Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Talking to the Moon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Talking to the Moon"
Single promocional de Bruno Mars
do álbum Doo-Wops & Hooligans
Gravação 2009;
Larabee Sound Studios
(Hollywood, Califórnia)
Marcussen Mastering
(Hollywood, Califórnia)
Levcon Studios
(Hollywood, Califórnia)
Gênero(s) Soft rock, R&B
Duração 3:37
Gravadora(s) Atlantic, Elektra
Composição Bruno Mars, Philip Lawrence, Ari Levine, Albert Winkler, Jeff Bhasker
Produção The Smeezingtons, Jeff Bhasker
Faixas de Doo-Wops & Hooligans
"Marry You"
(6)
"Liquor Store Blues"
(8)

"Talking to the Moon" é uma canção do cantor norte-americano Bruno Mars, gravada para seu álbum de estreia Doo-Wops & Hooligans. Foi escrita e produzida por Bruno Mars, Philip Lawrence, Ari Levine, Albert Winkler e Jeff Bhasker e produzida pelos três primeiros sob o nome The Smeezingtons e por Bhasker. Embora não tenha sido lançada como single, devido à sua inclusão na segunda trilha sonora internacional da telenovela brasileira Insensato Coração, conseguiu entrar nas tabelas musicais Brasil Hot 100 Airplay e Brasil Hot Pop Songs, ambas publicadas pela revista Billboard Brasil. Com esta razão, a Warner Music Brasil decidiu lançá-la como single no país.

A canção deriva de origens estilísticas do soft rock, do R&B e do jazz, o seu arranjo é definido por acordes de bateria e piano, sendo definida por um metrônomo de setenta e três batidas por minuto. Liricamente, trata sobre um relacionamento falhado. "Talking to the Moon" recebeu críticas positivas, sendo elogiado seu ritmo lento mas criticada sua produção pesada. A sua divulgação ocorreu em várias interpretações ao vivo como parte da turnê mundial The Doo-Wops & Hooligans Tour, que passou pelos continentes norte-americano, europeu, asiático e sul-americano.

Antecedentes e divulgação[editar | editar código-fonte]

Mars duante a The Doo-Wops & Hooligans Tour, na qual "Talking to the Moon" foi interpretada.

"Talking to the Moon" foi originalmente gravada pelo artista para seu extended play (EP) de estreia, It's Better If You Don't Understand, lançado em 11 de maio de 2010 pela Fueled by Ramen.[1] Quando questionado sobre o conteúdo lírico do EP, Mars respondeu o seguinte: "Eu apenas escrevo canções que eu acredito fortemente que estão vindo de lá de dentro. Não há truques. É a honestidade junto a grandes melodias. E eu estou cantando tudo nelas".[2] Mais tarde, a faixa acabou por ser incluída no alinhamento final de seu álbum de estreia Doo-Wops & Hooligans, disponibilizado em 4 de outubro de 2010, quase cinco meses depois.[3] Ari Levine do The Smeezingtons confessou que a obra é uma de suas favoritas do disco, e descreveu o processo de concepção da mesma para a Sound on Sound:[4]

Mars gravou uma versão de piano acústica que foi incluída na edição deluxe do disco e na coletânea musical para a caridade Songs for Japan, lançada a 25 de março de 2011.[5][6] Também foi incluída na segunda trilha sonora internacional da telenovela brasileira Insensato Coração, esta comercializada pela Som Livre.[7][8] Com o sucesso da música nas rádios brasileiras, a Warner Music decidiu lançá-la como single.[9] Depois do lançamento de Doo-Wops & Hooligans, o norte-americano iniciou sua divulgação e "Talking to the Moon" foi incluída na seleção da turnê mundial The Doo-Wops & Hooligans Tour, que passou pelos continentes norte-americano, europeu, asiático e sul-americano. Nesta, foi apresentada como a décima-quarta faixa.[10] Acabou também por ser ouvida durante o filme A Turtle's Tale: Sammy's Adventures.[11]

