She's So Unusual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
She's So Unusual
Álbum de estúdio de Cyndi Lauper
Lançamento 4 de outubro de 1983 (1983-10-04)
Gravação maio – agosto de 1983
Estúdio(s) Record Plant
(Nova Iorque)[1]
Gênero(s)
Duração 38:42
Gravadora(s) Portrait
Produção
  • Rick Chertoff
  • William Wittman
Cronologia de Cyndi Lauper
True Colors
(1986)
Singles de She's So Unusual
  1. "Girls Just Want to Have Fun"
    Lançamento: 6 de setembro de 1983
  2. "Time After Time"
    Lançamento: 27 de janeiro de 1984
  3. "She Bop"
    Lançamento: 2 de julho de 1984
  4. "All Through the Night"
    Lançamento: 3 de setembro de 1984
  5. "Money Changes Everything"
    Lançamento: dezembro de 1984
  6. "When You Were Mine"
    Lançamento: 31 de janeiro de 1985

She's So Unusual é o álbum de estreia da cantora e compositora americana Cyndi Lauper, lançado em 14 de outubro de 1983 pela Portrait Records. O álbum foi relançado em 2014 para comemorar seu 30º aniversário, e foi intitulado de She's So Unusual: A 30th Anniversary Celebration. O re-lançamento contém demos e remixes de material lançado anteriormente, bem como um novo visual.[5]

Em 1978, Lauper formou a banda Blue Angel.[6] A banda logo assinou um contrato com a gravadora, Polydor Records; no entanto, seu álbum de estreia, Blue Angel, foi um fracasso comercial. A banda separou-se depois de despedir seu gerente, que processou Lauper por 80 mil dólares e a forçou à falência.[7] Lauper passou a cantar em muitos clubes noturnos de Nova Iorque, e chamou a atenção de David Wolf, que se tornou seu empresário e, posteriormente, conseguiu que ela assinasse com a Portrait Records.

Seis singles foram lançados do álbum, com "Girls Just Want to Have Fun" tornando-se um sucesso mundial e sua primeira música á entrar na Billboard Hot 100. "Time After Time" tornou-se seu primeiro número um no gráfico e teve o sucesso semelhante em todo o mundo. Lauper também obteve sucesso com as canções de trabalho, "She Bop" e "All Through the Night" alcançando o quinto lugar. Isso faz Lauper a primeira cantora feminina a ter quatro singles no top cinco na Hot 100 de um álbum.[8] She's So Unusual foi promovido pela Fun Tour durante 1983 e 1984.

O álbum é principalmente baseado em new wave, com muitas das canções sendo influenciadas pelo synth-pop e pop rock. Após seu lançamento, o álbum recebeu críticas positivas dos críticos de música, que notaram os vocais únicos de Lauper. Lauper ganhou vários prémios e nomeações para o álbum, incluindo duas no Grammy Awards de 1985, dos quais ganhou de Best New Artist. She's So Unusual atingiu o número quatro no gráfico Billboard 200 e ficou no top 40 por 65 semanas. O álbum já vendeu mais de 6 milhões de cópias nos Estados Unidos e 16 milhões em todo o mundo. Tornando-se o álbum mais vendido de Lauper até hoje e um dos álbuns mais vendidos dos anos 80.[9][10][11] O álbum ficou em #487 na lista da Rolling Stone de The 500 Greatest Albums of All Time em 2003, e ficou em #41 na lista da Rolling Stone de Women Who Rock: The 50 Greatest Albums of All Time em 2012.[12] Em 2019, o álbum foi selecionado pela Biblioteca do Congresso para preservação no Registro Nacional de Gravações por ser "culturalmente, historicamente, ou esteticamente significante".[13]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 1978, Lauper conheceu o saxofonista John Turi e formaram a banda Blue Angel. Juntos eles gravaram uma fita demo da música original. Steve Massarsky ouviu a fita e gostou da voz de Lauper. Ele assinou um contrato com Blue Angel por 5 mil dólares e tornou-se gerente deles.

