William Golding

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
William Golding Medalha Nobel
William Golding em 1983, ano em que ganhou o Prêmio Nobel de Literatura
Nome completo William Gerald Golding
Nascimento 19 de setembro de 1911
Newquay, Cornualha, Inglaterra Inglaterra, Reino Unido Reino Unido
Morte 19 de junho de 1993 (81 anos)
Perranarworthal, CCornualha, Inglaterra Inglaterra,  Reino Unido
Nacionalidade Reino Unido britânico
Ocupação escritor, romancista, dramaturgo, poeta
Prêmios James Tait Black Memorial Prize (1979)

Prémio Man Booker (1980)
Nobel prize medal.svg Nobel de Literatura (1983)

Magnum opus O Senhor das Moscas

Sir William Gerald Golding, CBE (Newquay, 19 de setembro de 1911Perranarworthal, 19 de junho de 1993) foi um escritor, novelista, dramaturgo e poeta inglês, autor do best-seller O Senhor das Moscas, de 1954, membro da Royal Society of Literature[1] e vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 1983. Em 2008, foi eleito pela revista The Times o terceiro entre os "cem maiores escritores britânicos desde 1945".[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

William Golding nasceu na Inglaterra em 19 de setembro de 1911, na cidade de Santus Columb Minor.

Filho de um professor, estudou ciências naturais em Oxford e serviu na marinha britânica na Segunda Guerra Mundial. Sobre essa experiência, diria: "Qualquer pessoa que tenha passado por esses acontecimentos terríveis sem entender que o homem produz o mal como a abelha produz o mel estava cega ou louca[3]".

Recebeu o Nobel de Literatura de 1983.

Morreu em 19 de julho de 1993 em Perranarworthal, por insuficiência cardíaca.

Obras[editar | editar código-fonte]

William publicou seu primeiro livro e grande sucesso "O Senhor das Moscas" em 1954. Nessa obra o autor contesta a teoria do "bom selvagem" de Rousseau.

Principais obras:

Características literárias[editar | editar código-fonte]

Placa comemorativa no colégio onde foi professor

Seus romances são fábulas sobre o mal, e sondam o abismo entre o mundo da ciência/razão e o mundo da verdade espiritual. Apresentava uma visão "verde" da natureza, como um ecossistema renovável, sob a ameaça sempre presente do homem.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.william-golding.co.uk/about-william-golding
  2. The 50 greatest British writers since 1945. The Times (5 January 2008). Retrieved on 1 February 2010.
  3. GOLDING, William. O senhor das moscas (4. ed). Editora Nova Fronteira. Contra capa

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • GOLDING, William (N.C.). O senhor das moscas. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira. [S.l.: s.n.] ISBN 4. ed. Verifique |isbn= (ajuda)  Verifique data em: |ano= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Gabriel García Márquez
Nobel de Literatura
1983
Sucedido por
Jaroslav Seifert


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.