Estilo musical e letra[editar | editar código-fonte]

Demonstração de 26 segundos de "Talking to the Moon", escrita em compasso simples e num metrônomo de 73 batidas por minuto.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"Talking to the Moon" é uma balada de jazz que tem uma duração de três minutos e trinta e sete segundos, produzida por The Smeezingtons e Jeff Bhasker.[12] Com uma produção simples, sua instrumentação é composta de acordes de bateria e piano.[13] De acordo com a partitura publicada pela EMI Music Publishing, está definida pela chave de dó sustenido menor e apresenta um compasso simples com um metrônomo de 73 batidas por minuto. Os vocais de Mars se expandem entre sol#3 e dó#5. Segue a progressão harmônica mi-sol#7-dó#m-si-lá.[14]

A letra foi escrita por Mars, Philip Lawrence, Ari Levine, Albert Winkler e Jeff Bhasker. Liricamente, o artista representa sentimentos de solidão, perda e esperança enquanto canta ao refrão: "Falando com a lua / Tentando chegar até você / Na esperança de que você esteja do outro lado / Falando comigo também";[13] à medida que a faixa se desenrola, ela mostra um lado vulnerável do cantor com letras suaves e sinceras, sobre um amor que agora se foi, de acordo com Alex Young da Consequence of Sound.[15] Para Sherri Thornhill do Yahoo!, os versos mostram o desejo de Bruno enquanto ele "espera que sua antiga paixão esteja falando com a lua assim como ele".[16]

Recepção pela crítica[editar | editar código-fonte]

A faixa recebeu análises mistas dos críticos de música. Enquanto analisava o extended play (EP), Bill Lamb do About.com disse que "Talking to the Moon" "é possivelmente a faixa mais fraca devido a produção pesada, que ameaça submergir a o centro da canção, a voz de Bruno Mars. É uma balada com grande potência que funciona bem no palco".[17] Mike Diver da BBC Music considerou a canção "uma balada desprovida de emoção detectável",[18] e Leah Greenblatt da Entertainment Weekly, em sua revisão para o álbum, considerou que "Doo-Wops & Hooligans aptamente aplica os seus talentos de estúdio (...) e ele faz, de sua própria maneira pós-milênia, batidas de coração malt-shop atrás da face digital de faixas como a animada 'Marry You' e a triste 'Talking to the Moon'".[19] Emily Yang do jornal The Signal, pertencente à Universidade do Estado da Geórgia, analisou que "'Talking to the Moon' foca em... sua tristeza. Ele canta sobre uma solidão que é quase palpável no refrão".[13]