Lauper recebeu muitas ofertas para assinar como artista solo, mas rejeitou qualquer oferta que não incluísse o resto da banda. Blue Angel acabou assinando com a Polydor Records e lançou um álbum auto-intitulado pela gravadora em 1980. Apesar da aclamação crítica, o álbum foi um fracasso comercial. Os membros do Blue Angel também tiveram um desentendimento com Massarsky e despediram-no como gerente. Mais tarde, ele apresentou um processo de 80 mil dólares contra eles, que forçou Lauper à falência.[7]

Depois do término da banda, Lauper passou o tempo trabalhando em lojas de varejo e cantando em clubes locais. Em 1981, enquanto cantava em um bar de Nova Iorque, Lauper conheceu David Wolff, que assumiu como gerente dela. Com sua ajuda, Lauper assinou com a Portrait Records, subsidiária da Epic Records, na primavera de 1983 e logo começou a gravar seu álbum de estreia.[14]

Arte do álbum[editar | editar código-fonte]

A capa de She’s So Unusual foi fotografada na Henderson Walk em Coney Island, Nova Iorque, no verão de 1983, por Annie Leibovitz. Lauper é retratada usando um vestido de estilo baile vermelho vintage que ela comprou na loja de roupas vintage onde ela costumava trabalhar, Screaming Mimi's. Ela também é vista segurando um buquê de flores que foram comprados de um vendedor no calçadão no momento da fotografia. Lauper tem bijuterias nas orelhas, nos braços, no pescoço e no tornozelo direito. Ela está descalça, com exceção das meias de rede, e seus saltos altos vermelhos parecem ter sido tirados na frente dela enquanto deitados de lado na parte inferior da foto. A foto de capa foi tirada em frente ao museu de cera, The World In Wax Musee. Pode-se ver atrás de Lauper que o museu tinha sido fechado há algum tempo e que na hora do fechamento havia uma estátua de cera do grande jogador de basquete porto-riquenho Roberto Clemente. O toldo de madeira acima da entrada com os dois painéis azuis tem o nome do museu. O primeiro painel dizia "The World" e o segundo painel "In Wax". Este foi pintado ficando fora da fotografia por razões desconhecidas.

Pela capa do álbum Janet Perr ganhou o Grammy Award de Best Recording Package em 1985.[15]

Singles[editar | editar código-fonte]

O single principal do álbum "Girls Just Want to Have Fun", foi lançado em 6 de setembro de 1983. Este alcançou grande sucesso nos Estados Unidos, com seu vídeo musical tocando em várias estações e chegando ao número dois na Billboard Hot 100. Recebeu a certificação de Platina pela Recording Industry Association of America (RIAA) pelas 2 milhões de cópias vendidas.[16] O single foi um sucesso internacional, chegando no top dez em 19 países e ao número um em 10 países, incluindo: Austrália, Canadá, Brasil, Irlanda, Japão, Noruega e Nova Zelândia. "Girls Just Want to Have Fun" recebeu nomeações no Grammy Awards de 1985 para Record of the Year e Best Female Pop Vocal Performance, e ganhou Best Female Video no MTV Video Music Awards de 1984, entre várias nomeações. "Time After Time" foi a segunda faixa de trabalho extraída do disco, lançado em abril de 1984. Repetiu o sucesso do single anterior e passou duas semanas consecutivas no número um na Hot 100, tornando-se o primeiro sucesso de Lauper número um na Billboard Hot 100 e, eventualmente, passou um total de 20 semanas no gráfico e recebeu a certificação de Ouro pela RIAA, pelas 1 milhões de cópias vendidas.[16] Como o single anterior, "Time After Time" foi um sucesso internacional e chegou ao top 10 em 15 países. A canção recebeu uma indicação no Grammy para Song of the Year. A terceira faixa escolhida para dar continuidade à divulgação de She's So Unusual, "She Bop" foi lançada em 2 de julho de 1984. Este atingiu o número três na Hot 100, tornando-se seu terceiro consecutivo hit no top cinco, e passou um total de 18 semanas no gráfico. Com vendas de mais de 1 milhões de cópias, a canção foi certificada com Ouro pela RIAA. A canção provou ser mais um sucesso internacional de Lauper, chegando no top 10 em 8 países. "She Bop" foi controversa no lançamento e ficou no número 15 no "Filthy Fifteen" do PMRC.[17] "All Through the Night", a quarta faixa de trabalho do álbum, foi lançado em setembro de 1984. Como os três trabalhos anteriores de Lauper, "All Through The Night" alcançou o top 5 da Hot 100 com um pico de número cinco. Foi escrito e originalmente gravado por Jules Shear, que também forneceu vocais de apoio. Teve um sucesso internacional moderado, atingindo o top dez em 6 países, e recebeu certificação de Ouro no Canadá.[18] O quinto single, "Money Changes Everything", lançado em dezembro de 1984. Teve um sucesso moderado e chegou ao número #27 na Hot 100, a primeira canção de Lauper a não alcançar o top dez. A sexta e última canção de trabalho do álbum é um cover da canção do Prince, "When You Were Mine", lançado em 31 de janeiro de 1985 apenas no Canadá e no Japão. Conseguiu pouco sucesso, alcançando o número #62 no Canadian Singles Chart.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 3.5 de 5 estrelas.[3]
Christgau's Record Guide A[19]
Encyclopedia of Popular Music 4 de 5 estrelas.[20]
PopMatters 7/10[21]
Record Collector 4 de 5 estrelas.[22]
Rolling Stone 3.5 de 5 estrelas.[23]
The Rolling Stone Album Guide 4 de 5 estrelas.[24]
Slant Magazine 4.5 de 5 estrelas.[2]
Spin Alternative Record Guide 9/10[25]

