Liga dos Comunistas da Jugoslávia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Liga dos Comunistas da Jugoslávia
Savez komunista Jugoslavije
Савез комуниста Југославије
Zveza komunistov Jugoslavije
Сојуз на комунистите на Југославија
Lidhja Komuniste e Jugosllavisë
Jugoszláv Kommunista Szövetség
Lega dei Comunisti di Jugoslavia
Emblem of the SKJ.svg
Líder Josip Broz Tito (líder de 1937 a 1980)
Fundação 1919
Dissolução 1990
Sede Belgrado, Iugoslávia
Ideologia Comunismo
Socialismo
Marxismo-leninismo
Jugoslavismo
Titoísmo
Espectro político Extrema-esquerda
Publicação Borba
Ala jovem Liga da Juventude Comunista da Jugoslávia
União dos Pioneiros da Jugoslávia
Sucessor Partido Socialista da Sérvia
Partido Social-Democrata da Croácia
Partido Social Democrata da Bósnia e Herzegovina
Social-Democratas (Eslovénia)
[[ União Social-Democrata da Macedónia]]
Partido Democrático dos Socialistas de Montenegro
Ala militar Partisans iugoslavos (1941-1945)
Cores Vermelho
Bandeira do partido
League of Communists of Yugoslavia Flag.svg
Flag of Yugoslavia (1943–1992).svg

A Liga dos Comunistas da Jugoslávia (em sérvio: Savez komunista Jugoslavije, SKJ), antes de 1952, o Partido Comunista da Jugoslávia, era o maior partido comunista do país e o partido no poder da República Socialista Federativa da Jugoslávia. Foi fundado como um partido de oposição no Reino dos sérvios, croatas e eslovenos em 1919.

Após os sucessos iniciais nas eleições, foi banido pela monarquia e permaneceu um grupo clandestino ilegal até a Segunda Guerra Mundial; às vezes, foi dura e violentamente suprimido. Após o colapso da Jugoslávia em 1941, os partisans jugoslavos liderados pelos comunistas se envolveram na Guerra da Libertação do Povo da Jugoslávia e derrotaram as forças do Eixo e seus auxiliares locais numa sangrenta guerra civil. Após a libertação da ocupação estrangeira em 1945, o partido consolidou seu poder e estabeleceu um estado de partido único na República Federativa Socialista da Jugoslávia, que existiu até 1990, momento da separação da Jugoslávia.

O partido, liderado por Josip Broz Tito de 1937 a 1980, foi o primeiro partido comunista no poder na história do Bloco de Leste que se opôs abertamente à União Soviética e, portanto, foi expulso do Cominform, em 1948, após a ruptura entre Tito e Estaline. Após purgas internas dos membros pró-soviéticos, o partido se renomeou como Liga dos Comunistas e adoptou a política de auto-gestão dos trabalhadores e comunismo independente, conhecido como Titoísmo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.