Sergey Lavrov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Sergey Lavrov
Sergey Lavrov
Ministro das Relações Exteriores da Rússia
Período 24 de fevereiro de 2004 – atualidade
Presidente Vladimir Putin
Dmitry Medvedev
Vladimir Putin
Antecessor(a) Igor Ivanov
Dados pessoais
Nascimento 21 de março de 1950 (72 anos)
Moscou, União Soviética
Nacionalidade Rússia Russo
Alma mater Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou
Cônjuge Maria Lavrova
Filhos 1
Partido Rússia Unida
Assinatura Assinatura de Sergey Lavrov

Sergey Viktorovich Lavrov (em russo: Серге́й Ви́кторович Лавро́в; Moscou, 21 de março de 1950) é um diplomata russo, e Ministro das Relações Exteriores da Rússia desde 2004. Antes, Lavrov foi embaixador do seu país nas Nações Unidas, de 1994 a 2004.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O pai do Lavrov, Victor, era um arménio de Tbilisi. Depois de terminar o ensino médio, Lavrov entrou para o Departamento de Assuntos Internacionais do Instituto de Estudos Asiáticos em Moscou na Academia de Ciências da Rússia. Em complemento a sua principal especialidade — o idioma cingalês — ele também estudou inglês e francês. Depois da graduação em 1972, ele se tornou um interino da embaixada soviética no Sri Lanka. Lavrov então fez uma típica amena carreira diplomática.

Entre 1976 e 1981 ele serviu ao Departamento para Organizações Internacionais do Ministério de Relações Exteriores Soviético. Entre 1981 e 1988, ele ocupou o cargo de primeiro-secretário, assessor e assessor sênior da missão diplomática soviética nas Nações Unidas. Entre 1988 e 1990, Lavrov foi o encarregado chefe do Departamento para Relações Econômicas Internacionais no Ministério Russo de Relações Exteriores. Entre 1990 e 1992, ele serviu como diretor do Departamento para Organizações Internacionais e Problemas Globais do Ministério de Relações Exteriores.

Em 1992, Lavrov foi nomeado assessor do antigo Ministro de Relações Exteriores, Andrei Kozyrev. Dois anos mais tarde ele saiu para uma posição em Nova York como enviado russo permanente junto das Nações Unidas. A passagem marcou um ponto de virada na sua carreira. Durante os seus longos anos na ONU, ele teve que tratar todos os assuntos internacionais chaves. Ele tomou partido nas discussões da ONU sobre os conflitos na extinta Iugoslavia, Iraque, Oriente Médio e Afeganistão, bem como das reuniões voltadas para a luta contra o terrorismo. Ele foi o primeiro apontado para substituir o ministro que saia, Andrei Kozyrev, em dezembro de 1995, mas todavia o Kremlin apontou Yevgeny Primakov. Em 1998 Primakov foi sucedido por Igor Ivanov.[1]

Lavrov fala russo, inglês, francês e cingalês.[2] Ele é casado e tem uma filha, Ekaterina, formado pela Universidade de Columbia (Nova York).[3]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Após o início da Invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022, o chanceler Sergey Lavrov passou a fazer diversas declarações polêmicas sobre o conflito. Em 25 de abril, alertou para o risco de uma guerra nuclear, devido à assistência fornecida à Ucrânia pela OTAN e especialmente pelos Estados Unidos.[4] A 02 de maio, Lavrov afirmou que Adolf Hitler tinha sangue judeu, como forma de atacar o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.[5] No dia seguinte, Lavrov acusou Israel de apoiar supostos grupos neonazistas na Ucrânia.[6] Essas alegações revoltaram o governo israelense, e foi necessário que o presidente russo Vladimir Putin pedisse desculpas ao primeiro-ministro de Israel Naftali Bennett[7][8]

Referências

  1. O Ministro das Relações Exteriores Sergei Lavrov em um mundo em transição Arquivado em 8 de fevereiro de 2015, no Wayback Machine., relacoesinternacionais.com.br, 20 de abr. de 2014
  2. The Russian Government: Sergei Lavrov, government.ru, recuperado 13 de outubro 2015
  3. http://rusmafiozi-eng.blogspot.pt/2011/06/sergey-lavrov-minister-of-foreign.html
  4. «Ministro russo Sergei Lavrov diz que risco de guerra nuclear é real e sério». CNN Brasil. Consultado em 6 de maio de 2022 
  5. «Israel condena fala mentirosa de Lavrov sobre "sangue judeu de Hitler"». ISTOÉ DINHEIRO. 2 de maio de 2022. Consultado em 6 de maio de 2022 
  6. «Rússia acusa Israel de apoiar "regime neonazista" da Ucrânia». Agência Brasil. 3 de maio de 2022. Consultado em 6 de maio de 2022 
  7. Barradas, Maria (2 de maio de 2022). «Israel condena declarações de Lavrov e convoca embaixador russo». euronews. Consultado em 6 de maio de 2022 
  8. «Israel diz que Putin se desculpou por comentários de Lavrov envolvendo Hitler». CNN Brasil. Consultado em 6 de maio de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Yuli Vorontsov
Embaixador da Rússia nas Nações Unidas
19942004
Sucedido por
Andrey Denisov
Precedido por
Igor Ivanov
Ministro das Relações Exteriores da Rússia
2004 — atualmente
Sucedido por
incumbente
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Sergey Lavrov