She's So Unusual atingiu o número quatro na Billboard 200, devido ao sucesso do primeiro single do álbum na rádio dos EUA e à intensa exibição de seu videoclipe na MTV. Nas semanas seguintes, as vendas do álbum permaneceram estáveis graças aos seguintes quatro singles e à turnê mundial de Lauper e aparições em programas populares de televisão e rádio. No geral, o álbum ficou 77 semanas na Billboard 200. Tornou-se um dos álbuns mais vendidos de 1984. Desde então, vendeu mais de 6 milhões de cópias nos Estados Unidos, onde foi certificado com platina seis vezes pela RIAA, que o lista como um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos.[26] Pelo menos até 1986, o álbum foi o segundo álbum mais vendido no Canadá por uma artista durante a década, ficando atrás do álbum de estreia autointitulado de Whitney Houston, vendendo mais de 900 mil cópias.[27]

She's So Unusual foi eleito como décimo primeiro melhor álbum do ano na pesquisa anual do The Village Voice dos críticos do Pazz & Jop em 1984.[28] Em uma resenha retrospectiva para AllMusic, o crítico Stephen Thomas Erlewine chamou o álbum de uma "mistura de auto-confiança, sentimentalismo descarado e um humor inteligente".[3] Sal Cinquemani da Slant Magazine chamou o álbum de "um clássico pop."[2] Alternative Press disse que, com "algumas belas canções" e as três faixas bônus da reedição do CD, o álbum "certamente leva outra escuta."[29]

Prémios e indicações[editar | editar código-fonte]

She's So Unusual e os seus singles ganharam seis nomeações ao Grammy Award, incluindo Album of the Year e, ganhando nas categorias Best Recording Package e Best New Artist. "Girls Just Want to Have Fun" foi nomeado para Record of the Year e Best Female Pop Vocal Performance, e "Time After Time" foi nomeado para Song of the Year. Lauper teve nove indicações ao MTV Video Music Awards de 1984. "Girls Just Want to Have Fun" recebeu seis indicações, incluindo Video of the Year, e ganhando Best Female Video. "Time After Time" recebeu três indicações e "She Bop" recebeu uma indicação. Em 2002, o álbum ficou em #41 lugar na lista 50 Essential "Women In Rock" Albums da revista Rolling Stone.[30] Em 2003, o álbum foi classificado em #494 na lista the 500 Greatest Albums of All Time da Rolling Stone.[31] Em 2012, a Slant Magazine listou o álbum no #22 lugar na sua lista de "Best Albums of the 1980s", dizendo "uma coleção absolutamente inigualável de jóias pop profundas".[32]

Ano Recipiente Categoria Resultado
1984 "Girls Just Want to Have Fun" Video of the Year Indicado
MTV Video Music Award para Best New Artist Indicado
MTV Video Music Award para Best Female Video Venceu
MTV Video Music Award para Best Concept Video Indicado
MTV Video Music Award – Viewer's Choice Indicado
MTV Video Music Award para Best Overall Performance Indicado
"Time After Time" MTV Video Music Award para Best New Artist Indicado
MTV Video Music Award para Best Female Video Indicado
MTV Video Music Award para Best Direction Indicado
1985 Cyndi Lauper Grammy Award para Best New Artist Venceu
She's So Unusual Grammy Award para Best Album Package Venceu
Grammy Award para Album of the Year Indicado
"Girls Just Want to Have Fun" Grammy Award para Record of the Year Indicado
Grammy Award para Best Female Pop Vocal Performance Indicado
"Time After Time" Grammy Award para Song of the Year Indicado
"She Bop" MTV Video Music Award para Best Female Video Indicado

