórias em quadrinhos em 1979. Em 1982, lançou o seu primeiro fanzine, PSIU. Colaborou com diversas revistas, como Circo, Mestres do Terror, Comix e Piratas do Tietê.[3]

Seu fanzine QI - Quadrinhos Independentes ganhou 13 vezes o Prêmio Angelo Agostini da categoria entre 1995 e 2010.

Em 2005, organizou o livro O que é História em Quadrinhos Brasileira, publicado pela editora Marca de Fantasia, o livro foi inspirado em um texto de Moacy Cirne sobre o herói Judoka da EBAL, O o livro possui textos do próprio Edgard, Gazy Andraus, Edgar Franco, Henrique Magalhães, Marcelo Marat e Cesar Silva.[4] Seus textos críticos publicados ao longo de dez anos foram reunidos no livro Entendendo a linguagem das HQs, editado também de forma independente em 2010[5]. Publicou textos acadêmicos sobre histórias em quadrinhos apresentados em congressos da Intercom, que daria origem ao livro Estudos sobre História em Quadrinhos, publicado pela editora Marca de Fantasia.[6]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Rubens Lucchetti – Nico Rosso, (independente, 1994)
  • Fanzine - Série Quiosque nº 2. (Marca de Fantasia, 2005)
  • Algumas leituras de Príncipe Valente - Série Quiosque nº 10. (Marca de Fantasia, 2005)
  • O que é História em Quadrinhos Brasileira - Série Quiosque nº 12. (Marca de Fantasia, 2005)
  • Ju & Jigá (Marca de Fantasia, 2007)
  • Estudos sobre História em Quadrinhos - Série Quiosque nº 24. (Marca de Fantasia, 2010)[7].
  • Entendendo a linguagem das HQs (EGO, 2010)
  • Mundo Feliz (Marca de Fantasia, 2011)
  • Memória do fanzine brasileiro (EGO, 2013)
  • Histórias em Quadrinhos e Práticas Educativas - O Trabalho com Universos Ficcionais e Fanzines, organizado por Elydio dos Santos Neto e Marta Regina Paulo da Silva (Criativo Editora, 2013)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Troféu Risco - Melhor Fanzine Especial (1988)
  • Prêmio Angelo Agostini - Troféu Jayme Cortez de incentivo aos quadrinhos (1993, 1994, 1995, 1996, 1999, 2000 e 2006); Melhor Fanzine (1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2008, 2009 e 2010).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.