Temporada de Fórmula E de 2016–17

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fórmula E de 2016–17
Anterior: 2015–16 Posterior: 2017–18

A temporada de Fórmula E de 2016–17 foi a terceira temporada do Campeonato de Fórmula E da FIA, um campeonato de automobilismo para veículos elétricos reconhecido pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), como a categoria mais alta entre as competições de monopostos elétricos. Começou em 9 de outubro de 2016 no inédito ePrix de Hong Kong (China) e terminou na também inédita corrida dupla de Montreal (Canadá) no dia 30 de julho de 2017. Essa temporada teve duas etapas a mais que a anterior.

Sébastien Buemi iniciou a temporada defendendo o título de campeão de pilotos depois de garantir sua primeira conquista no ePrix de Londres de 2016.[1] Sua equipe, a Renault e.dams, começou a temporada como a equipe campeã, tendo conquistado seu segundo título consecutivo no mesmo evento.[2]

O piloto da ABT Schaeffler Audi Sport, Lucas Di Grassi, sagrou-se campeão na corrida de encerramento da temporada, em Montreal, conquistando 181 pontos.[3] A Renault e.dams conquistou seu terceiro Campeonato de Equipes consecutivo, à frente da ABT Schaeffler Audi Sport e da Mahindra Racing.[4]

Pilotos e equipes[editar | editar código-fonte]

Os três primeiros colocados da temporada de 2016–17:

Campeão Vice-campeão Terceiro lugar
Lucas di Grassi Paris EGP 2016 winner-cropped.JPG Sébastien Buemi.JPG Fro hoc 2016.jpg
BrasilLucas Di Grassi SuíçaSébastien Buemi SuéciaFelix Rosenqvist
AlemanhaABT Schaeffler Audi Sport FrançaRenault e.dams ÍndiaMahindra Racing Formula E Team


Os seguintes pilotos e equipes participaram do Campeonato de Fórmula E da FIA de 2016–17:

Equipe Fabricante Powertrain No. Pilotos Etapas
Alemanha ABT Schaeffler Audi Sport[5] Spark-Abt Sportsline ABT Schaeffler FE02 11 Brasil Lucas Di Grassi Todas
66 Alemanha Daniel Abt Todas
Estados Unidos MS Amlin Andretti Spark-Andretti Andretti ATEC-02[6] 27 Países Baixos Robin Frijns Todas
28 Portugal António Félix da Costa Todas
Reino Unido DS Virgin Racing Spark-Citroën DS Virgin DSV-02 2 Reino Unido Sam Bird Todas
37 Argentina José María López 1–8, 11–12
Reino Unido Alex Lynn[7] 9–10
Estados Unidos Faraday Future Dragon Racing Spark-Penske[8][9] Penske 701-EV 7 Bélgica Jérôme d'Ambrosio Todas
6 França Loïc Duval 1–5, 7–12
Reino Unido Mike Conway[10] 6
Reino Unido Panasonic Jaguar Racing Spark-Jaguar Jaguar I-Type 1 47 Reino Unido Adam Carroll Todas
20 Nova Zelândia Mitch Evans Todas
Índia Mahindra Racing Formula E Team Spark-Mahindra Mahindra M3Electro[11] 23 Alemanha Nick Heidfeld Todas
19 Suécia Felix Rosenqvist Todas
China NextEV NIO Spark-NEXTEV NEXTEV TCR Formula 002 3 Brasil Nelson Piquet Jr. Todas
88 Reino Unido Oliver Turvey Todas
França Renault e.dams[12] Spark-Renault Renault Z.E 16 8 França Nicolas Prost Todas
9 Suíça Sébastien Buemi 1–8, 11–12
França Pierre Gasly[13] 9–10
China Techeetah Spark-Renault[14] Renault Z.E 16 25 França Jean-Éric Vergne Todas
33 China Ma Qing Hua 1–3
México Esteban Gutierrez 4–6
França Stephane Sarrazin 7–12
Mónaco Venturi Formula E Team Spark-Venturi Venturi VM200-FE-02[15] 4 França Stéphane Sarrazin 1–6
França Tom Dillmann 7–12
5 Alemanha Maro Engel 1–5, 7–12
França Tom Dillmann[16] 6