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

She's So Unusual – Edição padrão
N.º TítuloCompositor(es)Editor(es) Duração
1. "Money Changes Everything"  Tom GrayGray Matter Music/ATV Music Corp. 5:06
2. "Girls Just Want to Have Fun"  Robert HazardHeroic Music 3:58
3. "When You Were Mine"  PrinceEcnirp Music 5:06
4. "Time After Time"  
  • Cyndi Lauper
  • Rob Hyman
Dub Notes, Rella Music 4:03
5. "She Bop"  
  • Lauper
  • Rick Chertoff
  • Gary Corbett
  • Stephen Broughton Lunt
Rellla Music Co., Noyb Music Co., Wall to Wall Music Co. & Hobbler Music 3:51
6. "All Through the Night"  Jules ShearFunzalo Music/Juters Music Co. 4:33
7. "Witness"  
  • Lauper
  • John Turi
Turalaura Music and Turi Music 3:40
8. "I'll Kiss You"  
  • Lauper
  • Shear
Rellla Music Co., Funzalo Music / Juters Music Co. 4:12
9. "He's So Unusual"  
  • Al Sherman
  • Al Lewis
  • Abner Silver
Shapiro, Bernstein & Co. Inc 0:45
10. "Yeah Yeah"  
  • Hasse Huss
  • Mikael Rickfors
Stainless Music Corp. 3:18

