Sueli Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sueli Correa Costa (Rio de Janeiro,[1] 25 de julho de 1943) é uma cantora e compositora brasileira.

Nascida numa família de músicos, na qual a mãe tocava piano e ministrava aulas de canto coral. Foi nesse ambiente que aprendeu sozinha a tocar violão na adolescência, ao lado dos irmãos (Élcio, Lisieux, Telma e Afrânio) que também musicavam. No melhor estilo bossa-nova escreveu aos 18 anos a primeira composição, Balãozinho.

anos 1960[editar | editar código-fonte]

Sueli Costa (foto de Osmério Eller/TV Brasil)

Nos anos 1960 iniciou atividades como compositora, enquanto conciliava os estudos na Faculdade de Direito em Juiz de Fora, aonde foi criada, até 1969 quando seguiu para o Rio de Janeiro. Anos de ininterrupta atividade como compositora, músicas gravadas por grandes intérpretes como Nara Leão, participou da trilha sonora de peças infantis, e em festivais, além de ter ministrado aulas de música em colégios cariocas formaram um currículo respeitável.

anos 1970[editar | editar código-fonte]

A década de 1970 marcou um grande momento de reconhecimento do talento por parte de intérpretes como Ney Matogrosso, Simone, Cauby Peixoto, Pedro Mariano, Joanna, Fagner, Fafá de Belém, Alaíde Costa, Ângela Rô Rô, Elis Regina, Ivan Lins, Zélia Duncan, Zizi Possi, Agnaldo Rayol, Gal Costa e Ithamara Koorax, entre outros. O nome de Sueli Costa passou a fazer parte então da elite de compositores da MPB. Com o sucesso batendo à porta, foi contratada pela EMI e gravou o primeiro LP (1975) com produção de Gonzaguinha e arranjos de Paulo Moura e Wagner Tiso. Dois anos depois veio o segundo LP, (1977), com produção de João Bosco e Aldir Blanc. Os parceiros mais importantes até hoje são, no início, Cacaso e Tite de Lemos; depois apareceram Aldir Blanc, Ana Terra, Paulo César Pinheiro e Abel Silva, com quem consagrou uma dupla de sucesso.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Principais sucessos[editar | editar código-fonte]

  • Alma
  • Altos e baixos
  • Amor amor
  • As labaredas
  • Canção brasileira
  • Cão sem dono
  • Cobras e lagartos
  • Coração ateu
  • Corpo
  • Dentro de mim mora um anjo
  • Dona Doninha
  • Face a face
  • Imagens
  • Insana
  • Jardim
  • Jura secreta
  • Mar de Espanha
  • Medo de amar n°2
  • Minha arte
  • Mundo delirante
  • Nenhuma lágrima
  • Novo novelo
  • Nuvens e cetim
  • O primeiro jornal
  • Retrato
  • Segue o teu destino
  • Senhora de si
  • Todos os lugares
  • Vento nordeste
  • Vinte anos blue
  • Violão
  • Voz de mulher
  • Vuelve mi luz
  • 20 Anos Blues

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]