Mudanças nas equipes[editar | editar código-fonte]

  • A Andretti anunciou que havia firmado uma parceria técnica de dois anos com a BMW, permitindo que a fabricante alemã se familiarizasse com a categoria em vista de uma potencial equipe de fábrica para a temporada de 2018-19, dependendo do progresso da Fórmula E.[19]
  • Após um período de incerteza, Aguri Suzuki, chefe da Team Aguri, anunciou que deixaria a equipe em abril de 2016, quando o pessoal sênior entrou "em um período de consulta" sobre uma futura mudança de proprietário.[20] Na semana anterior ao ePrix de Londres de 2016, a empresa chinesa de patrimônio público e capital de risco China Media Capital anunciou que havia comprado a Team Aguri e estabeleceria uma nova entidade para substituir a estrutura existente da Team Aguri.[21] A entidade foi publicamente nomeada de Techeetah algumas semanas depois da retirada oficial da Team Aguri da Fórmula E.[22] O pessoal sênior da Team Aguri, incluindo o chefe de equipe, Mark Preston, manteve seus cargos na Techeetah,[23] e os carros usaram trens de força personalizados da Renault.[24]
  • A Trulli Formula E Team se retirou da categoria após ter sido impedida de despachar componentes vitais para a corrida de abertura da temporada em Pequim, e de não ter testado antes da corrida da etapa seguinte em Putrajaya, permitindo assim que a Jaguar entrasse no campeonato.[25]

Calendário[editar | editar código-fonte]

As seguintes corridas foram realizadas como parte do Campeonato de Fórmula E de 2016–17:

Corrida ePrix País Data
1 ePrix de Hong Kong  Hong Kong 9 de outubro de 2016
2 ePrix de Marraquexe  Marrocos 12 de novembro de 2016
3 ePrix de Buenos Aires  Argentina 18 de fevereiro de 2017
4 ePrix da Cidade do México  México 1º de abril de 2017
5 ePrix de Mônaco Mónaco 13 de maio de 2017
6 ePrix de Paris  França 20 de maio de 2017
7 ePrix de Berlim  Alemanha 10 de junho de 2017
8 ePrix de Berlim 11 de junho de 2017
9 ePrix de Nova Iorque Flag of the United States.svg Estados Unidos 15 de julho de 2017
10 ePrix de Nova Iorque 16 de julho de 2017
11 ePrix de Montreal  Canadá 29 de julho de 2017
12 ePrix de Montreal 30 de julho de 2017
Fonte:[26]

Mudanças no calendário[editar | editar código-fonte]

Resultados e classificações[editar | editar código-fonte]

ePrix[editar | editar código-fonte]

Etapa Corrida Pole position Volta mais rápida Vencedor Equipe Descrição
1 Hong Kong Hong Kong Brasil Nelson Piquet Jr. Suécia Felix Rosenqvist Suíça Sébastien Buemi França Renault e.dams Descrição
2 Marrocos Marraquexe Suécia Felix Rosenqvist França Loïc Duval Suíça Sébastien Buemi França Renault e.dams Descrição
3 Argentina Buenos Aires Brasil Lucas Di Grassi Suécia Felix Rosenqvist Suíça Sébastien Buemi França Renault e.dams Descrição
4 México Cidade do México Reino Unido Oliver Turvey Suíça Sébastien Buemi Brasil Lucas Di Grassi Alemanha ABT Schaeffler Audi Sport Descrição
5 Mónaco Mônaco Suíça Sébastien Buemi Reino Unido Sam Bird Suíça Sébastien Buemi França Renault e.dams Descrição
6 França Paris Suíça Sébastien Buemi Reino Unido Sam Bird Suíça Sébastien Buemi França Renault e.dams Descrição
7 Alemanha Berlim Brasil Lucas Di Grassi Nova Zelândia Mitch Evans Suécia Felix Rosenqvist Índia Mahindra Racing Descrição
8 Suécia Felix Rosenqvist Alemanha Maro Engel Suíça Sébastien Buemi França Renault e.dams
9 Estados Unidos Nova Iorque Reino Unido Alex Lynn Alemanha Maro Engel Reino Unido Sam Bird Reino Unido DS Virgin Racing Descrição
10 Reino Unido Sam Bird Alemanha Daniel Abt Reino Unido Sam Bird Reino Unido DS Virgin Racing
11 Canadá Montreal Brasil Lucas Di Grassi França Loïc Duval Brasil Lucas Di Grassi Alemanha ABT Schaeffler Audi Sport Descrição
12 Suécia Felix Rosenqvist França Nico Prost França Jean-Éric Vergne China Techeetah