Notas

  • "Irvine Meadows" faixas ao vivo gravadas na Fun Tour no Anfiteatro Irvine Meadows, Laguna Hills, Califórnia, EUA (22 de setembro de 1984).
  • "Summer Sonic 07" faixa ao vivo gravada no Japan Summer Sonic Festival, Osaka (11 de agosto de 2007) ou Tokyo (12 de agosto de 2007).[33]
  • Faixas 11 a 13 são faixas bônus na versão remasterizada de 2000
  • As faixas 11 a 14 são faixas bônus na versão de mini-LP remasterizada do Japão de 2008[34]
  • Em 2013, a remasterização do Japão de 2008 foi reeditada no formato BSCD2 com a mesma lista de faixas de 2008.[35]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cyndi Lauper – She's So Unusual». Discogs 
  2. a b c Cinquemani, Sal (29 de setembro de 2003). «Cyndi Lauper: She's So Unusual». Slant Magazine. Consultado em 15 de setembro de 2011 
  3. a b c Erlewine, Stephen Thomas. «She's So Unusual – Cyndi Lauper». AllMusic. Consultado em 15 de setembro de 2011 
  4. «The 100 Best Debut Albums of All Time > 63 – 'She's So Unusual'». Rolling Stone. 22 de março de 2013. Consultado em 17 de junho de 2015 
  5. [1], Cyndi Lauper interview: She's still having fun.
  6. Carl R. Green, William R. Sanford (1986). Crestwood House, ed. Cyndi Lauper. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-89686-300-2 
  7. a b «Cyndi Lauper». MTV. Consultado em 1 de março de 2010 
  8. DeKnock, Jan (7 de dezembro de 1984). «Hall & Oates' Smash Hit 'Out of Touch' is Their Fifth No. 1 Pop Single in Four Years». Chicago Tribune. Tribune Company. Consultado em 1 de fevereiro de 2009 
  9. a b «Cyndi Lauper is back, and the girl still wants to have fun – Times Online». Entertainment.TimesOnline.co.uk. Consultado em 15 de setembro de 2011. Cópia arquivada em 5 de dezembro de 2008 
  10. a b «Cyndi Lauper – She's so Unusual». Notorious. anos80.com.br. Consultado em 9 de outubro de 2011 
  11. Zamora, William (24 de junho de 2008). «A linha do tempo na música de Cyndi Lauper». O Globo. Rio de Janeiro. Consultado em 9 de outubro de 2011 
  12. «Women Who Rock: The 50 Greatest Albums of All Time». Rolling Stone 
  13. Andrews, Travis M. (20 de março de 2019). «Jay-Z, a speech by Sen. Robert F. Kennedy and 'Schoolhouse Rock!' among recordings deemed classics by Library of Congress». The Washington Post. Consultado em 25 de março de 2019 
  14. David Chiu. «Cyndi Lauper's She's So Unusual Is 30: New Tour With Cher, Kinky Boots». TIME.com 
  15. «Grammy.com Lauper». Grammy.com. Consultado em 15 de abril de 2014 
  16. a b «Gold & Platinum - Girls Just Want To Have Fun». RIAA. Consultado em 18 de agosto de 2019 
  17. «The PMRC Filthy Fifteen». PMRC. Consultado em 18 de abril de 2014 
  18. «Gold and Platinum - All Through The Night». MusicCanada. Consultado em 18 de abril de 2014. Arquivado do original em 19 de abril de 2014 
  19. Christgau, Robert (1990). «Cyndi Lauper: She's So Unusual». Christgau's Record Guide: The '80s. [S.l.]: Pantheon Books. ISBN 0-679-73015-X. Consultado em 11 de agosto de 2013 
  20. Larkin, Colin (2009). «Lauper, Cyndi». The Encyclopedia of Popular Music 4 ed. [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 0-199-72636-1. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  21. Sawdey, Evan (16 de maio de 2014). «Cyndi Lauper: She's So Unusual: A 30th Anniversary Celebration». PopMatters. Consultado em 16 de maio de 2014 
  22. Staunton, Terry (abril de 2014). «Cyndi Lauper – She's So Unusual». Londres. Record Collector (426). Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  23. Loder, Kurt (19 de janeiro de 1984). «She's So Unusual». Nova Iorque. Rolling Stone. ISSN 0035-791X. Consultado em 10 de outubro de 2011 
  24. Evans, Paul (2004). «Cyndi Lauper». In: Brackett, Nathan; Hoard, Christian. The New Rolling Stone Album Guide 4 ed. [S.l.]: Simon & Schuster. p. 476. ISBN 0-7432-0169-8 
  25. Weisbard, Eric; Marks, Craig, eds. (1995). Spin Alternative Record Guide. [S.l.]: Vintage Books. p. 236. ISBN 0-679-75574-8 
  26. a b Varga, George (7 de junho de 2013). «Cyndi Lauper still proudly 'unusual'». U-T San Diego. Consultado em 2 de agosto de 2014 
  27. Kirk LaPointe (27 de dezembro de 1986). Houston Likely to Outsell Lauper. [S.l.]: Billboard. Consultado em 5 de novembro de 2010 
  28. «The 1984 Pazz & Jop Critics Poll». The Village Voice. Nova Iorque. 18 de fevereiro de 1985. Consultado em 11 de agosto de 2013 
  29. «Cyndi Lauper: She's So Unusual». Alternative Press. Cleveland, Ohio: Alternative Magazines. Abril de 2001. p. 84. ISSN 1065-1667 
  30. «50 Essential "Women In Rock" Albums» 
  31. «The 500 Greatest Albums of All Time». Straight Arrow. Rolling Stone (Special Issue). 494 | She's So Unusual – Cyndi Lauper. Novembro de 2003. ISSN 0035-791X. Consultado em 9 de outubro de 2011 
  32. «The 100 Best Albums of the 1980s – Feature – Slant Magazine». Slant Magazine 