Em texto para o Consequence of Sound, Alex Young disse acreditar que a canção "deve ser a melhor desta coleção", adicionando que "esta faixa está preparada para as rádios; é uma canção sincera e suave sob o som de um piano sobre um amor perdido que já se foi... mostra o Mars vulnerável".[15] Sherri Thornhill do Yahoo! elogiou a faixa, adjetivando-a de "uma beleza", mesmo sendo "mais uma canção lenta". Ela explicou a letra do tema: "Um apaixonado de coração partido espera que seu antigo amor esteja falando com a lua assim como ele. É triste mas relacionável".[16] Tyrone S. Reid, do periódico Seattle Post-Intelligencer, considerou que é "lindamente escrita, encerando poesias de amor e saudade — uma força que o cantor emprega com grandes resultados em seu trabalho".[20]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Devido à sua inclusão na trilha sonora de Insensato Coração e após o seu lançamento como single no Brasil, "Talking to the Moon" conseguiu registrar entrada em duas tabelas brasileiras: a Brasil Hot 100 Airplay e Brasil Hot Pop Songs, ambas publicadas pela revista Billboard Brasil com base nos dados fornecidos pela Crowley Broadcast Analysis. A canção atingiu o topo em ambas as paradas.[21][22]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Bruno Mars - It's Better If You Don't Understand» (em inglês). MTV. 11 de maio de 2010. Consultado em 1º de junho de 2014. 
  2. «Bruno Mars Blasts Off Into the Top Ten Albums Chart on iTunes With New Digital EP» (em inglês). Marketwire. 5 de maio de 2010. Consultado em 1º de junho de 2014. 
  3. «Doo-Wops & Hooligans» (em francês). Amazon.fr. Consultado em 1º de junho de 2014. 
  4. Paul Tingen (junho de 2011). «Ari Levine & The Smeezingtons: Producing Bruno Mars». Sound on Sound (em inglês). Consultado em 1º de maio de 2014. 
  5. «Songs for Japan by Various Artists» (em inglês). iTunes Store. 25 de março de 2011. Consultado em 1º de maio de 2014. 
  6. «Doo-wops & Hooligans - edition collector» (em francês). iTunes Store. 5 de outubro de 2010. Consultado em 1º de junho de 2014. 
  7. «Insensato Coração - Internacional Vol.2». Som Livre. Consultado em 21 de janeiro de 2012. 
  8. Redação (5 de agosto de 2011). «Trilha sonora: Confira os hits internacionais que embalam Insensato». Insensato Coração. Rede Globo. Consultado em 21 de janeiro de 2012. 
  9. «Bruno Mars está na trilha de "Insensato Coração"». Warner Music Brasil. 21 de junho de 2011. Consultado em 1º de maio de 2014.. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2011 
  10. Holly Frith (17 de agosto de 2013). «Bruno Mars Brings 'Doo-Wops & Hooligans' To London on UK Tour» (em inglês). Gigwise. Consultado em 1º de maio de 2014. 
  11. «A Turtle's Tale: Sammy's Adventures» (em inglês). Blu-ray.com. 3 de abril de 2012. Consultado em 1º de maio de 2014. 
  12. (2010) Créditos do álbum Doo-Wops & Hooligans por Bruno Mars. Atlantic Records.
  13. a b c Emily Yang (5 de outubro de 2010). «Album Review: Doo-Wops & Hooligans». The Signal (em inglês). Universidade do Estado da Geórgia. Consultado em 1º de maio de 2014. 
  14. «Bruno Mars, 'Talking to the Moon' – Composition Sheet Music» (em inglês). MusicNotes. Consultado em 1º de junho de 2014. 
  15. a b Alex Young (3 de dezembro de 2010). «Album Review: Bruno Mars – Doo-Wops & Hooligans». Consequence of Sound (em inglês). Consequence of Sound LCC. Consultado em 2 de junho de 2014. 
  16. a b Sherri Thornhill (2 de dezembro de 2010). «Bruno Mars Doo Wops & Hooligans CD Review» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 2 de junho de 2014. 
  17. Bill Lamb (11 de maio de 2011). «Bruno Mars - It's Better If You Don't Understand» (em inglês). About.com (The New York Times Company). Consultado em 1º de junho de 2014. 
  18. Mike Diver (20 de janeiro de 2011). «Mars' solo debut is geared for maximum appeal» (em inglês). BBC Music. Consultado em 1º de junho de 2014. 
  19. Leah Greenblatt (29 de setembro de 2011). «Doo-Wops & Hooligans Review». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 1º de junho de 2014. 
  20. Tyrone S. Reid (26 de abril de 2011). «Music Review: Bruno Mars - Doo-Wops & Hooligans». Seattle Post-Intelligencer (em inglês). Hearst Corporation. Consultado em 2 de junho de 2014. 
  21. Prescovia, Deivson (2 de agosto de 2011). «Top 5 da Billboard Brasil Hot 100 Airplay». Sonorizando. Terra Networks Brazil. Consultado em 3 de agosto de 2011. 
  22. «Brasil Hot 100 Airplay». Billboard Brasil. 85. Brasil: Nielsen Business Media, Inc. Agosto de 2011. 2 páginas. ISSN 977-217605400-2 Verifique |issn= (ajuda) 


]]