Sistema de pontuação[editar | editar código-fonte]

Os pontos foram concedidos para os dez primeiros colocados em cada corrida, para o pole position e, também, para o piloto que marcasse a volta mais rápida, usando o seguinte sistema:

10º P V
25 18 15 12 10 8 6 4 2 1 3 1

Classificação do Campeonato de Pilotos[editar | editar código-fonte]

Pos. Piloto HKG

Hong Kong

MAR

Marrocos

BUE

Argentina

MEX

México

MON

Mónaco

PAR

França

BER

Alemanha

NIQ

Estados Unidos

MNT

Canadá

Ptos.
1 BrasilLucas Di Grassi 2* 5* 3* 1* 2* Ret* 2* 3* 4* 5* 1* 7* 181
2 SuíçaSébastien Buemi 1* 1* 1* 13* 1* 1* DSQ* 1* NP NP DSQ* 11* 157
3 SuéciaFelix Rosenqvist 15 3 18 16† 6 4 1 2 15 2 9 2 127
4 Reino UnidoSam Bird 13 2 Ret 3 Ret 16 7 7 1 1 5 4 122
5 FrançaJean-Éric Vergne Ret 8 2 2 Ret Ret 8 6 2 8 2* 1 117
6 FrançaNicolas Prost 4 4 4 5 9 5 5 8 8 6 6 Ret 93
7 AlemanhaNick Heidfeld 3 9 15 12 3 3 3 10 Ret 3* Ret 5 88
8 AlemanhaDaniel Abt Ret 6* 7* 7* 7 13†* 6* 4* 14†* Ret* 4 6* 67
9 ArgentinaJosé María López Ret* 10 10 6 Ret 2 4 5 NP NP Ret 3 65
10 FrançaStéphane Sarrazin 10 12 12 15 15†* 10 11 14 3 12† 3 8 36
11 BrasilNelson Piquet Jr. 11 16 5 9 4 7 12 12 11 16† 13 16 33
12 Reino UnidoOliver Turvey 8 7 9 Ret 13† 12 10 9 6 14 15 17 26
13 Países BaixosRobin Frijns 6 11 14 11 12 6 17 18 9 9 8 13 24
14 Nova ZelândiaMitch Evans Ret 17 13 4 10 9 Ret 17 Ret Ret 7 12 22
15 FrançaLoïc Duval 14 18 6 Ret Ret NP 15 Ret 5 13† Ret 19† 20
16 França Pierre Gasly 7 4 18
17 AlemanhaMaro Engel 9 Ret Ret Ret 5 NP 9 Ret Ret Ret 12 18 16
18 BélgicaJérôme d'Ambrosio 7 13 8 14 Ret Ret 13 13 Ret 10 11 9 13
19 FrançaTom Dillmann 8 18 15 13 7 10 10 12
20 PortugalAntónio Félix da Costa 5 Ret 11 Ret 11 Ret 16 11 12 15 14 15 10
21 Reino UnidoAdam Carroll 12 14 17 8 14 15 14 16 10 11 16 14 5
22 México Esteban Gutiérrez 10 8 11 5
23 Reino UnidoAlex Lynn Ret Ret 3
24 Reino UnidoMike Conway 14 0
25 ChinaMa Qing Hua Ret 15 16 0
Pos. Piloto HKG