  33. «SUMMER SONIC 07». summersonic.com 
  34. «Sony Music Shop – シンディ・ローパー・シーズ・ソー・アンユージュアル(紙ジャケット)【完全生産限定盤】・CD・DVD・ブルーレイ・アーティストグッズ・書籍・雑誌の通販». Sony Music Shop 
  35. «Sony Music Shop – シンディ・ローパー・シーズ・ソー・アンユージュアル・CD・DVD・ブルーレイ・アーティストグッズ・書籍・雑誌の通販». Sony Music Shop 
  36. «Charts-Surfer». Charts-surfer.de 
  37. a b c d David Kent (1993). Australian Chart Book 1970–1992. Australia: St Ives, N.S.W. : Australian Chart Book. ISBN 0-646-11917-6 
  38. Hung, Steffen. «Austria Top 40 - Hitparade Österreich». austriancharts.at 
  39. «RPM 100 Albums». archived at Library and Archives Canada. RPM (Volume 40, No. 14). Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  40. «Hits of the World» (PDF). Billboard. Consultado em 10 de maio de 2016 
  41. «Music News, Reviews, Articles, Information, News Online & Free Music». Billboard.com 
  42. a b «Gli album più venduti del 1984». Hit Parade Italia. Consultado em 10 de maio de 2016 
  43. «Hits of the World» (PDF). Billboard. Consultado em 10 de maio de 2016 
  44. Hung, Steffen. «New Zealand charts portal». charts.org.nz 
  45. Hung, Steffen. «Norwegian charts portal». norwegiancharts.com 
  46. «Dutchcharts.nl – Cyndi Lauper – She's So Unusual». Hung Medien. Consultado em 10 de maio de 2010 
  47. «UK Singles & Albums Chart Archive». Chart Stats 
  48. Hung, Steffen. «Swedish Charts Portal». swedishcharts.com 
  49. Hung, Steffen. «Die Offizielle Schweizer Hitparade und Music Community». swisscharts.com 
  50. «Top 100 Album-Jahrescharts 1984». GfK Entertainment. Consultado em 10 de maio de 2016 
  51. «Top 100 Albums of 1984». RPM. Consultado em 10 de maio de 2016 
  52. «Top Pop Albums» (PDF). Billboard. Consultado em 10 de maio de 2016 
  53. «1984年 アルバム年間TOP100». Oricon. Consultado em 10 de maio de 2016. Arquivado do original em 4 de junho de 2008 
  54. «Top Selling Albums of 1984». RIANZ. Consultado em 10 de maio de 2016 
  55. «Topp 40 Album Russetid 1984». VG-lista. Consultado em 10 de maio de 2016. Arquivado do original em 10 de junho de 2016 
  56. «Jaaroverzichten – Album 1984». Hung Medien. Consultado em 10 de maio de 2016 
  57. «Najlepiej sprzedające się albumy w W.Brytanii w 1984r». Z archiwum...rocka. Consultado em 10 de maio de 2016. Arquivado do original em 27 de setembro de 2012 
  58. «Swiss Year-end Charts 1984». Hung Medien. Consultado em 10 de maio de 2016 
  59. «Jahreshitparade Alben 1985». Hung Medien. Consultado em 10 de maio de 2016 
  60. «Top 100 Albums of 1985». RPM. Consultado em 10 de maio de 2016. Arquivado do original em 23 de julho de 2012 
  61. «Top Pop Albums» (PDF). Billboard. Consultado em 10 de maio de 2016 
  62. «Top Selling Albums of 1985». RIANZ. Consultado em 10 de maio de 2016 
  63. «Certificações (Alemanha) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  64. «Certificações (Brasil) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». Associação Brasileira dos Produtores de Discos. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  65. «Certificações (Canadá) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». Music Canada. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  66. LaPOINTE, Kirk (26 de dezembro de 1986). «Houston Likely to Outsell Lauper». Billboard (magazine). Prometheus Global Media. Consultado em 26 de dezembro de 2012 
  67. «Certificações (Estados Unidos) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». Recording Industry Association of America. Consultado em 17 de agosto de 2019. Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, e seleccione Album, e clique em SEARCH. 
  68. «Certificações (França) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». InfoDisc. Consultado em 17 de agosto de 2019. Selecione LAUPER C. e clique em OK. 
  69. «Certificações (Hong Kong) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». IFPI Hong Kong Group. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  70. «RIAJ > The Record > April 1995 > Certified Awards (February 1995)» (PDF). Recording Industry Association of Japan. Consultado em 2 de agosto de 2013 
  71. Oricon Album Chart Book: Complete Edition 1970–2005. Roppongi, Tokyo: Oricon Entertainment. 2006. ISBN 4-87131-077-9 
  72. «Top 50 Albums Chart, 03 February 1985». Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 5 de janeiro de 2012. Arquivado do original em 1 de março de 2016 
  73. «Certificações (Reino Unido) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». British Phonographic Industry. Consultado em 17 de agosto de 2019. Selecione albums no campo Format. Selecione Gold no campo Certification. Digite She's So Unusual no campo "Search BPI Awards" e pressione Enter. 
  74. «Certificações (Suíça) (álbum) – Cyndi Lauper – She's So Unusual». IFPI Suíça. Consultado em 17 de agosto de 2019