Wilhelm Pieck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Wilhelm Pieck
1.º Presidente da Alemanha Oriental
Período 11 de outubro de 1949
a 7 de setembro de 1960
Antecessor(a) posição estabelecida (Karl Dönitz na Alemanha Nazista)
Sucessor(a) Walter Ulbricht (como Presidente do Conselho de Estado)
Dados pessoais
Nome completo Friedrich Wilhelm Reinhold Pieck
Nascimento 3 de janeiro de 1876
Guben, Flag of the German Empire.svg Império Alemão
Morte 7 de setembro de 1960 (84 anos)
Berlim Oriental,  Alemanha Oriental
Cônjuge Christine Hafker
Filhos Elly Winter e mais 2
Partido Sozialistische Einheitspartei Deutschlands Logo.svg SED
Profissão carpinteiro
Residência Schloss Schönhausen

Wilhelm Pieck (Brandemburgo, 3 de janeiro de 1876 - Berlim Oriental, 7 de setembro de 1960) foi um político alemão, primeiro e único presidente da República Democrática da Alemanha (RDA).[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pieck aderiu ao Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) em 1895, colocando-se na ala esquerda durante os conflitos internos do partido que apareceram em relação à Primeira Guerra Mundial.[1][2] A ala esquerda posicionava-se contrariamente à guerra, e a favor da revolução. Pieck abandonou o SPD conjuntamente com outros militantes e líderes que se reuniram na chamada Liga Espartaquista e depois fundaram o Partido Comunista da Alemanha (KPD) em 1918. Após a derrota da revolução espartaquista nesse ano, fugiu para a Itália.[1][2]

Regressou à Alemanha em 1921, onde foi eleito deputado comunista ao Parlamento da Prússia (1921-1928) e do Reichstag (1928-1933). Após a tomada de poder pelos nazistas do NSDAP, fugiu novamente do país, nesta ocasião para Paris, desde onde se deslocou para a União Soviética em 1939. Durante o exílio, teve responsabilidades na Internacional Comunista e foi eleito secretário geral do KPD em 1935. Ademais, durante a Segunda Guerra Mundial, presidiu ao Comitê Nacional por uma Alemanha Livre (NKFD), organismo impulsionado pelos comunistas com o fim de agrupar toda a oposição ao nazismo.[2]

Depois da vitória aliada na guerra em maio de 1945 e da consequente queda do NSDAP, Pieck regressou à área alemã controlada pela URSS e dirigiu a fusão do KPD e do SPD na RDA. A fusão deu origem ao Partido Socialista Unificado da Alemanha (SED), do que Pieck foi eleito secretário geral em 1945, compartindo o secretariado com o social-democrata Otto Grotewohl.[2]

Em 1949, com a constituição da RDA, foi eleito o seu primeiro e único chefe de Estado, posto que ocupou até à sua morte em 1960. Antes, em 1950, cedeu a secretaria geral a Walter Ulbricht.[2]

Wilhelm Piecks (esquerda) e Otto Grotewohl (direita)

Referências

  1. a b c «Pieck, Wilhelm (Friedrich Wilhelm Reinhold)». Bundesstiftung zur Aufarbeitung der SED-Diktatur. Consultado em 25 de agosto de 2021 
  2. a b c d e f Museum, Stiftung Deutsches Historisches. «Wilhelm Pieck 1876-1960». LeMO (em alemão). Consultado em 25 de agosto de 2021 


Precedido por
Presidente da Alemanha Oriental
1949-1960
Sucedido por
Walter Ulbricht
(Presidente do Conselho de Estado)