Hong Kong

MAR

Marrocos

BUE

Argentina

MEX

México

MON

Mónaco

PAR

França

BER

Alemanha

NIQ

Estados Unidos

MNT

Canadá

Ptos.
Fonte:[27]
Cor Resultado
Ouro Vencedor
Prata 2º lugar
Bronze 3º lugar
Verde Terminou, nos pontos
Azul Terminou, sem pontos
Terminou, sem classificar (NC)
Púrpura Retirou-se (Ret)
Vermelho Não qualificado (NQ)
Não pré-qualificado (NPQ)
Preto Desqualificado (DSQ)
Branco Não largou (NL)
Desistência (WD)
Corrida cancelada (C)
Sem cor Não participou
(NP)
Excluído
(EX)

Negrito – Pole position
Itálico – Volta mais rápida

* – FanBoost
† — Pilotos que não terminaram o Grande Prêmio mas foram classificados pois completaram 90% da corrida.

† – O piloto não terminou o ePrix, mas foi classificado por ter completado mais de 90% da distância da corrida.

Classificação do Campeonato de Equipes[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipe No. HKG

Hong Kong

MAR

Marrocos

BUE

Argentina

MEX

México

MON

Mónaco

PAR

França

BER

Alemanha

NIQ

Estados Unidos

MNT

Canadá

Ptos.
1 FrançaRenault e.dams 8 4 4 4 5 9 5 5 8 8 6 6 Ret 268
9 1 1 1 13 1 1 DSQ 1 7 4 DSQ 11
2 AlemanhaABT Audi Sport 11 2 5 3 1 2 Ret 2 3 4 5 1 7 248
66 Ret 6 7 7 7 13† 6 4 14† Ret 4 6
3 ÍndiaMahindra Racing 19 15 3 18 16† 6 4 1 2 15 2 9 2 215
23 3 9 15 12 3 3 3 10 Ret 3 Ret 5
4 Reino UnidoVirgin Racing 2 13 2 Ret 3 Ret 16 7 7 1 1 5 4 190
37 Ret 10 10 6 Ret 2 4 5 Ret Ret Ret 3
5 ChinaTecheetah 25 Ret 8 2 2 Ret Ret 8 6 2 8 2 1 156
33 Ret 15 16 10 8 11 11 14 3 12† 3 8
6 ChinaNextEV NIO 3 11 16 5 9 4 7 12 12 11 16† 13 16 59
88 8 7 9 Ret 13† 12 10 9 6 14 15 17
7 Estados UnidosMS Amlin Andretti 27 6 11 14 11 12 6 17 18 9 9 8 13 34
28 5 Ret 11 Ret 11 Ret 16 11 12 15 14 15
8 Estados UnidosDragon Racing 6 14 18 6 Ret Ret 14 15 Ret 5 13† Ret 19† 33
7 7 13 8 14 Ret Ret 13 13 Ret 10 11 9
9 MónacoVenturi 4 10 12 12 15 15† 10 18 15 13 7 10 10 30
5 9 Ret Ret Ret 5 8 9 Ret Ret Ret 12 18
10 Reino UnidoJaguar Racing 20 Ret 17 13 4 10 9 Ret 17 Ret Ret 7 12 27
47 12 14 17 8 14 15 14 16 10 11 16 14
Pos. Equipe No. HKG

