Sebastián Saja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sebastián Saja
Chino Saja (cropped).jpg
Informações pessoais
Nome completo Diego Sebastián Saja
Data de nasc. 5 de junho de 1979 (38 anos)
Local de nasc. Brandsen,  Argentina
Altura 1,90 m
Canhoto
Apelido Chino
Informações profissionais
Número 13
Posição Goleiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos)
2000–2008
2003–2004
2004
2004
2005
2007
2008–2011
2011–2016
2016
2017
Argentina San Lorenzo
Itália Brescia (emp.)
Espanha Rayo Vallecano (emp.)
México América (emp.)
Espanha Córdoba (emp.)
Brasil Grêmio (emp.)
Grécia AEK Atenas
Argentina Racing Club
Espanha Gimnàstic
Espanha Zaragoza
0145 000(11)
0004 0000(0)
0020 0000(0)
0023 0000(0)
0023 0000(0)
0044 0000(1)
0111 0000(0)
0192 0000(7)
0010 0000(0)
0005 0000(0)
Seleção nacional
1997–1999
2002–2003
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-20
Flag of Argentina.svg Argentina
0024 0000(0)
0004 0000(0)
Times/Equipas que treinou
2018- Paraguai Guaraní

Diego Sebastián Saja (Brandsen, 5 de junho de 1979) é um técnico e ex-futebolista argentino que atuou como goleiro. Conquistou notoriedade por fazer diversos gols de pênalti.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira profissional como goleiro atuando pelo San Lorenzo clube pelo qual teve suas primeiras conquistas profissionais e pelo qual marcou diversos gols de pênalti. Passou por clubes da Europa e do México.

Na temporada de 2007 transferiu-se do San Lorenzo para o Grêmio, sendo recebido no aeroporto de Porto Alegre por cerca de 500 torcedores do clube. No clube, foi campeão gaúcho de e vice-campeão da Copa Libertadores.

Em 3 de novembro de 2007, em jogo contra o Figueirense no Estádio Olímpico Monumental (1-2), tornou-se o primeiro goleiro da história do Grêmio a marcar um gol em partidas oficiais. O tento ocorreu em uma cobrança de pênalti. Mas, no mesmo jogo, Saja teve a infelicidade de falhar em um dos gols do time catarinense e ainda terminou a partida com uma contusão que o deixou sem jogar por alguns meses. Apenas em março de 2008 ele voltou aos treinos.

Após uma complicada negociação entre Grêmio e San Lorenzo, Saja voltou ao seu clube de origem. No primeiro semestre de 2008, se desvinculou do clube argentino, e em julho acertou com o AEK Atenas,titular do time Grego, foi escolhido duas vezes o melhor goleiro do campeonato Grego.[1] Em Julho de 2011 acertou sua volta a Argentina aos 32 anos para atuar pelo Racing Club de Avellaneda.

Em agosto de 2016, acertou com o Gimnàstic.[2]

Em 10 de junho de 2017, despediu-se do futebol, como jogador, em um amistoso entre Real Zaragoza e Tenerife. Na sua despedida, tomou um gol do meio do campo. Sua equipe (Zaragoza) perdeu por 2 x 1.

Em dezembro de 2017, Saja foi anunciado como novo treinador do Guarani, do Paraguai, para a disputa da Copa Libertadores da América de 2018.

Títulos[editar | editar código-fonte]

San Lorenzo
Grêmio
AEK Atenas
Racing Club

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.