Partido Comunista Romeno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Partido Comunista Romeno
Partidul Comunist Român
Secretário-geral Gheorghe Cristescu (primeiro)
Nicolae Ceaușescu (último)
Fundação 8 de Maio de 1921
Dissolução 22 de Dezembro de 1989
Sede Bucareste
Ideologia Comunismo
Marxismo-Leninismo
Nacional comunismo (depois 1960)
Espectro político Extrema-esquerda
Publicação Scînteia
Ala jovem União da Juventude Comunista
Ala Militar Guardas Patrióticas
Afiliação internacional Comintern (1921–43),
Cominform (1947–56)
Afiliação europeia Federação Balcânica Comunista (1921–39)
Cores      Vermelho      Dourado
Bandeira do partido
Flag of PCR.svg

O Partido Comunista Romeno (em romeno: Partidul Comunist Român, PCR) foi um partido político da Roménia[1].

O PCR liderou o regime comunista na Roménia entre 1947 até à sua deposição na Revolução Romena de 1989[2][3].

Fundado em 1921, o PCR foi declarado ilegal em 1924 e, rapidamente, tornou-se muito ligado à URSS, algo que o impediu de ganhar apoio popular[4].

Após a libertação da Roménia pela URSS, durante a Segunda Guerra Mundial, em 1944, o partido, rapidamente, assumiu o poder até, em 1947, declarar a República Popular da Roménia, firmemente alinhada com a URSS[5][6]. Importa referir que, em 1948, o PCR se uniu com o Partido Social-Democrata, dando origem ao Partido dos Trabalhadores Romenos, apesar de, em 1965, reverter para o nome original de Partido Comunista Romeno[7].

Apesar de, inicialmente, o PCR e o seu regime serem verdadeiros satélites da URSS, com a chegada de Nicolae Ceaușescu em 1965 e, acima de tudo, com a invasão soviética na Checoslováquia em 1968, o partido seguiu uma linha mais próxima do Nacionalismo Romeno, e, criticando a URSS[8].

Quando a URSS, liderado por Gorbachev, embarcou num programa de liberalização política e económica, o povo romeno, desagradados com o rumo do regime de Ceausescu e ambicionando liberalização e democratização política, protestaram e, tal, originou a Revolução Romena de 1989, que levou à queda do regime comunista, à dissolução do PCR e, por fim, à execução de Nicolae Ceaușescu e seus familiares[9][10].

Referências

  1. «Romania - The Communist Party». countrystudies.us. Consultado em 7 de abril de 2016 
  2. «Romania - The Communist Party». countrystudies.us. Consultado em 7 de abril de 2016 
  3. «History - The Communist Regime». www.rotravel.com. Consultado em 7 de abril de 2016. Arquivado do original em 12 de março de 2016 
  4. «Romania - The Communist Party». countrystudies.us. Consultado em 7 de abril de 2016 
  5. «History - The Communist Regime». www.rotravel.com. Consultado em 7 de abril de 2016. Arquivado do original em 12 de março de 2016 
  6. «Romania - The Communist Party». countrystudies.us. Consultado em 7 de abril de 2016 
  7. «Romania - The Communist Party». countrystudies.us. Consultado em 7 de abril de 2016 
  8. «Romania - The Communist Party». countrystudies.us. Consultado em 7 de abril de 2016 
  9. «Romania during Ceausescu's Dictatorship». www.procesulcomunismului.com. Consultado em 7 de abril de 2016 
  10. «The Unique Experience of Romania | Making the History of 1989». chnm.gmu.edu. Consultado em 7 de abril de 2016