Hong Kong

MAR

Marrocos

BUE

Argentina

MEX

México

MON

Mónaco

PAR

França

BER

Alemanha

NIQ

Estados Unidos

MNT

Canadá

Ptos.
Fonte:[27]
Cor Resultado
Ouro Vencedor
Prata 2º lugar
Bronze 3º lugar
Verde Terminou, nos pontos
Azul Terminou, sem pontos
Terminou, sem classificar (NC)
Púrpura Retirou-se (Ret)
Vermelho Não qualificado (NQ)
Não pré-qualificado (NPQ)
Preto Desqualificado (DSQ)
Branco Não largou (NL)
Desistência (WD)
Corrida cancelada (C)
Sem cor Não participou
(NP)
Excluído
(EX)

Negrito – Pole position
Itálico – Volta mais rápida

Referências

  1. «Buemi conquista o título com volta mais rápida em Londres». F1 Mania. Consultado em 17 de julho de 2018 
  2. «Renault e.dams conquista segundo título de campeã da FIA de Fórmula E e; Sébastien Buemi é consagrado entre os pilotos». Imprensa Renault. Consultado em 17 de julho de 2018 
  3. «Lucas di Grassi conquista título mundial da Fórmula E». Motorsport.com. Consultado em 30 de julho de 2017 
  4. «Três de três: 3 temporadas de Fórmula E, 3 títulos». Imprensa Renault. Consultado em 17 de julho de 2018 
  5. «Di Grassi could change teams for season three of Formula E». 23 de abril de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  6. «ATEC-02 to debut in 2016/17 season». 15 de junho de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  7. «Alex Lynn gets DS Virgin call-up for New York». 28 de junho de 2017. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  8. a b «Exclusive: Dragon Racing to become Formula E manufacturer». 15 de dezembro de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  9. «Dragon Racing teams up with new manufacturer». 1 de julho de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  10. «Conway to replace Duval for Paris ePrix». 18 de abril de 2017. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  11. «Magneti Marelli enters Formula E with Mahindra». 22 de abril de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  12. Mitchell, Scott (25 de abril de 2016). «Renault e.dams first team to test season three Formula E technology». Autosport. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  13. «Renault e.dams confirms Gasly as Buemi replacement for New York FE». 10 de julho de 2017. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  14. «Exclusive: Team Aguri in talks for Chinese takeover». 20 de abril de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  15. «Venturi's VM200 FE-02 passes crash test». 21 de abril de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  16. Smith, Sam (24 de abril de 2017). «Tom Dillmann to make Formula E debut with Venturi in Paris». Autosport. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  17. Ruddick, Graham (15 de dezembro de 2015). «Jaguar to join Formula E championship». The Guardian. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 3 de junho de 2017 
  18. Kelley, Seth (1 de julho de 2016). «Faraday Future Partners With Dragon Racing for Formula E». Variety. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2016 
  19. Biesbrouck, Tim (27 de setembro de 2016). «BMW confirms Formula E involvement with Andretti». Electric Autosport. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2016 
  20. Smith, Luke (20 de abril de 2016). «Aguri in takeover talks». Current E. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 22 de julho de 2016 
  21. Klein, Jamie (28 de junho de 2016). «Team Aguri concludes Chinese takeover deal». motorsport.com. Consultado em 29 de junho de 2016. Cópia arquivada em 2 de julho de 2016 
  22. Kane, Mark (7 de julho de 2016). «Formula E Accepts 10 Teams For Third Season 2016–17 And Adds 5 New Cities». Inside EVs. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2017 
  23. Waring, Bethonie (27 de julho de 2016). «Experience a focus for new kids on the block Techeetah». e-racing.net. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2016 
  24. Mitchell, Scott (24 de agosto de 2016). «New Formula E outfit Techeetah to run Renault powertrain». Autosport. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2016 
  25. O'Kane, Sean (15 de dezembro de 2015). «Jaguar officially joins Formula E, and will make electric vehicles for the road». The Verge. Consultado em 3 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2016 
  26. «F-E divulga esboço de calendário da temporada 2016/2017 com 14 etapas, mas dois lugares ainda a definir». Consultado em 18 de setembro de 2016 
  27. a b «Standings – Formula E». www.fiaformulae.com. Consultado em 8 de novembro de 2016